03/01/19 - 14:45:41

Veja aqui cinco dicas para quem quer começar a criar gado

O Brasil é detentor do segundo maior rebanho do mundo, ficando apenas atrás da Índia. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e demonstram que em 2017 o país contava com 226 milhões de cabeças, enquanto a Índia possuía 303 milhões de animais.

Este é um mercado constantemente aquecido e que sempre atrai novos produtores interessados em iniciar uma criação. Existem diversos pormenores que devem ser levados em consideração antes de iniciar uma nova criação, e reunimos abaixo cinco dicas para ajudar o novo empreendedor. Confira!

Dica 1: localização da propriedade

Ter um espaço adequado para a criação dos animais é essencial para alcançar bons resultados. A propriedade precisa proporcionar conforto para o gado e observar as questões técnicas necessárias. O espaço deve ter área extensa para a criação, alimentação e manejo dos animais, além de local para a sede administrativa.

Dica 2: atenção à estrutura

O espaço está intimamente ligado à estrutura que será criada para receber a criação. É dessa estrutura que depende a qualidade da carne produzida, pois é a partir dela que o manejo adequado se dá. Curral do gado, cochos para suplementos, curral de manejo, bebedouro no pasto, área de armazenamento de insumos, estrutura para a prevenção contra a queda de raios no pasto, entre outros detalhes, devem ser considerados por quem está iniciando a criação.

Dica 3: escolhendo o gado

Boas matrizes são a chave de sucesso para a criação. Fique atento aos principais e mais conceituados eventos de leilão de touros, buscando adquirir os melhores exemplares dentro das suas possibilidades financeiras. Antes da compra, esteja atento às condições de saúde do lote, e após a compra consulte um veterinário de confiança, que fará a verificação do estado do animal ou dos animais. Gado doente pode causar sérios prejuízos, então é essencial estar atento.

Dica 4: conheça as fases de criação

Não basta comprar um animal de excelente qualidade e deixá-lo à deriva no pasto. É preciso obedecer rigidamente as fases de criação, de forma a alcançar os melhores resultados na produção. Da criação (de quando o animal ainda está no ventre da mãe até seu nascimento) passando pela recria (a fase de crescimento do animal) e até a engorda (quando o gado é alimentado até que alcance peso para o abate), tudo deve ser minuciosamente planejado para a venda de um produto qualificado e, consequentemente, para o lucro do produtor.

Dica 5: organização financeira

Para saber qual é o lucro proveniente do seu trabalho, é preciso também saber para onde vai o dinheiro gasto com o investimento. Para isso, a organização financeira é essencial e não pode ser deixada de lado. Existem diversos aplicativos e sites destinados especialmente ao produtor de gado, que ajudam a separar gastos e ganhos e verificar o que realmente tem entrado e saído do caixa da propriedade.

Por Aline Matos

Foto assessoria