25/02/19 - 07:35:32

De olho em 2020

Políticos com ou sem mandatos vão passar este ano se preparando com vistas às eleições de 2020. Por sua vez, os prefeitos com direito à reeleição estão correndo atrás de recursos para melhorar os serviços públicos visando angariar a simpatia da população. Esta, porém, não será uma tarefa fácil, pois até aprovar a Reforma da Previdência o governo federal deve manter a torneira fechada. Na espreita, a oposição passará o ano torcendo pelo fracasso dos prefeitos, na tentativa de aumentar sua chance de sucesso no próximo pleito. Portanto, mesmo este sendo um ano sem disputa eleitoral, a classe política não moverá uma palha sem pensar nas futuras eleições. E assim caminha a humanidade.

Liberdade difícil

A defesa do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC), promete impetrar hoje com um habeas-corpos em seu favor. Preso na última sexta-feira, o gestor é acusado de lavagem de dinheiro. Há quem garanta que dificilmente Valmir será solto antes do Carnaval. Preso em novembro passado sob a mesma acusação, o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), ficou 15 dias atrás das grades e, mesmo estando solto, ainda não reassumiu a prefeitura. Homem, vôte!

Pedindo socorro

Os cerca de 300 empregados da fábrica de laticínios Sabe vão pedir socorro ao ex-governador Albano Franco (PSDB). Querem que o tucano convença o filho Ricardo Franco a não fechar a indústria de laticínios, que entrou em processo de hibernação há um mês. Os trabalhadores da Sabe esperam de Albano o mesmo empenho demonstrado por ele contra a hibernação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), de Laranjeiras. Marminino!

Pedra da morte

A pedra da morte custa uma ninharia e está ao alcance de todos. Atrai, indistintamente, ricos e pobres, crianças e adultos, desempregados e trabalhadores. Há registros de índios que usam o entorpecente. O crack invadiu as cidades do interior e as fazendas. Subproduto da cocaína, a droga virou uma epidemia nacional, que causa dependência e morte aos usuários. Uma lástima!

Dou-lhe uma…

Quem dispor de R$ 5,9 milhões pode arrematar o prédio e parte do parque gráfico do jornal Cinform, em Aracaju. Convocado pela Justiça do Trabalho, o leilão está marcado para o próximo dia 28 com o objetivo de captar recursos para indenizar os mais de 100 trabalhadores demitidos com o fechamento do semanário impresso. O imóvel a ser leiloado possui quatro andares e mais de 1,8 mil metros quadrados. Tá interessado?

Conversa tucana

Veja o que publicou em O Globo o jornalista Lauro Jardim: “Geraldo Alckmin, ao seu estilo, cumprimentou um a um na reunião da executiva do PSDB, anteontem, em São Paulo. Eduardo Amorim não perdoou. Assim como Alckmin, ele é anestesista e foi derrotado nas urnas, na disputa pelo governo do Sergipe. Ao receber o abraço do correligionário, Amorim mandou: – É, Alckmin, agora só o que nos resta é nos juntarmos e abrirmos uma clínica contra a dor”. Misericórdia!

Que bandeira!

Alguém precisa informar à Prefeitura de Aracaju sobre o sumiço da Bandeira do Brasil, que tremulava no enorme mastro cravado no centro na Praça da Bandeira. Será que roubaram aquele símbolo nacional ou simplesmente o vento esfarrapou o pano? Seja o que tenha sido não custa muito a Prefeitura mandar colocar outra Bandeira naquela praça. Crendeuspai!

Abaixo a LGBTfobia

E o senador Alessandro Vieira (PPS) apresentou um projeto criminalizando a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, a LGBTfobia. Segundo ele, por conta da homofobia ou transfobia, uma pessoa LGBT é morta no Brasil a cada 28 horas. “Precisamos definir e punir esses crimes de ódio e intolerância”, afirma Alessandro. Ele explica que o projeto visa “proteger toda a população, LGBT ou não”. Certíssimo!

Ai que dor!

A dor crônica é relatada por 37% da população. Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor, a faixa etária média de ocorrência da dor é 41 anos. Em relação ao sexo, as mulheres são maioria entre os relatos de dores crônicas. O uso de celulares e tablets pode ser um fator que contribua para o aumento de dores crônicas. Práticas saudáveis, como boa alimentação e atividade física regular são medidas de prevenção para este tipo de dor.

Fafen debatida

O ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, está em Aracaju para participar da audiência pública sobre a hibernação e os riscos de privatização da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), em Laranjeiras. Marcado para daqui a pouco, no plenário da Assembleia, o evento é promovido pelos deputados petistas João Daniel e Iran Barbosa, além da CUT e do Sindipetro. Sérgio Gabriele vai falar sobre os prejuízos causados a Sergipe pela hibernação da fábrica pertencente à Petrobras. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no jornal estanciano A Razão, em 26 de maio de 1912.

Resumo dos Jornais