12/01/19 - 00:01:28

GILMAR ESBANJA OTIMISMO

DIÓGENES BRAYNER – plenario@faxaju.com.br

O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) está muito mais magro. A campanha foi intensa e ele ainda não parou. Mantém a maratona de visitas porque pôs na cabeça que vai disputar a Prefeitura de Aracaju. Fala também em Nossa Senhora do Socorro e em Itaporanga D’Ájuda apenas para evitar a fixação, mas o seu foco real é a Capital, até orientado por pessoas experientes que ele se apegou já há alguns anos.

Ontem Gilmar Carvalho ‘escorregou na maionese’, como se fala popularmente, ao anunciar que “não quer compromisso político para chegar lá [na prefeitura]”. Difícil entender essa linguagem, principalmente de quem deseja tentar mandato majoritário. A vida política de Gilmar teve um tropeço quando ele tentou a reeleição pela primeira vez: ficou na suplência.

No pleito do ano passado, Gilmar foi reeleito exatamente porque assumiu a titularidade do mandato, contando com ajuda do seu programa de rádio e da apresentação de outro programa na televisão. Saiu-se bem e eleitoralmente fez sucesso pelo alcance que obteve na TV. Tem-se que enxergar no profissional competência e ousadia, inclusive a de já anunciar uma candidatura difícil como a de prefeito de Aracaju, sem querer a companhia de outros políticos.

Não é impossível Gilmar Carvalho obter êxito em seu projeto político, que pode até ser ampliado. Quem está prefeito geralmente pensa no Governo e como a nova eleição já acontece dois anos depois, quem há de saber? Só o próprio Gilmar que está alcançando o protagonismo político que traçou. De alguma forma ele analisou, calculou e concluiu que os prováveis nomes que podem ser seus adversários não sejam tão competitivos a ponto de superá-lo.

Gilmar pode trocar o PSC por outra legenda e até ‘bolsonarizar’. Essa é uma previsão política vantajosa neste momento, principalmente se tudo der certo no atual projeto para o País, apesar do direitismo exagerado e das topadas insolentes. Provavelmente estarão contra ele e podem polarizar o atual prefeito Edvaldo Nogueira (ainda PCdoB), que tentará a reeleição, e o petista Marcio Macedo, também de olhos no comando da Capital.

Não são nomes fáceis, mas dá para Gilmar apostar…

BOA CONVERSA

Governador Belivaldo Chagas considerou como “boa” a conversa que teve com senador eleito Alessandro Vieira e deputados eleitos pela Rede, entre eles Georgeo Passos. Segundo Belivaldo, “colocamos interesses de Sergipe como sendo de responsabilidade de todos”.

MANDA RECADO

O vereador Fábio Meireles (PPS) mandou recado duro: “não tenho tido contato e nem porque ser chamado. Quem está chegando ao PPS são os nobres da Rede. Normalmente, quando eu chego à sua casa, chego com respeito, devagar, limpando os pés no tapete. fica o recado”!

AGRIDE A IMPRENSA

O recado foi publicado ontem pela imprensa, mas o vereador Fábio Meireles não gostou e ligou aos repórteres reclamando da publicação. Por telefone ele disse ao jornalista Munir Darrage, do Faxaju, que não é homem de mandar recado e que o bom jornalismo tem que ouvir os dois lados. A nota era dele e não havia ‘outra parte’.

GILMAR NA MANGUEIRA

O deputado Gilmar Carvalho conversou ontem com Clovis Silveira, abaixo de uma frondosa Mangueira. Trataram só sobre política e houve um toque de composição. Gilmar é candidato decidido a prefeito de Aracaju, mas ainda pensa em Socorro e Itaporanga D’Ájuda.

VAI MEDIAR

Deputado estadual Venâncio Fonseca vai ocupar cargo criado pela Assembleia, para ser mediador de interesses do Legislativo junto ao Governo do Estado, inclusive dos parlamentares. Mediar sempre foi o perfil de Venâncio Fonseca na Alese.

