29/03/19 - 00:01:10

CALMA PARA EVITAR PRETEXTOS

DIÓGENES BRAYNER – [email protected]

O presidente da República, Jair Bolsonaro, jamais deixou de ser militar. Chega ao poder como se fosse posto por um golpe e tem desejo fixo na manutenção de um regime de força. Sua trajetória tem como mira essa convicção. Não é um homem de diálogo, mas de mando e que pode resolver tudo no estilo “direita volver!”

O presidente quis deixar isso claro para o Brasil ao orientar os quartéis a celebrarem a “data histórica”, de um golpe militar que derrubou o governo João Goulart e iniciou um regime ditatorial que durou 21 anos. Um desatino que só Bolsonaro cometeria. Mas ele não está só nessa posição infeliz. A maioria dos seus seguidores aplaude, inclusive boa parte dos militares, apesar de tratarem a celebração com moderação.

Dentro dos quartéis não há ânimo para isso.

O Ministério Público Federal peitou a decisão e está recomendando que a sociedade “se abstenha de promover ou tomar parte de qualquer manifestação pública, em ambiente militar ou fardado, em comemoração ou homenagem ao período de exceção instalado a partir do golpe militar de 31 de março de 1964”. O Ministério Público Federal fixa “o prazo de 48 horas, a contar do recebimento, para informar as medidas adotadas para o cumprimento do disposto nesta Recomendação ou as razões para o seu não acatamento”.

As insanidades merecem cuidado e paciência. Muita paciência e sabedoria.

Os militares não demonstram euforia em comemorar o 31 de Março, mas podem impor uma posição favorável, caso se sintam acuados pela recomendação do Ministério Público, como se fosse uma determinação ou uma ordem. Nenhum militar vai obedecer a uma decisão do MPF, que quer vetar uma manifestação interna. Vale a pergunta: quem vai aos quartéis impedir isso?

O momento é de calma para evitar pretextos. Se algum militar ainda quiser exaltar um golpe que feriu de morte a democracia, que o faça sem a mira da lei, mas sob a total responsabilidade de ver crescer manifestações contrárias de todos que jamais querem de volta um regime que torturou, matou e traiu o sentimento democrático do povo livre do Brasil.

PARA VOTAÇÃO DOS PROJETOS

Deputados da base aliada na Alese reuniram-se para tratar de sessão especial apenas para votar projetos do Governo. Na ocasião, Francisco Gualberto teria dito a Luciano Bispo que a situação dos dois estava resolvida, mas a dos demais deputados ainda não.

GARANTIR APROVAÇÃO

Ainda na reunião foi dito que “tem deputado aqui que ainda não teve diálogo com o governador Belivaldo Chagas”. O alerta foi para que houvesse conversa que garantisse a aprovação dos projetos, porque “alguns atingem os parlamentares junto ao eleitor”.

VAI LAVAR AS MÃOS

Assim, sem uma abertura de diálogo, tem “gente que vai lavar as mãos se abstendo ou evitando quorum para votação”. O que a base aliada quer é conversar com Belivaldo e definir questões da administração, como aconteceu sempre em todos os Governos.

FALA EM ANGÚSTIA

O governador Belivaldo Chagas falou que sente “angústias” com as dificuldades para destravar recursos do Prodetur. “Há quase um ano à frente do Governo, já se sentou com a sua coordenação para sabe quando sai essa bendita licitação”.

CABEÇA ENTERRADA

Belivaldo lembrou como se diz no interior, “parece que tem uma cabeça de jegue enterrada que não sai de jeito nenhum. Pense na angústia que isso dá! A coisa é difícil e toda vez que a gente fala dizem: ‘para a semana ou para o mês’. Aí fica para amanhã. Eu durmo e acordo, mas o amanhã não chega. É uma agonia impressionante”.

ENCAIXOU NO SPU

O partido de Bolsonaro em Sergipe encaixou na Superintendência de Patrimônio da União (SPU) Jovanka Leal. Aliada do presidente, a professora ufanista avisou: “Pátria Amada Brasil chegou a Sergipe”.

POSSE NA FUNCAJU

O prefeito Edvaldo Nogueira deu posse a Cássio Murilo na Presidência da Funcaju e disse que ele é a pessoa certa para estar no cargo porque temos sintonia nas ideias. Cássio é indicado por Márcio Macedo e pelo Diretório Municipal do PT.

QUESTÃO DE CANDIDATO

Segundo uma fonte da militância petista, a nomeação de Cássio para a Funcaju não tem objetivo de fazer com que o PT não tenha candidatura própria à Prefeitura de Aracaju. Edvaldo apenas reestrutura a sua equipe.

NÃO É DESCARTADA

O próprio presidente regional do PT em Sergipe, deputado João Daniel, já disse que não está descartada nem uma candidatura própria do partido em Aracaju e nem o apoio à reeleição de Edvaldo Nogueira (PCdoB). Tudo será visto mais adiante.

PONTO DE EQUILÍBRIO

O deputado Fábio Mitidieri acha que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vem sendo um ponto de equilíbrio e maturidade política nesse momento difícil que o país atravessa. “Ele tem sido o maior defensor e articulador da reforma da previdência”.

