10/01/19 - 00:01:21

SEM FUTURISMO EXAGERADO

DIÓGENES BRAYNER – plenario@faxaju.com.br

A maioria dos partidos tem os olhos voltados para a Prefeitura de Aracaju. Não só os de oposição, mas também os que participam da base aliada e que estiveram juntos no apoio a Belivaldo Chagas (PSD) ao Governo do Estado. Uma das legendas que mais observa o quadro sucessório da Capital em 2020 é o Partido dos Trabalhadores. É legítimo esse interesse, afinal o objetivo é chegar ao comando do executivo e tentar realizar projeto orientado pelo sigla.

A Prefeitura de Aracaju é um caminho que pode levar ao Governo do Estado. A rota foi percorrida por dois ex-governadores: João Alves Filho (ainda PDS), em 1982, e Marcelo Déda (PT) em 2010. Outros que foram prefeitos e chegaram ao Governo, como Jackson Barreto (MDB), não se elegeram imediatamente após. Passaram antes por mandatos proporcionais.

Ninguém está querendo expor futurismo, mas a trilha a ser seguida por essas legendas que fixam a Prefeitura de Aracaju têm como objetivo o Governo do Estado, já que Belivaldo Chagas não disputará a reeleição. Edvaldo Nogueira, o atual prefeito, tentará se manter no mandato, pensando em disputar o Palácio dos Despachos, ao se desincompatibilizar em abril de 2022.

Já o Partido dos Trabalhadores não vai “largar a rapadura”. Quer Marcio Macedo como prefeito da Capital em 2020, para alicerçar a candidatura do senador eleito Rogério Carvalho (PT) ao Governo do Estado, substituindo a Belivaldo Chagas. Esse é o mapa petista traçado e ninguém esconde isso. Não há quem acredite que Rogério, depois de chegar ao Senado em 2019, deixará passar ao léu uma disputa ao Governo em 2022, tendo quatro anos de garantia do mandato no Senado, caso não seja eleito.

Bom, mas no bloco aliado dançam-se vários tons. A vice-governadora Eliane Aquino (PT), apesar de “amar Brasília”, não pensa no Senado. Estará de olho no Governo, para sentar na mesma cadeira do ex-marido Marcelo Déda para continuar o seu projeto. E anotem: terá apoio firme de quase todos os partidos que fizeram composição para reeleger Belivaldo.

HELENO E DAMARES

O ex-deputado Heleno Silva (PRB) esteve ontem com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Através dele a ministra falou por telefone com a vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino (PT), e com a secretária da Inclusão Social, Leda Lúcia Couto.

A MINISTRA E DÉDA

Ideológicamente, Eliane e Damares não se batem, mas um fato aproximou as duas: a ministra estudou com o ex-governador Marcelo Déda, de quem Eliane é viúva. Damares mostrou-se feliz porque Eliane se vinculou a projetos sociais e gostaria de um encontro com ela.

UMA JACA DURA

A ministra Damares Alves, ao conversar com a secretária Leda Lúcia despediu-se com um pedido: “quando vier me visitar, traga-me uma jaca dura. Adoro jaca”. Leda respondeu na hora: “não se preocupe, sempre tenho jaca em casa”. Conversa de velhas amigas.

VESTINDO AZUL

A foto de Heleno Silva com a ministra Damares Alves foi postada no Instagram e favoreceu a uma série de comentários e observações: “ainda bem que você estava vestido de azul”, comentou um dos seus amigos.

GILMAR A PREFEITO

A informação de que o deputado Gilmar Carvalho pretende disputar a Prefeitura de Aracaju não é tão nova. Ele mesmo demonstra isso ao aparecer em campanha. Nova é a informação de que ele pode disputar a Mesa da Assembleia, caso Luciano Bispo não seja candidato.

A ESPERA DE ROGÉRIO

Membros do Partido dos Trabalhadores estão esperando retorno do presidente regional Rogério Carvalho – está em viagem fora do País – para tratar sobre posições no atual Governo, apesar da legenda já ter o comando de alguns setores.

JÁ VEM CONVERSANDO

Vice-presidente nacional do PT, Marcio Macedo já esteve com o governador Belivaldo Chagas, que teria lhe proposto ocupar órgãos do segundo escalão. Não aceita. É que Marcio pretende ficar em Sergipe e ocupar bom espaço para disputar a Prefeitura de Aracaju.

VISÃO É ARACAJU

Apesar de se mostrarem em fotografias e camuflar desejos, o foco político do PT, neste momento, é a Prefeitura de Aracaju. “Nada contra Edvaldo Nogueira (PCdoB), mas tudo por administrar uma cidade que tem perfil petista”, disse um militante.

BIRA É NOME ANALISADO

O atual diretor de Abastecimento da Emsurb, Ubiraci Rabelo de Lima (Bira) poderá ser o novo secretário do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedubs). Substituiria ao engenheiro Valmor Barbosa, que ocupa a Seinfra.

SERIA COTA DO MDB

Ubiraci Rabelo entraria na cota do MDB, por indicação do ex-governador Jackson Barreto e do deputado estadual Luis Garibaldi. A convivência de Bira com o atual presidente da Ensurb, Luiz Roberto (PSD), não é das melhores.

NEM NA TRAGÉDIA

Um dos membros recentes da oposição confirmou, ontem, que a oposição ainda não está conversando em Sergipe. E brincou: “nem na tragédia eles se entendem. Agora quero é distância”. O ilustre político neste momento está de “namoro” com Bolsonaro.

QUÊ MÚSICOS?

