27/02/19 - 08:11:25

Políticos engaiolados

Os sergipanos estão se acostumando com prisões de políticos. Em novembro, a Polícia botou as mãos no vereador de Socorro, Zé Hilton Motos (PDT). Depois engaiolou o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), o deputado federal Valdevan Noventa (PSC) e o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC). Diferente do socorrense, processado por tráfico de drogas, os outros três respondem por lavagem de dinheiro. Como Francisquinho e Valdevan passaram menos de um mês no xilindró, a defesa de Monteiro, preso na última sexta, trabalha que libertá-lo logo após o Carnaval. A questão agora é saber quais são os outros políticos sergipanos cotados para passar uma temperada atrás das grades. Misericórdia!

Vagabundo

E o coronel PM Vivaldi Cabral perdeu a paciência com o advogado Walla Viana Fontes, que teria usado as redes sociais para agredir a corporação. O moço jura que dois PMs lhe deram uns catiripapos e o jogaram no xadrez. “Respeite a Polícia militar, do soldado mais moderno ao mais antigo coronel. Advogado, vagabundo é você”, reagiu Vivaldi. Danou-se!

Marré deci

O governador Belivaldo Chagas (PSD) chorou miséria para os presidentes do Tribunal de Justiça, da Assembleia, do Ministério Público e do Tribunal de Contas. Durante reunião com os quatro, Chagas disse que Sergipe está em petição de miséria, quebrou na solda. Após a choradeira do governador, os participantes da reunião prometeram avaliar de que forma poderão ajudá-lo a sair dessa maré de sapos. Crendeuspai!

Ajuda empresarial

O advogado Milton Andrade (PMN) assumiu a coordenação do Fórum Empresarial de Sergipe. No discurso de posse, o moço se disse preparado para colaborar com o poder público visando encontrar uma saída para a crise econômica. Segundo ele, o diálogo, a união e muito estudo são fundamentais para Sergipe “superar esse quadro que angustia a todos nós”. Milton disputou o governo estadual, tendo obtido 3,56% dos votos. Quem sabe, terá mais sorte nesta nova empreitada. Marminino!

Casa nova

O presidente do PSC sergipano, André Moura, recebeu a visita de Clóvis Silveira, que está trocando o PPS pelo partido dos peixinhos. Ele será seguido por mais de uma dezena de filiados do PPS, todos contrariados com a chegada ao partido do senador Alessandro Vieira. Aliás, dos comandos de Clóvis, apenas o vereador aracajuano Fábio Meireles não se transferirá em março para o aquário comandado por André.

Aqui não, violão!

A Secretaria da Educação de Sergipe não cumprirá a absurda orientação do MEC para que as crianças sejam perfiladas visando cantar o hino nacional. O ministro Ricardo Vélez, da Educação, também queria que os diretores filmassem os estudantes na sugerida “ordem unida”. Alguém precisa dizer a Vélez que patriotismo só se impõe em governos autoritários e o Brasil não vive uma ditadura. Aliás, como dizia o pensador inglês Samuel Johnson, “o patriotismo é o último refúgio do canalha”. Cruz, credo!

PEC condenada

O senador Rogério Carvalho (PT) está preocupado com a reforma da Previdência deste governo militar. Segundo o petista, a proposta enviada ao Congresso significa, na prática, “o fim da previdência pública, do sistema de seguridade social conquistados a duras penas pelo povo”. Rogério entende que a capitalização sugerida pela Proposta de Emenda à Constituição vai aumentar ainda mais o déficit fiscal. Homem, vôte!

Quem mente?

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) diz ter ficado surpreso com a suspensão da coleta de lixo em Aracaju. “A nossa gestão não tem dívida nenhuma com a empresa Torre. Herdamos R$ 26 milhões de dívidas da gestão passada e negociamos o pagamento parcelado”. Por sua vez, a prestadora de serviço jura que suspendeu a coleta – já retomada ontem – por atraso de pagamento. Durma com um barulho desse!

Desemprego preocupa

E quem está preocupado com o possível fechamento da fábrica de laticínios Sabe é o deputado estadual Luciano Pimentel (PSB). Segundo ele, se a indústria fechar mesmo as portas, desempregará cerca de 300 trabalhadores. Pimentel estranha o fato de a fábrica de laticínios Nativille, em Glória, continuar crescendo, enquanto a Sebe corre risco de fechar, a despeito dos financiamentos públicos que recebeu. Vixe Maria!

Padre exagerado

A prisão do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC), paralisou a obra de abastecimento de água da região de Lagarto. É que o Ministério Público pediu a suspensão dos serviços para analisar possíveis irregularidades no empreendimento, importante para reduzir a grave crise hídrica da região. Por conta da paralisação da obra, o padre de Simão Dias alardeou que a falta d’água no município era culpa exclusiva do governador Belivaldo Chagas (PSD). Menos, seu vigário!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 31 de janeiro de 1920.

Resumo dos Jornais