04/04/19 - 00:01:42

UM BRASIL SEM RUMO

DIÓGENES BRAYNER – [email protected]

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não conseguiu chegar ao fim sobre a sua exposição para convencer os deputados federais a aprovar reformas do Governo, principalmente a da Previdência. Foi atacado e contra-atacou, mas diante de tenso bate-boca com parlamentares da oposição, a sessão da CCJ da Câmara foi encerrada sem que houvesse convencimento de que a proposta exposta fosse a melhor.

A maior confusão começou quando o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) afirmou que o ministro Paulo Guedes é “tigrão” com uns e “tchutchuca” com outros, sugerindo que privilegia banqueiros e rentistas. O ministro se ofendeu e revidou: “Tchutchuca é a mãe, tchutchuca é a avó!” O clima pesou e mostrou que o ministro não está preparado para suportar um embate com a esquerda, que “quando se sente acuada parte para deboches do tipo”.

Mas faz parte do jogo. Tanto o exagero da oposição quanto à complacência da situação criam esse clima de quase intolerância, sem que qualquer tema exposto seja assimilado por uma plateia que já tem posição definida. A esquerda faz o papel dela e, nessa balbúrdia, dificilmente se chegará a um ponto que defina a situação de uma País que perdeu o rumo.

O deputado Zeca Dirceu, segundo setores da direita, tentou lacrar o ministro Paulo Guedes, mas terminou por levar uma merecida invertida. “Zeca nem original é”, disse uma deputada, acrescentando: “essa coisa de ser ‘tchutchuca’ de um lado e ‘tigrão’ de outro foi plagiada pelo filho de Zé Dirceu de seu conterrâneo Roberto Requião”. Mas o parlamentar admitiu que “o ministro não aguentou a verdade na minha metáfora, ele não fala das reforma Tributária, Bancária e quer começar pela Previdência. Isso eu não aceito mesmo”!

O pior de todo esse clima é que a três meses de Governo Bolsonaro não se vislumbra uma solução para tantos problemas acumulados e pelas dificuldades de um País no fundo do poço, atingido por administrações da velha política e carregado de corrupção por todos os lados, que atinge diretamente a sociedade com a falência dos Estados e Municípios. A expectativa geral é que Jair Bolsonaro não tem equilíbrio para presidir um País que dá sinais profundos de que tem dificuldade para respirar e tende a ser execrado do Poder pela força da própria democracia.

ROGÉRIO RELATA LAVA TOGA

A CPI do Lava Toga será analisada pela CCJ do Senado na próxima quarta-feira e o relator será o senador Rogério Carvalho (PT), por indicação da presidente da Comissão, senadora Simone Tibet. A CPI da Lava Toga foi apresentada por iniciativa do senador Alessandro Vieira (Cidadania).

PROTOCOLA NA SEGUNDA-FEIRA

Rogério Carvalho aceitou a indicação para ser relator da Lava Toga na CCJ, mas só vai protocolar o seu parecer para continuidade ou arquivo na próxima segunda-feira. Até ontem ele não havia anunciado qual a posição que tomará.

PODE PERDER MAIS EMPREGO

Ontem, inclusive, Rogério Carvalho disse nas redes sociais que a “nova” política de Jair Bolsonaro é ideologizada e está prejudicando a economia do país. “Ao invés de gerarmos empregos, podemos perdê-los ainda mais!”

PAPO COM EDVALDO

O senador Rogério Carvalho (PT) e o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) tiveram uma conversa longa, na semana passada, considerada boa para o presente e para o futuro. Os dois terminaram o papo animados e sorridentes.

PSC ESTÁ BEM ANIMADO

Sexta-feira haverá festa de filiações no PSC. Clovis Silveira e seu bloco do ex-PPS estão desembarcando na sigla e já definiu pela candidatura do deputado Gilmar Carvalho para disputar a Prefeitura de Aracaju. O pessoal está animado.

CAIU NA BOCA DO POVO

Membros do PSC acham que fará diferença com Gilmar Carvalho na disputa: “quando um candidato cai na boca do povo é irreversível”, disse um deles, lembrando o que ocorreu com o presidente Jair Bolsonaro.

NÃO É UM BOM EXEMPLO

A comparação com Jair Bolsonaro pode valer eleitoralmente, mas o resultado de todo esse “arranque” não é o que se esperava. Ter a força do povo e depois mostrar absoluta incompetência não serve de exemplo.

GIRA, GIRA E FICA COM ANDRÉ

Na opinião de um político, bom de análise, “essa oposição em Sergipe, que se manifesta ainda não conectada, vai girar, girar e ficar sob a responsabilidade do ex-deputado André Moura, que será o responsável pela unidade do bloco”.

PADRE INALDO PERDE BASE

O prefeito de Socorro, Padre Inaldo, não conta mais com o vereador Tico do Guarujá (PSDC) em sua base. Também não terá mais apoio de Zé Franco, que trabalha para lançar o filho Manelito, hoje na Secretaria de Turismo, a prefeito.

SÓ SE FOR FÁBIO HENRIQUE

A avaliação em Socorro é que Fábio Henrique (PDT) pode tentar trocar a Câmara Federal pela Prefeitura de Socorro, assim mesmo se unindo com o deputado estadual Dr. Samuel Carvalho (Cidadania).