O problema dos músicos de Sergipe, que não receberam o dinheiro ainda do Forró Caju, é culpa dos próprios artistas. O ‘calote’ acontece há anos e aí cabe uma pergunta: “Por que não sobem no palco só com o dinheiro em conta, como fazem as atrações nacionais?”

COMO EMPREGO?

Venezuelanos chegam a Aracaju com esperança de emprego. Quê emprego? O deputado Capitão Samuel lembra bem: “80 mil sergipanos estão desempregados. Como assim com esperança de empregos? Vem aí mais problemas para o Governo”, prevê.

OS FOGOS DA PAZ

Em Estância tudo bem entre o prefeito Gilson Andrade (sem partido) e o ex Ivan Leite (PRB). Durante o reveillon os dois estavam na praia do Abaís comemorando a passagem de ano. Gilson ao lado de Ivan e da vice-prefeita Adriana Leite, num show de pirotecnia… e paz.

VALDEVAN NOVENTA

O deputado federal eleito Valdevan Noventa (PSC) continua no cadeião de Estância e só a partir do dia 20 deste mês é que se dará entrada à parte penal do processo, através do advogado Evaldo Campos. O processo político está com Fabiano Feitosa.

VÁRIOS ADVOGADOS

Valdevan Noventa está bem servido de advogados. Além de Evaldo Campos e Fabiano Feitosa alguns outros cuidam dele também em Brasília. Nomes como Tércio Lins e Silva e a ex-ministra Lúcia Lócio também defendem Valdevan.

UMA CURIOSIDADE

Os advogados perceberam uma curiosidade e até se perguntaram por quê? Apenas o processo de Valdevan Noventa está na 2ª Zona Eleitoral, quando diversos outros candidatos também respondem a processos na mesma área.

ESPERA PAUTA

Já o prefeito afastado de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, ainda não tem qualquer decisão. É que seus advogados estão aguardando pauta de julgamento, que somente deve acontece no final de janeiro. São coisas do recesso.

ALMEIDA FALA

O ex-senador José Almeida Lima tem usado redes sociais para tratar sobre a administração em um momento que as coisas ainda estão acontecendo. Diz que já foi prefeito e, como tal, está observando tudo e se preocupa com Aracaju. Será que Almeida pensa em disputar a Prefeitura?

Nas redes sociais

///Sai da quarentena – O senador Valadares posta no Twitter: estava de quarentena em relação à política de Sergipe. Reabro por um momento essa temporada de descanso pra dizer ao deputado André Moura (PSC) que me provoca a todo instante com sua dor de cotovelo, que continuo a pensar em tudo menos fazer política ao lado dele.

///Morto a tiros – Reynan Santos escreve no Sertão Online: recebemos mais uma notícia lamentável, onde perdemos mais um colega de farda, um pai de família, para a criminalidade que vem assolando o Estado. Desta vez, a vítima foi o amigo Ronaldo Bispo Santos, de 54 anos, morto a tiros por marginais na cidade de Itaporanga D’ajuda.

///Causas da violência – Também no Twitter, Mendonça Prado diz que são causas da violência: ausência de sistema educacional de qualidade; falta de oportunidades para jovens, desigualdades sociais e ausência de serviços públicos que dignifiquem a vida dos cidadãos. Além do tráfico de drogas, armas ilegais, corrupção e incompetência.

///Invadem prédio – Murilo Gomes diz no grupo Café com Política que as Prefeituras têm se transformado em imobiliárias. Os caras invadem um prédio, se auto intitulam sem teto e a municipalidade passa a ter mais essa obrigação. O aluguel social somente poderia ser pago de forma temporária ou em caso de catástrofe.

///Uma diversão – Marcio Rocha publica no Café com Política que “amigos meus de Roraima dizem que lá tá um verdadeiro inferno. Até prostitutas venezuelanas dizendo ao meninos para guardarem o dinheiro do lanche do colégio e procurá-las na volta para uma diversão”.

///Bolsa Família – Subtenente Edgard diz no Twitter que “Bolsonaro é realmente um mito, o pessoal está saindo da pobreza espontaneamente, entregando o cartão do Bolsa Família, por não mais precisarem. Parabéns presidente Bolsonaro, no governo do PT, todo ano aparecia um milhão de pobres”.

Conversa

Problema a mais – A chegada de venezuelanos a Sergipe em busca de emprego e moradia pode causar um problema a mais para o Governo.

Vai disputar – O diretor de Comunicação da Alese, Marcos Aurélio, está pensando em ser candidato a vereador por Aracaju em 2020.

Serão anunciados – Até 15 de janeiro todos os auxiliares do Governo, primeiro escalão e parte do segundo, serão anunciados pelo governador Belivaldo.

Mantém período – Senador Valadares (PSB) se mantém em período de desintoxicação da política por um momento. Só no segundo semestre voltará a atuar.

Mesa Diretora – Nesse recesso parlamentar alguns deputados viajaram, mas boa parte se mantém em Aracaju e conversa principalmente sobre Mesa Diretora.

Tremor de terra – Está acontecendo com maior freqüência tremores de terra em alguns municípios sergipanos, principalmente da região Norte.

Pareceu frágil – O Bolsonaro pareceu frágil em relação aos ataques no Ceará. O Governo só parece disposto para combater membros do PT.

Retorno ao Brasil – O presidente regional do PT, senador eleito Rogério Carvalho, já retorna ao Brasil neste final de semana. Vai conversar sobre posições partidárias.

Retorna à medicina – O senador Eduardo Amorim (PSDB) mergulhou e está sem conversar sobre política. Ao fim do mandato vai retornar às atividades médicas.