10/05/19 - 00:40:52

O Nordeste e o Planalto

Diógenes Brayner[email protected]

A tendência dos Estados do Nordeste é ficar ao lado do Planalto. A região não tem força para enfrentar um Governo Federal e prejudicar sua gente. Pode até contestar algum ato absurdo, mas na questão de apoio para projeto de Governo, a necessidade fará silenciar, no mínimo. Lógico que isso vai provocar arrepios políticos. Talvez até cisões, em razão de posições tomadas. Mas os governantes começam a sentir que se opor às decisões de quem libera recursos, é uma tendência ao caos.

O presidente Jair Bolsonaro, mesmo com a má influência dos três filho, vai aprovando o seu projeto administrativo. Seria um suicídio para governantes do Nordeste, mesmo os do PT, se colocarem na posição suicida de oposição. Os recursos para os Estados da região foram reduzidos aos poucos e só agora é que o presidente está aceitando olhar para o Nordeste sem mágoas das urnas. Ele perdeu na região e ficou ressentido, embora tenha que se comportar como presidente de todos e não apenas daqueles que o levaram ao Planalto.

A decisão de ter o Nordeste como foco e procurar uma forma de ajudar na recuperação econômica e financeira da região, tem influência de conversas que aconteceram há pouco mais de um mês. Nelas esteve o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas. Entre salvar o Estado ou insistir numa oposição de ideologia rasa, ele preferiu ficar com a primeira opção. Com esse olhar, Belivaldo articulou com o ministro Santos Cruz, do Ministério do Governo.

O resultado de toda essa conversa foi visto e sentido no encontro de governadores com o presidente Bolsonaro, que ocorreu durante esta semana em Brasília. Muita coisa se esclareceu sobre a região, principalmente no que se refere à ajuda financeira para os Estados da região, que estão com problemas sérios, difíceis de solucionar, caso fosse mantida a indiferença do Planalto. Tudo indica que tende a melhorar, embora possam pensar diferente segmentos da base aliada, que talvez preferisse manter o status quo, do que recuar para resolver os problemas da sociedade como um todo.

É muito cedo para uma análise, mas fatalmente haverá reação por posições de grupos contrários ao Planalto, as quais nada resolvem para um estado carente de recursos, inclusive para pagar salários de servidores, aposentados e pensionistas.

Resultado de conversas

A articulação para o encontro do presidente Bolsonaro (foto) com governadores do Nordeste teve início há 40 dias, através de conversas entre Belivaldo Chagas e o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo,

*** As articulações com o Planalto foram feitas lentamente, através do governador Belivaldo Chagas, que conseguiu atrair o interesse de Bolsonaro pelo Nordeste, em razão das dificuldades que passavam os Estados da Região.

*** Nada por acaso o fato de Belivaldo Chagas ter sido o primeiro governador do Nordeste a ser recebido por Jair Bolsonaro, na quarta-feira à noite. Já foi consequência das articulações através dele e do general Santos Cruz.

Pode dar em casamento

Quarta-feira à noite quando Bolsonaro teve encontro com Belivaldo (foto) e brincou que foi “amor à primeira vista entre os dois”, o governador entrou na onda: “Eu acho que vai dar casamento”.

*** E pode dar mesmo, porque Sergipe, como Estado do Nordeste que não pode peitar o Planalto, vai acompanhar as decisões que virem do presidente Bolsonaro, para que o Estado retome o crescimento.

*** Na reunião de ontem com governadores do Nordeste, Belivaldo não recebeu ‘declaração de amor à primeira vista’, mas o presidente lhe disse que ‘já estava com saudades’.

*** Um parlamentar lembrou, em um encontro de bancada, que “Jackson Barreto brigou com o ex-presidente Temer por causa do PT”. E perguntou: “O PT o que fez por JB?”.

Posição muito estranha

O Ministério Público Estadual envia projeto de lei à Assembleia Legislativa extinguindo cargos efetivos e criando cargos em comissão (CCs). O MP é um órgão que sempre tentou impedir contratações de CCs, mas agora está precisando privilegiar o que combate.

*** Para se mensurar a incoerência, o Ministério Público quer que a Assembleia Legislativa demita CCs. Dá para entender?

Deputados reclamam

Deputados reclamam da intromissão do Ministério Público no Poder Legislativo, que tenta impor critérios que a própria instituição não cumpre. São um absurdo certos abusos e desrespeitos entre poderes.

