27/04/19 - 00:03:08

MDB TERÁ QUE AVANÇAR

DIÓGENES BRAYNER – [email protected]

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB), o partido que serviu de frente de luta contra todo o período da ditadura militar, está precisando de uma reformulação em suas bases e toda a cúpula. Aliás, o MDB esteve frente a frente com a Arena por estratégia de marketing do regime militar, que tinha como cabeça pensante o general Golberi do Couto e Silva.

A ideia de deixar o MDB de pé, dando o tom de oposição ao regime de exceção, partiu dele, Golbery, para tentar camuflar uma “ditadura” de “democracia”. A sigla avançou e, tendo à frente Ulysses Guimarães, impôs um ritmo forte de contestação ao golpe, colaborando firmemente para que ele não se aprofundasse e fosse além da barbárie.

Com a morte trágica do Dr. Ulysses o MDB perdeu o rumo e terminou a mudar suas características. Teve que politizar sua ação ideológica e abrir os flanco para filiação de ex-defensores da ditadura, se aliando a segmentos de uma direita que colocava pelo avesso o perfil político emedebista.

O MDB hoje mantém sua força eleitoral, mas sente dificuldade em expor protagonismo nos Estados.

Em Sergipe há preocupação com o MDB. Aliás, muita preocupação. Não é mais partido de eleger grande número de prefeitos no Estado e está em risco para as eleições de 2022 em relação à disputa de mandatos majoritários. Uma coisa preocupante: a ameaça de saída do partido dos deputados estaduais Garibaldi Mendonça e Zezinho Guimarães, o que deixará a bancada menor.

Levando-se em consideração que já a partir das próximas eleições não será permitida coligações, presume-se que o MDB terá muita dificuldade em 2022 para fazer bancadas robustas para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal. Com a nova diretoria, é hora de reestruturar o partido, promover mudanças e preparar novos embates com estilo mais novo, pondo um ponto final em tudo que representou no passado.

O MDB precisa urgentemente de um discurso mais moderno e atraente.

BEM MAIS TRANQUILO

Um aliado – próximo e leal – do governador Belivaldo Chagas (PSD) admite que ele está bem mais tranquilo com a administração e tem passado boas perspectivas para o Estado. Com isso transmite tranquilidade e otimismo.

SOLUÇÃO À VISTA

Belivaldo Chagas tem recebido sinalização que pode favorecer a administração. Banco do Nordeste emprestará R$ 200 milhões para saneamento e esgoto e o Banco do Brasil deve liberar 150 milhões para construção e recuperação de estradas.

ESTEVE NA CONVENÇÃO

O governador Belivaldo Chagas esteve na convenção do partido e conversou com os aliados. Lembrou que quem já foi MDB “será sempre MDB”. Belivaldo já integrou a legenda.

VERDADEIRA INCÓGNITA

O ex-senador Valadares (PSB) usa o seu blog para cutucar o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB). Escreveu que a sucessão em Aracaju é “uma verdadeira incógnita”. Edvaldo pode ser o foco do novo blogueiro.

PORCA TORCE O RABO

Valadares considera a pretensão do PT (só vendo), em ocupar o mesmo espaço que já foi ocupado por Déda, “é compreensiva e legítima”. Mas lembra que, para adotar essa postura de afastamento, o PT terá que entregar os cargos. “Aí é onde a porca torce o rabo”.

MOSTRA POSIÇÃO

Será através do seu blog diário que o ex-senador Valadares vai mostrar sua posição para a sucessão municipal e, já agora, demonstra discretamente que o seu partido, o PSB, vai tentar a Prefeitura de Aracaju.

ESTARIA CONSUMADO

Já o presidente regional do PSB, ex-deputado Valadares Filho, não nega que a legenda indicará nome para disputar a Prefeitura de Aracaju, sendo o seu o dele o cotado. O senador, entretanto, também vem sendo lembrado.

POVO PRECISA GOSTAR

Um empresário reconheceu que o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) é um bom administrador e dá um novo perfil a Aracaju com o seu trabalho: “mas precisa que as instituições e o povo gostem dele”, observou.

ALMOÇO EM BRASÍLIA

Valadares Filho almoçou na quarta-feira, em Brasília, com o deputado federal Fábio Henrique (PDT) e avisou que o PSB teria candidato a prefeito de Aracaju. Ouviu de Fábio Henrique: “o mais competitivo da legenda é você”.

SOBRE CANDIDATURA

Ontem, durante a realização da convenção do MDB, o comentário era de que Fábio Reis seria candidato a prefeito de Lagarto e abriria uma vaga de deputado federal no pleito de 2022. Alguém reagiu: “nada disso, a vaga já é de Sergio Reis”.

ERA O MELHOR NOME

Emedebistas e aliados admitiram ontem, durante convenção do MDB, que não havia neste momento nome melhor que o de Fabio Reis para presidir o partido, em razão de sua boa relação em Brasília e acesso a segmentos do Governo.

PRECISA REAVALIAR

Filiados ao MDB acham que a nova diretoria executiva precisa fazer uma reavaliação dos Diretórios Municipais e buscar o seu fortalecimento, lembrando que nas próximas eleições estaduais não haverá mais coligações.