SAMUEL QUER DISPUTAR

O deputado Samuel Carvalho tende a passar para o PSC na primeira ‘janela’ a ser aberta no início do próximo ano. Ele tem como foco a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, independentemente da posição de Fábio Henrique.

PARA A CODEVASF

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM), durante reunião da bancada federal de Sergipe, ontem, indicou o nome de Djenal Queiroz Neto para presidente da Codevasf em Sergipe, além de sugerir nomeações para o Ibama, Conab e Superintendência Regional do Trabalho.

DEMAIS PARLAMENTARES

Os demais parlamentares ainda não apresentaram currículos para cargos federais, o que poderá acontecer na reunião da próxima quarta-feira. Apenas quatro não indicam: Fábio Henrique, Alessandro Vieira, Rogério Carvalho e João Daniel.

BANCADA FICA UNIDA

Toda a bancada de Sergipe, entretanto, está unida para manter as Superintendências do Banco do Nordeste e da Caixa Econômica no Estado, além de tentar o retorno da superintendência do Banco do Brasil para Sergipe.

RETIRAR A ASSINATURA

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) denunciou que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), trabalhou para retirar assinaturas de cinco parlamentares da CPI da Lava Toga, mas não conseguiu e os 29 nomes foram mantidos.

MAIS ATUAÇÕES CONTRA

Segundo ainda Alessandro Vieira também atuaram para retirar assinaturas da CPI da Lava Toga membros dos tribunais superiores e ministros do Governo Bolsonaro. Lembrou que a CPI é um direito das minorias.

POUCA REPERCUSSÃO

A reportagem “Máfia dos Sons” não obteve grande repercussão. Realizada por Roberto Cabrini, da SBT, e exibida no programa “Conexão Repórter”, a reportagem satisfez ao vereador Cabo Aminthas que tem uma rixa com Téo Santana.

EM TODO NORDESTE

O ganho exagerado de produtoras sobre cantores de forró no Nordeste é uma coisa velha e sem solução. Realmente é uma exploração aos sanfoneiros, que se não aceitarem o jogo sujo simplesmente não tocam. Um absurdo que virou normalidade.

Dos grupos sociais

///Grandes fortunas – Deputado Gilmar Carvalho (PSC), disse ontem na Assembleia que “ninguém fala, nem situação nem oposição, mas é necessário implementar tributo sobre grandes fortunas para só depois discutir reforma da Previdência”. Gilmar é candidato a prefeito de Aracaju nas eleições de 2020.

///Debater sobre reforma – A Comissão Nacional de Segurança Pública aprovou o requerimento do deputado Federal Fábio Henrique (PDT/SE) para que a União dos Policiais do Brasil –UPB – possa debater sobre a Reforma da Previdência na referida Comissão. A UPB é uma instituição que envolve as polícias federais.

///Tigrão e Tchuchuca – Rogério Carvalho diz que “Guedes, assim como fez no Senado, Federal foi à Câmara com a mesma arrogância, destratar parlamentares, e não vamos admitir isso de um Ministro! Em vez de ficar nervosinho, esclarece quem vai lucrar com essa sua Previdência! Tigrão para os pobres e Tchuchuca para os ricos”.

///Divulgar remuneração – Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu ontem que todas as empresas estatais que não recebem dinheiro da União devem divulgar imediatamente a remuneração de todos os seus funcionários e dirigentes, incluindo benefícios e participação nos lucros. A medida vai mexer com segmentos da área.

///Participação de grupos – O WhatsApp adicionou em sua última atualização uma opção que dá mais controle na participação de grupos. A partir de agora, os usuários poderão impedir que pessoas os adicionem sem autorização prévia. A funcionalidade já vinha sendo testada e será liberada gradativamente para todos a partir desta semana.

///Pode oferecer cargos – O presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse ontem que o governo pode oferecer aos partidos políticos cargos em órgãos federais nos estados ou nos ministérios para manter sua base aliada no Congresso e garantir apoio nas votações de projetos governistas, entre eles a reforma da Previdência.

Conversa

Em Recife – Autoridades de Sergipe participaram ontem da solenidade de posse do desembargador Vladimir Carvalho na Presidência do TRF-5, em Recife.

Depois o jantar – À noite a maioria das autoridades convidadas participou de um jantar oferecido ao presidente empossado, Vladimir Carvalho.

Vai se filiar – O PSC está nos preparativos para a solenidade de sexta-feira. Todo o bloco ligado a Clovis Silveira vai se filiar ao partido.

É o tigrão – A presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, na CCJ da Câmara tumultuou a sessão e foi suspensa. Paulo é um tigrão.

Revela cisões – Cidades do interior estão começando a revelar cisões e podem modificar a estrutura de apoio para as eleições de 2020.

Pela Saúde – Carreta da Mulher começa a funcionar em Sergipe a partir de sexta-feira e vai realizar 40 procedimentos, aproximadamente.

Explodir cofre – Violência no interior: em operação polícia consegue evitar que quadrilha consiga explodir cofre de banco em Lagarto.

Sem apoio – A esquerda radical provocou toda esse desconcerto no País, mas o Governo Bolsonaro é tão ruim que não encontra apoio.

Garras de Tigrão – Olhando bem, o ministro Paulo Guedes tem as garras de um Tigrão, mas não demonstra o carinho do Tchuchuca.