SOBRE O LÍDER

Belivaldo Chagas não vai tratar sobre liderança do Governo neste momento. Vai esperar que os deputados tomem posse e tratar do assunto com a nova bancada. Admite, entretanto, que haja conversas entre os parlamentares, “porque isso é natural”.

SOBRE UM RECUO

Quanto ao recuo do deputado Francisco Gualberto (PT) à liderança do Governo, o governador Belivaldo Chagas conversou com aliados e disse que Gualberto concorre a uma vaga na Mesa da Assembleia, caso consiga deve ficar fora da liderança, mas se não conseguir pode retornar a ser o líder, caso queira.

GILSON E CONVITES

O prefeito de Estância, Gilson Andrade (sem partido) confirmou o convite de Belivaldo Chagas para filiar-se ao PSD. Disse também que na quinta-feira o deputado federal Laércio Oliveira (PP) o chamou para filiar-se a seu partido. O PR, que é de oposição, também assedia o Gilson.

AINDA SEM DEFINIÇÃO

Gilson Andrade ainda não se definiu e pensa em tomar uma posição quando o carnaval passar. No momento está mantendo seu trabalho, mas analisando a política recente. É candidato à reeleição e, pela posição que passa, tende a ficar na base aliada ao Governo.

ESTARÁ NA LUTA

O deputado federal João Daniel (PT) acha que terá trabalho intenso na Câmara a partir de fevereiro: “temos que manter uma oposição firme, forte e vigilante”. Sobre o Estado, destacando Aracaju, admite que a relação seja boa e vamos discuti-la mais adiante.

ESTARÁ COM EDVALDO

Através de telefone, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) agendou uma conversa com João Daniel para a próxima segunda-feira. O prefeito está conversando com políticos, também pensando em apoio para sua administração e fixação do bloco para o próximo ano.

TODOS NA EXPECTATIVA

Segundo o deputado reeleito Luciano Pimentel (PSB), todos os colegas que vão assumir o mandato estão na expectativa da decisão sobre o deputado Luciano Bispo (MDB), que deve sair até dia primeiro de fevereiro. Só daí é que se deve discutir a eleição da Mesa Diretora.

VAI SE ORGANIZAR

Para Luciano, a oposição só vai se organizar na Assembleia depois que todos assumirem e ver como é que fica. O deputado praticamente deixou o PSB e já teve conversas com a cúpula do partido em Sergipe. Espera oportunidade para se desvincular sem afetar o seu mandato.

SEM TRATAR DE POLÍTICA

Os presidentes municipais do PT, Jefferson Lima, e do PSB, vereador Elber Batalha se encontraram e conversaram em almoço oferecido por Érika Menezes, que atua bem na área política. Foi um encontro descontraído e de bom papo: detalhe: “falaram de tudo, menos do momento político”.

FICA À VONTADE

Henri Clay, ex-candidato ao Senado pelo PPL, lembra que o seu partido se uniu ao PCdoB, mas que até o momento isso não foi tratado com ele. “não mantenho nenhuma vivência partidária” diz ele, acrescentando que “está à vontade para avaliar sua posição mais à frente”.

PRB SE REORGANIZA

O ex-prefeito Heleno Silva (PRB) deixa claro que o seu partido começa a se reorganizar em Sergipe e anuncia perspectiva da sigla ter candidato às Prefeituras das cidades de Laranjeiras e de Itaporanga D’Ájuda, além de outros municípios no sertão e na região Sul do Estado.

MEXE NA ESTRUTURA

O PRB vai mexer em sua estrutura partidária para se manter no protagonismo político do Estado. Heleno Silva deve ser eleito para a Presidência da sigla e comandar o PRB ao lado “dos companheiros do partido”. Heleno diz que o seu bloco “enverga, mas não quebra. Ajoelha-se, mas não se deita”.