GAMA EM VIAGEM

Ex-prefeito João Augusto Gama (MDB), que estava na presidência estadual do partido, não compareceu à convenção ontem. Gama está em Miami e tinha viagem programada há meses. Segundo ele, “o partido tinha conhecimento disso”.

DIFÍCIL FICAR

O novo presidente regional do MDB, Fábio Reis, admite que os Deputados Zezinho Guimarães e Garibaldi Mendonça não sairão do partido. Pode ser, mas Fábio precisa de um bom jogo de cintura para reverter à decisão dos dois parlamentares.

JACKSON E O APOIO

Também na convenção do MDB, o presidente do Diretório Municipal, Jackson Barreto, disse que o partido continuará no grupo para a reeleição de Edvaldo Nogueira, porque o “bloco vem se mantendo já há vários anos”. Isso parece decidido…

VALDEVAN E O PSC

O deputado federal Valdevan Noventa (PSC) espera uma janela para deixar o partido e se filiar em outro. Não está se sentindo bem na legenda e fora do clima. Valdevan já trabalha para eleger prefeitos na região Sul e sertão.

QUESTÃO EM SOCORRO

O ex-deputado José Franco está trabalhando firme para eleger o prefeito de Socorro e terá que enfrentar o grupo liderado pelo PDT de um lado e do prefeito Inaldo que quer tentar a reeleição. O candidato de Zé Franco será o filho.

NÃO TA NEM AÍ!

Edvaldo Nogueira (PCdoB) não fala sobre sucessão municipal e finge que “não tá nem aí”. Mas sabe que terá muito trabalho para segurar o PT no seu bloco e outras legendas que em 2016 estiveram com ele.

NÃO TERÁ PROBLEMA

O PDT pode apoiar Edvaldo Nogueira em Aracaju. Quem diz isso é Fábio Henrique, que até já conversou com o prefeito e o convidou para ingressar no partido. Edvaldo pediu tempo para filiar-se, mas ainda não voltou a acenar.

Dos grupos sociais

///Contra a Gripe – O Ministério da Saúde sugere que as pessoas se informem sobre quem precisa se vacinar contra a gripe e avise seus amigos e familiares sobre a importância da vacinação. A campanha vai até o dia 31 de maio, mas não deixe para última hora e procure uma unidade de saúde.

///Pagamento A Lula – O juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível de São Paulo, determinou que a OAS e a Bancoop paguem a Lula 66% da quantia desembolsada pela ex-primeira-dama Marisa Letícia para adquirir um apartamento que estava sendo construído pela cooperativa em Guarujá, no litoral de São Paulo.

///Refeição à Corte – É uma beleza! O STF divulgou ontem, informações sobre um pregão eletrônico para “serviços de fornecimento de refeições institucionais”, com gasto estimado de R$ 1,134 milhão. O serviço se refere à contratação de um fornecedor para as refeições servidas pela Corte, conforme suas necessidades.

///Tem mais luxo – Os vinhos recebem atenção especial. Se for vinho tinto fino seco, tem de ser Tannat ou Assemblage, contendo esse tipo de uva, de safra igual ou posterior a 2010 e que “tenha ganhado pelo menos premiações internacionais” e deve ter sido envelhecido em barril de carvalho francês ou americano (Ninguém vai preso).

///A vã filosofia – O senador Alessandro Vieira (Cidadania) diz em seu twitter: “um Governo que se guia por um suposto filósofo que quer acabar com os cursos de Filosofia. Deve ter alguma explicação filosófica”. Alessandro não é da situação, mas também não se vê fazendo oposição radical ao Governo.

///Explicações sobre buffet – Senadores querem explicações do STF sobre o processo licitatório para contratação de empresa especializada em serviços de fornecimento de “refeições institucionais”. A licitação prevê a contratação de buffet para almoços e jantares com artigos de alta gastronomia, como medalhão de lagosta e vinhos.

Conversa

Sem perder – Subtenente Edgar Meneses diz: Imagine se vou perder tempo assistindo a entrevista de Lula. Eu só tenho contato com bandidos, na hora de prendê-los.

Dá palestra – O deputado federal Fábio Henrique está em Maceió onde concede palestra para vereadores da região que abrange Sergipe, Bahia e Alagoas.

Honra ao mérito – Secretário geral do Governo, José Carlos Felizola foi homenageado ontem com a medalha de Honra ao Mérito da Polícia Civil.

Em convulsão – A Câmara Municipal de Aracaju entrou em convulsão e na próxima semana deve avança o processo sobre o Cabo Amintas no Conselho de Ética.

Sobre PSC – André Moura e Clóvis Silveira conversaram ontem sobre o PSC e sua expansão por cidades do interior.

Em dúvida – Tem quem não acredite que o PT deixe o bloco que apoia Edvaldo Nogueira à reeleição e lance candidatura própria.

Na Barra – Reinaldo Moura continua se movimentando para ser o candidato a prefeito da Barra dos Coqueiros. É um nome forte…

Abertos a entrevistas – A partir de agora os presos vão se colocar abertos a entrevistas, como Sergio Cabral e o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

Lagosta a vinho – Subtenente Edgar Menezes: Enquanto isso, o STF quer gastar mais de 01 milhão de reais em lagosta e vinho. Depois não querem críticas.