ATAQUES FORAM INJUSTOS

Para Fábio Mitidieri, os ataques que Rodrigo Maia sofreu por parte do Governo foram injustos e causaram todo esse estresse. “O Brasil precisa de harmonia entre os poderes para sair dessa situação. Espero que o bom senso prevaleça pelo bem de toda Nação”.
SOBRE O 31 DE MARÇO
Sobre a questão de comemoração ao Dia 31 de Março, alusiva ao golpe Militar, Mitidieri acha que não é uma data para exaltar: “pelo contrário, é para ser lembrada como triste e difícil parte da nossa história e que nunca deverá ser repetida”.

SOBRE INDICAÇÕES

Até o momento a bancada sergipana não apresentou nomes para ocupar cargos federais em Sergipe. O Governo Federal sinalizou para a bancada com a Codevasf, mas isso está em análise pela bancada. Não há nome certo.

RECEBE INFORMAÇÃO

O governador Belivaldo Chagas informou ao senador Alessandro Vieira que a delegada Danielle Garcia fora convidada pelo ministro Sérgio Moro para ocupar um cargo no Ministério. Vieira se disse “feliz” e detalhou a competência de Danielle.

ESTÁ TUDO CERTO

A delegada Danielle Garcia confirmou ontem que está tudo certo sobre sua ida para o Ministério da Justiça e Segurança, mas ainda há muita burocracia a resolver: “penso que somente no meio de abril estarei indo”.

VÔO FOI CANCELADO

O deputado Luciano Bispo (MDB) terminou não viajando para o encontro de presidentes de Assembleias Legislativas que acontece em São Luís. O voo que o levava a Recife e de lá à capital maranhense foi cancelado.

NÃO RECUSA CONVERSA

O ex-deputado André Moura (PSC) admite que tenha divergências políticas com Valadares Filho (PSB), mas explicou que pessoalmente nunca tiveram nenhum problema. Deixou claro que não recusará a uma conversa com ele.

BEM DE BASTIDORES

O deputado Gilmar Carvalho (PSC) e Valadares Filho (PSB) já tiveram conversa rápida e reservada sobre as eleições a prefeito de Aracaju. Nada sobre aliança, afinal os dois estão se preparando para uma provável disputa.

Das redes sociais

///Elogia Edvaldo – O prefeito Edvaldo Nogueira recebeu, ontem, a visita do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab. Acompanhado do deputado Fábio Mitidieri, Kassab convidou Edvaldo para participar do encontro regional da sigla que ocorre hoje. Ele também elogiou o trabalho que Edvaldo tem realizado em Aracaju.

///Ação política – Durante a nomeação de Cássio Murilo para a Funcaju, o prefeito Edvaldo Nogueira disse que PT e PSDB sempre estiveram juntos e que não passava por sua cabeça uma ação política. Admitiu que só vai falar em disputa eleitoral no segundo semestre de 2020, quando se realiza o pleito.

///Lula vai depor – Lula foi intimado pela PF para depor no dia 05 de abril no Paraná. O ex-presidente será questionado sobre supostas propinas à Odebrecht envolvendo a construção de navios-sonda pela Sete Brasil; e sobre lavagem, corrupção e cartel na construção da Usina de Belo Monte.

///Alguns bilhões – O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) disse ontem que o que mais teve nesta comissão de anistia do PT foi distribuição de indenizações e pensões vitalícias a pessoas que alegavam qualquer coisa para receber este benefício. Neste ralo já se foram alguns bilhões.

///Não se arrependem – Em entrevista ao portal UOL, comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, disse que a reação da opinião pública e do MPF contra orientação do presidente Bolsonaro não passa de “um escarcéu”. o general Edson Leal Pujol declarou ainda que as Forças Armadas não se arrependem do golpe.

///Ajuda a Estados – Pacote de ajuda a estados com dificuldades financeiras, que será chamado de Programa de Equilíbrio Fiscal (PEF), será enviado ao Congresso em até 30 dias. PEF prevê a concessão de empréstimos com garantia da União de cerca de R$ 10 bilhões por ano e pode reduzir a crise que afeta os Estados.

Conversas

Existem quatro – Está definido que na bancada federal de Sergipe existem quatro parlamentares que fazem oposição ao presidente Bolsonaro.

Muita gente – Apesar de não se expor, tem muita gente em pré-campanha para vereador de Aracaju e que faz um trabalho junto às bases.

Não atende – O Exército não vai levar em consideração determinação do MPF para que não faça comemoração pelo 31 de Março.

Trabalha blog – O ex-senador Valadares já está começando a trabalhar o seu blog, que será lançado em abril. Política e nada mais.

Na casa – Ao abrir condições para o PT contar com um vereador na Câmara Municipal de Aracaju, Edvaldo lembrou que o partido sempre teve representante na Casa;

Recuperação fiscal – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo federal elabora um plano de recuperação fiscal dos estados em 30 dias.

Indicar nome – Na próxima terça-feira a bancada federal de Sergipe vai indicar um nome para a Codevasf. Não há definição.

Crise moral – O Brasil passou por um período longo de crise moral, agora entra em um novo e grave problema: excesso de incompetência.

Amor próprio – Clóvis Silveira: amor verdadeiro é o que temos por nós mesmos. Nunca deposite sua felicidade em ninguém. O amor próprio é o que precisamos!