05/04/19 - 00:01:11

CENAS DE UMA ÓPERA BUFA

DIÓGENES BRAYNER – [email protected]

Está cada vez mais complicada a aprovação de reformas do Governo Bolsonaro pela Câmara Federal. Os comentários são que ou o presidente Bolsonaro abre o leilão para boas ofertas, ou dificilmente alguma coisa sai do papel. O Brasil está sem rumo, sem Governo e sem uma posição ética dos membros de suas instituições. Infelizmente não se sabe até aonde o povo suporta esse mar de incompetência e corrupção que sacode um País à deriva.

Alguma coisa tem que ser feita. É preciso que haja um desarmamento do radicalismo ideológico, para que não se chegue a um novo golpe. Muita gente deseja isso, mas finge que prefere a democracia. Mentem descaradamente. Estamos todos perdidos em uma imensa nação que não revela o mínimo de interesse em resolver problemas graves que atinge todos os segmentos sociais, à exceção de uma elite dominante que se mostra sedenta pelo “quanto mais o povo se divide melhor”.

Nesse momento não importa rever atos nem votos. Agora, o objetivo é resolver problemas urgentes, que melhorem a vida de quem sofreu tanto com a corrupção e agora se afoga com a incompetência. As cenas têm sido de teatro amador e os atores exibem uma ‘opera bufa’ sem script. Vive-se o nada. A desesperança, o engodo, a mentira e o aumento da miséria, que serve a uma minoria da elite que se aproveita bem desse clima de massacre aos mais necessitados.

Na quarta-feira pela manhã, por exemplo, durante a conturbada exposição da reforma da previdência, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, percebeu-se que, praticamente, nenhum deputado da situação defendeu o projeto e que a base aliada ao Governo não está nem aí. Ontem, o presidente Bolsonaro recebeu o ex-senador Romero Juca (MDB) e Ciro Nogueira (PP) para falar sobre apoio aos seus projetos.

Sinal de que a votação só será feita com a abertura dos cofres ou Diário Oficial para as nomeações de cargos públicos, levando adiante a velha política da distribuição de recursos do povo para impor reformas que podem prejudicá-lo. O Brasil será o mesmo, com Lula solto ou Bolsonaro no Planalto, dificilmente se encontrará outro caminho.

PT ESTÁ DIVIDIDO

Segundo um petista de quatro costados, a legenda está dividida: um grupo trabalha para Belivaldo Chagas (PSD) disputar o Senado em 2022. Um outro deseja que ele conclua o Governo e faça o seu sucessor. Tudo ainda na base da “costura”.

POUCO TEMPO AINDA

Belivaldo chaga fará amanhã um ano de Governo: nove meses de mandato tampão e três como governador reeleito. Muito pouco tempo para aprovar todos os seus projetos e colocar o Estado em ordem. Só um louco pensaria em 2022.

APENAS UM REPENSAR

Não é normal o tratamento na Assembleia na linguagem do ‘novo’. O que é decoro não está sendo levado a sério nem nas insinuações e também nas respostas. A Alese está sem encontrar a harmonia entre situação e oposição.

PEGA PRA CAPAR

A Assembleia acomoda vertentes políticas diferentes, o que é democrático, mas não deve deixar expor esse “pega prá capar” entre parlamentares que atuam em campos diferentes e causam péssima imagem à sociedade. Falam as más línguas que Gualberto provou a Samuel que não é castrado.

VAI TER CONVERSA

Sem censura, o presidente da Alese, Luciano Bispo, vai conversar com deputados de todos os lados e pedir tranquilidade. Lembrar que a Alese é uma “Casa de debates” e que o respeito “é condição fundamental uma boa convivência”.

EXEMPLO MUITO TRISTE

Os deputados estaduais não devem seguir o exemplo do deputado federal Zeca Dirceu (PT) que classificou o ministro Paulo Guedes de ‘Tigrão’ para os pobres e ‘Tchutchuca’ para os ricos. Deprimente para audiência no CCJ da Câmara Federal.

GUEDES VAI A BAIXARIA

Ministro Paulo Guedes também entrou na baixaria: “Tchutchuca é sua mãe”, respondeu e se criou um auê. Tchutchuca é sinônimo de “mulher, moça, menina, gatinha, gostosa, beleza, pureza, glamurosa, mulher bonita, mulher atraente”, segundo o dicionário informal.

REUNIÃO EM FORTALEZA

Luciano Bispo está em  Fortaleza, onde participa de reunião de presidentes de Assembleias Legislativas, cuja pauta principal é a defesa do Banco do Nordeste, que pode ser sugado pelo BNDES. Deputado Zezinho Guimarães o acompanha.

LEVA UMA PROPOSTA

Luciano Bispo vai colocar em discussão uma proposta para que o Banco do Nordeste abra financiamento para infraestrutura, que atenda todos os Estados com a região. Tratou dessa pauta com o governador Belivaldo Chagas.

PESSOAL NA BRONCA

Segundo Ricardo Marque, o pessoal do povoado Colônia Miranda, em São Cristóvão, está na bronca: Lá tem uma obra paralisada que seria um posto de saúde. O local está servindo como abrigo para usuários de drogas.

MUDAR O MINISTRO

Em resposta ao ministro da Educação, Ricardo Belez, que disse a “Valor” que vai mudar registro sobre a ditadura militar nos livros didáticos, o senador Ricardo Carvalho (PT) disse: “em vez de mudar os livros, a gente deve é trocar o ministro e fazer boa política, porque o que ele faz de fato não é pedagógico”.

