02/01/19 - 10:04:23

Mais de 4.400 alunos da rede estadual de ensino ingressaram no ensino superior em 2018

Por Ítalo Marcos

A Secretaria de Educação (Seed), através do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), realizou um importante trabalho de preparação dos alunos da rede estadual de ensino para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros vestibulares, visando ao ingresso desses estudantes no ensino superior. Ao longo do ano de 2018, o curso Pré-Universitário da Seed promoveu diversas ações para os estudantes do curso e da rede regular do ensino médio.

O sucesso do Pré-Universitário pode ser demonstrado no aumento da procura. Em 2016, se inscreveram 11.834 candidatos para disputar uma das 5.500 vagas do Pré. Já em 2017, a procura aumentou para 12.952. Em 2018, mais um aumento: 13.360 candidatos se inscreveram para o Processo Seletivo do Curso Pré-Universitário. Isso reflete um crescimento de quase 12% na demanda.

“Possibilitar aos nossos alunos o ingresso no ensino superior e vislumbrar uma nova fase de vida, que permitirá mais conhecimento, confiança e a possibilidade de um futuro promissor. O engajamento dos professores e da gestão espelha o aumento da procura em cursos como o nosso Pré-universitário”, destacou o professor e secretário da Educação, Josué Modesto dos Passos.

Nos últimos dois anos, cerca de 8 mil alunos da rede estadual passaram no Enem e em outros vestibulares, sendo 3.489 aprovados em 2016 e 4.476 aprovados em 2017.

“Nesses últimos anos temos visto uma quantidade cada vez maior de estudantes que ingressam no ensino superior. Isso se deve às nossas ações ao longo do ano, como os aulões, simulados e revisões. Destaco aqui as Oficinas de Redação, cuja quantidade de professores nós aumentamos. Com as oficinas, atingimos a maioria dos alunos do Pré-Universitário. Eles foram para a prova sabendo do assunto, já que o tema da Redação que caiu no Enem chegou a ser trabalhado em um dos nossos módulos do curso”, afirmou Fábio Leite, diretor do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional.

Funcionando em 44 polos, distribuídos em 29 municípios, o curso Pré-Universitário realizou durante o ano de 2018 diversas ações com o objetivo de preparar os alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): Revisões Regionais, Treinando com Pesos, Oficina de Redação, Simulado Online, Simula Enem e Revisão Final foram algumas das atividades que proporcionaram uma melhor preparação aos estudantes.

Programa Saúde nas Escolas

Além do Curso Pré-Universitário, o Departamento de Apoio ao Sistema Educacional da Seed (Dase) tem estado ao lado da classe estudantil em outras frentes.

Em 2018 aconteceu a retomada do Programa Saúde nas Escolas (PSE), sob a coordenação da professora Márcia Furlan. A ação intersetorial, instituída em 2007 (Decreto 6.286/2007), possui políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública.

A partir de junho de 2018, a nova coordenação do PSE reestruturou o Programa no Estado de Sergipe. A coordenadora Marcia Furlan destaca que o Programa, como uma ação estratégica, visa garantir os serviços de saúde em ambiente escolar através do desenvolvimento efetivo das 12 ações previstas: verificação da situação vacinal; alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; combate ao mosquito Aedes Aegypti; promoção e avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de flúor; saúde ocular e identificação de possíveis sinais de alteração; saúde auditiva e identificação de possíveis sinais de alteração; prevenção de violências e acidentes; identificação de sinais de agravos de doenças em eliminação; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; práticas corporais, atividade física e lazer nas escolas; promoção da cultura de paz, cidadania e Direitos Humanos; e direito sexual e reprodutivo e prevenção de DST/AIDS.

“O Programa Saúde nas Escolas contribui para o fortalecimento de ações voltadas ao desenvolvimento integral, ao propiciar a participação da comunidade escolar em programas e projetos articulados pela saúde e educação, com a finalidade de fortalecer o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens”, afirmou Márcia Furlan.

Outras ações

A Secretaria de Estado da Educação tem promovido ações e investimentos nas escolas para promover o incentivo à leitura e formar leitores. Projetos para organizar e mobiliar bibliotecas escolares, doação e distribuição de livros paradidáticos, projetos de leitura em sala de aula são algumas das ações desenvolvidas com o objetivo de fortalecer o hábito da leitura em sala de aula, melhorando a escrita, a oralidade e a criatividade, além de promover o protagonismo juvenil.

Ainda de acordo com o diretor do Dase, Fábio Leite, o departamento promoveu a reforma de bibliotecas escolares, compra de mobiliários e livros novos paras as bibliotecas. Cerca de 500 cadeiras foram restauradas e devolvidas para as bibliotecas.

Uma das novidades em 2018 foi a Escolha do Livro Didático Literário. De acordo com o coordenador da Divisão de Material, Ensino-Aprendizagem (Dismea), Marcos Vinícius Melo dos Anjos, antes as escolas utilizavam os livros que eram enviados pelo Ministério da Educação (MEC). “Agora, pela primeira vez, as escolas com turmas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e turmas do ensino médio puderam analisar e escolher os Livros Didáticos Literários que irão utilizar. Esses livros chegarão em janeiro e serão utilizados nas escolas em 2019. A partir de agora isso será uma constante”, explicou.

Outra ação importante do Dase é a interlocução com os movimentos estudantis. O diretor Fábio Leite destacou que o departamento vem atendendo os estudantes em suas demandas, promovendo reuniões, intermediando conflitos e auxiliando na resolução de outras necessidades. “Esse é um papel do Dase e que nós temos feito. Em 2018 estivemos sempre reunidos com os grêmios estudantis e entidades como a União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (USES), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e União Metropolitana dos Estudantes de Aracaju (UMESA)”, afirmou.

Foto Janaina Santos