11/01/19 - 08:40:29

Hospital Universitário conduz II Campanha de Combate à Hanseníase

Palestras e triagem para diagnóstico da doença ocorrerão em Aracaju e Lagarto

O Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), está envolvido em mais uma campanha do Ministério da Saúde. Trata-se do Janeiro Roxo, em alusão ao 28 de janeiro, Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase.

Por meio de uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Sergipe (SBD-SE), em parceria com o HU-UFS, Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Prefeitura Municipal de Lagarto, via Secretaria Municipal de Saúde, serão promovidas palestras e triagem para diagnóstico da doença na II Campanha de Combate à Hanseníase.

O primeiro evento será no dia 26 de janeiro, no município de Lagarto, distante 78km de Aracaju. A segunda etapa ocorrerá no HU-UFS, em Aracaju, no dia 2 de fevereiro. As dermatologistas do HU-UFS, Ana Luíza Furtado e Martha Débora Lira, estão à frente da ação.

Em Lagarto, a campanha será no Centro de Especialidades Médicas (avenida Francisco Garcez, Centro), das 8h às 12h. Em Aracaju, será no próprio HU-UFS, no mesmo horário.

Extensão

Martha Lira, que responde pela presidência da SBD-SE, conta que, além dos profissionais dermatologistas, também estão envolvidos na campanha estudantes de medicina. “A Liga Acadêmica de Dermatologia de Sergipe da UFS também participará da ação, que funcionará como projeto de extensão para esses alunos, fortalecendo a área de ensino e pesquisa”, reforça.

Tanto em Lagarto quanto em Aracaju não haverá restrição de número de participantes para as palestras. Já para a triagem, serão 60 atendimentos em Lagarto e 150 em Aracaju, conforme conta a dermatologista Ana Luíza Furtado, do HU-UFS. “Teremos três dermatologistas e seis estudantes de graduação atuando em Lagarto. Em Aracaju, serão sete dermatologistas, seis estudantes de graduação e quatro residentes de dermatologia”, detalha.

Ana Luíza destaca que esta campanha é específica para a hanseníase. “Só devem comparecer as pessoas que acham que têm a doença, ou mesmo que queiram entender mais sobre a patologia. Manchas esbranquiçadas ou avermelhadas pelo corpo, com perda da sensibilidade no local e perda de sensibilidade em mãos ou pés são fatores que devem chamar a atenção”, explica a médica.

Para o atendimento em Lagarto, é preciso levar identidade e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Aracaju, apenas o documento de identificação. Nos locais, haverá uma triagem e um atendimento para confirmação, ou não, de diagnóstico. Aqueles que tiverem a doença serão encaminhados ao próprio serviço de dermatologia do HU ou, se for o caso, ao posto de saúde de sua região.

O tratamento para a hanseníase é fornecido pelo SUS e pode ter duração de seis a 12 meses, dependendo do quadro. São comprimidos que devem ser tomados mensalmente na unidade básica de saúde e diariamente em casa. A doença tem cura, mas exige tratamento adequado.

Sobre a Ebserh

Desde outubro de 2013, o HU-UFS é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo da Rede Ebserh é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Por Andreza Azevedo