DECISÃO É DE EDVALDO

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) disse ontem que o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) é filiado a um partido aliado e “nós respeitamos muito isso. É um grande quadro e seria um prazer tê-lo no PSD, mas a decisão é unicamente dele”.

NÃO PENSA NISSO AGORA

Sobre uma posição eleitoral em 2022, Fábio Mitidieri disse que ainda está muito longe, “não penso nisso agora. Primeiro a gente trabalha, ajuda Belivaldo a fazer um grande Governo e depois é que vamos falar em eleições”.

MÁRCIO E LULA LIVRE

O vice-presidente Nacional do PT, Márcio Macedo, já está no Rio Grande do Sul e se reuniu com prefeitos de São Leopoldo, Ari Vanazi e Tarcisio Zimmerman, coordenador da caravana e a jornada Lula Livre naquele Estado.
HINO DE ITABAIANA

O desembargador Vladimir Carvalho é um itabaianense roxo. Na quarta-feira, em Recife, onde tomou posse na Presidência do TRF-5, o hino que terminou a solenidade foi o de sua cidade, Itabaiana, localizada no agreste de Sergipe.

CONVERSA SOBRE ALBANO

No drink antes do jantar oferecido a Vladimir Carvalho, em Recife, o empresário João Carlos Paes Mendonça passou mais de hora conversando com o pessoal de Sergipe. Assunto: Albano Franco. Só rasgados elogios ao amigo de anos.

NUNCA ESTEVE A SÓS

O deputado federal Fabio Henrique (PDT) nunca teve uma conversa com o deputado Samuel Carvalho (Cidadania) sobre candidatura a prefeito de Nossa Senhora do Socorro. Admite que isso aconteça no futuro.

ANTECIPAR PREJUDICA

Fábio Henrique disse ainda que ele e Samuel são de oposição no município e devem se encontrar para um bom diálogo sobre as eleições no município. Mas, neste momento – segundo Fábio Henrique – a antecipação de candidaturas “não é boa”.

Dos grupos sociais

///Machado no DEM – O ex-deputado José Carlos Machado viaja a Brasília na próxima terça-feira. Terá uma conversa com o deputado José Carlos Aleluia (DEM) e o secretário geral do partido, Panderney Avelino, sobre seu possível retorno ao partido. Machado ainda analisa e deve tomar uma posição mais à frente.

///Portas abertas – Em conversa por telefone, na semana passada, o também ex-deputado Panderney Avelino disse a José Carlos Machado: “as portas do DEM estão abertas para você”. E Machado pensa seriamente em filiar-se ao partido, onde tem vários amigos e a maioria tem feito apelo para ele voltar à sigla.

///Eleição acabou – O deputado Fábio Mitidieri diz que o Governo Bolsonaro começou agora, está batendo cabeça na articulação “mas torço pra que encontre um caminho porque o país não aguenta mais essa crise. Pra mim, a eleição já acabou. Precisa que alguém avise isso a ele e que a gente comece a dialogar melhor”.

///Moraes discute – Revela Bela Megale que O ministro do STF, Alexandre de Moraes, bateu boca com Polícia Federal após se recusar a passar por detector de metais em aeroporto. No ano passado a mulher dele se recusou a fazer o mesmo procedimento que é exigido por lei a  qualquer cidadão.

///Segunda Instância – Ricardo Noblat informa em seu blog que o Supremo não julgará agora o recurso contra a prisão em 2ª instância porque está com medo de tomar qualquer decisão. Militares já avisaram que não aceitam a revogação da prisão em 2ª instância porque assim Lula seria solto. Bolsonaro quer vê-lo mofar na cadeia.

///Tumulto foi ruim – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) classificou ontem como “muito ruim” o tumulto que levou ao encerramento antecipado da audiência com o ministro Paulo Guedes, da Economia, na Comissão de Constituição e Justiça para discussão da reforma da Previdência.

Conversa

Festa do PSC – O PSC realiza hoje a filiação do bloco liderado pelo empresário Clovis Silveira, antes todos filiados ao PPS, que hoje virou Cidadania.

Chama Albano – O ex-governador Albano Franco foi convidado por Clovis Silveira a participar da solenidade do PSC, que será na Assembleia.

Vários prefeitos – O presidente regional do PSC, ex-deputado federal André Moura, participa da solenidade, que terá a participação de dezenas de prefeitos.

Sobre Fafen – O governador Belivaldo Chagas viaja na próxima segunda-feira a Brasília para tratar sobre a questão da Fafen.
Nem a Globo – Subtenente Edgar Menezes diz que Nem a Rede Globo conseguiu esconder o rombo que o PT causou ao Brasil, através do BNDS.

Médicos desistem – Já pode pedir para os cubanos voltarem? Mais de 1000 médicos patriotas desistiram do programa Mais Médicos.

Definir nomes – Na próxima terça-feira a bancada de Sergipe em Brasília pode definir nomes que podem ocupar cargos federais no Estado.

Tempo certo – José Carlos Machado também tem convite para ingressar no PSD, mas analisa tudo e só tomará uma decisão no tempo certo.

Forças ocultas – Supremo recuou de julgar a revogação da prisão em segunda instância. Razão: as chamadas forças ocultas querem manter Lula preso.