CLÓVIS DEIXA PPS

Clovis Silveira já informou à direção nacional do PPS que só ficará no partido até o Congresso da legenda, que ainda não tem data marcada: “isso independente do pessoal da Rede se aliar ou não”. Clóvis e o seu grupo chegaram à conclusão que, com eles, não cabem mais no partido.

FALSA BOA INTENÇÃO

Depois de analisar bem a fusão com a Rede, Clovis Silveira considerou que houve uma “falsa boa intenção” do partido, ao tirá-lo da Presidência e convidá-lo para a Direção Nacional, onde ocuparia um cargo. Já está certo que até o dia 30 deste mês, Clovis anunciará sua nova legenda.

Nas redes sociais

///Já trabalha – Surge uma nova força política em uma das cidades do sertão que pretende fortalecer o seu nome junto ao eleitorado, para ser candidato à Prefeitura Municipal de 2020. O novo político ainda prefere o anonimato para evitar precipitações dos prováveis oposicionistas. Ele já está trabalhando.

///Inclusive militares – Pelo Twitter: A reação dos militares à sua inclusão na proposta de reforma da Previdência não passou em branco no Congresso. Preparados para enfrentar o desgaste político para apoiar a proposta, deputados começam a declarar que só topam votar pela reforma se ela incluir todo mundo, inclusive os militares.
///Não vai votar – Deputado mais votado em Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), disse via, Twitter. “Não existe a menor possibilidade de eu votar uma reforma da Previdência que não seja para todos. Se excluir militares e/ou qualquer outra categoria, voto contra. Essa bomba não pode estourar só no lado mais fraco”.

///Já as pesquisas – Ivan Rosa reclama pelo grupo Sertão Online da realização de uma pesquisa para a Prefeitura de Uma cidade sem colocar os nomes de todos os candidatos. A pesquisa é uma bobagem, mas o estranho é que já estão fazendo avaliação de nomes para disputar Prefeituras, a quase dois anos da realização do pleito.

///Amor em prática – Também no grupo Sertão Online, Luiz Carlos parabeniza a diocese de Própria e o prefeito Chico do Correio (PT), de Glória, por acolher refugiados da Venezuela Com o acolhimento a essa família colocamos em prática o amor ao nosso semelhante e, oferecemos a eles a esperança de dias melhores.

///Manda recado – Clovis Silveira (PPS) alfineta pela Twitter: Não gosto de quem faz discurso de “moralidade” porque moral não e virtude e sim obrigação, do mesmo jeito que não gosto de quem fala sem olhar para os olhos do outro. Essa historia de discurso de moralidade, perde-se no ar!

Conversa

Olhar pausado – Carlos Ayres Britto diz que “um olhar pausado sobre coisas fugidias não estanca o passo de nenhuma delas, mas expõe as vísceras de todas”.

Uma conversa – As lideranças oposicionistas que perderam mandatos estão com dificuldades para ter uma conversa sobre como vão ficar nesse atual momento.

Sem reposição – Cidades do interior de Sergipe continuam sem a substituição dos médicos que vieram de Cuba. Não houve reposição.

Terá reajuste – Beneficiários do INSS com valores acima de um salário mínimo e concedidos até janeiro do ano passado, devem ser reajustados em 3,43%.

Correm o risco – Os aposentados em novembro passado correm o risco de ter reajuste negativo, pois o INPC de dezembro não foi suficiente para compensar o índice.

Já retornam – Parlamentares federais que não foram reeleitos já estão começando a tomar o caminho de volta a Sergipe. Recebem R$ 34 mil para a mudança.

Está animado – O diretor de Comunicação da Alese se anima para disputar vaga de vereador por Aracaju. Já está se mobilizando.

Pessoa do bem – Muito triste com a morte do ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Hildegards Azevedo, ocorrido ontem. Uma pessoa do bem.

Baixo da ponte – A partir da próxima semana muita água vai rolar por baixo da ponte. É que conversas políticas ocorrerão com maior frequência.