Coaf fica na Economia

O senador Rogério Carvalho (PT) disse ontem que o Coaf esta “no lugar certo.” Disse ainda que a oposição não se rende e comissão especial vota para que o Coaf seja transferido para o Ministério da Economia.

*** Partidos da oposição, principalmente o PT. Não dá trégua a Moro…

*** Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania) votou para que a Coaf ficasse com o Ministério da Segurança, cujo titular é Moro.

Vai trabalhar aonde?

Um professor de Sergipe corrigiu comentário da coluna: “o capitão falou sobre as despesas em manter cursos de sociologia e filosofia (Plenário anunciou Psicologia)” e perguntou: “convenhamos, esse pessoal vai trabalhar aonde”?

*** O professor atacou: “muita despesa para pouco retorno. Servem apenas pra formar mentes socialistas da extrema esquerda”.

Alessandro e a Coaf

O senador Alessandro Vieira (foto), do Cidadania, defendeu que o ministro Sergio Moro ficasse com o Coaf. Outra medida negativa aprovada, contra o voto de Alessandro, é a que limita a atuação de auditores fiscais.

*** Auditores não poderão investigar indícios de crimes como lavagem de dinheiro ou formação de quadrilha e nem enviar os dados para outros órgãos.

Nada a ver com PSB

O PRB não apoia a candidatura de Edvaldo Nogueira (foto) à reeleição “de jeito nenhum”. Alega que o prefeito de Aracaju não construiu esse apoio. O PRB também não terá nada a ver com o PSB, que vem conversando com alguns petistas.

*** Políticos da base aliada ao governador Belivaldo evitam comentários públicos, mas não aprova os encontros políticos do PT com o PSB.

Encontro possível

O presidente regional do PDT, deputado federal Fábio Henrique disse, ontem,  que na próxima semana deve ter conversa em Brasília entre ele, o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e o prefeito Edvaldo Nogueira.

*** Na pauta a provável transferência de Edvaldo para o PDT, como vem sendo cogitado.

Sobre Canal de Xingó

O ex-deputado federal José Carlos Machado disse ontem que o governador Belivaldo Chagas levou ao presidente Jair Bolsonaro obras importantes que precisam concluir em Sergipe. Mas esqueceu a principal: o Canal de Xingó.

Decide na hora certa

O ex-senador Eduardo Amorim (foto), do PSDB, acena que pode ser candidato a prefeito de Itabaiana: “não tenho medo de um desafio como este, mas vamos decidir na hora certa”, disse.

*** Amorim disse que é amigo do prefeito Valmir de Francisquinho e da deputada Maria Mendonça e acrescentou que sempre lamentou o racha entre os dois.

*** Eduardo Amorim teve uma conversa com Geraldo Alckmin, quarta-feira, e lhe informou que já realizou 21 convenções em Sergipe, inclusive a da Capital.

*** O ex-senador informou que está fortalecendo o PSDB no Estado “mirando na qualidade dos novos filiados”.

Adia solenidade de filiação

Não aconteceu ontem a solenidade de filiação do empresário Ricardo Franco no PSC. Será na próxima semana com a presença do presidente nacional do partido, pastor Everaldo.

Dos grupos sociais

///Socorro financeiro – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem, que o ‘Plano Mansueto’, que dá socorro financeiro aos Estados, vai ser apresentado na próxima semana em reunião com secretários Estaduais de Fazenda.

*** “O ministro Paulo Guedes garantiu que vai promover uma reunião entre todos os secretários de Estado para fazer a apresentação definitiva para que ele possa seguir ao Congresso Nacional e ter a lei aprovada” disse o governador Renan Filho (MDB-AL).

///Mantém condenação – A Sexta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) resolveu manter a condenação de Jair Bolsonaro por declarações homofóbicas e racistas feitas em 2011. Depois da decisão em primeira instância da Justiça do Rio, o presidente ingressou com embargos no tribunal.

*** Jair Bolsonaro a pagar R$ 150 mil, por danos morais, ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD), do Ministério da Justiça.

***Em entrevista ao programa CQC, que era exibido na Band, o então deputado federal falou sobre o que faria se tivesse um filho gay. Ele declarou que isso não aconteceria com ele porque seus filhos “tiveram boa educação”.

///Publicidade censurada – O MPF do Rio Grande do Sul ajuizou ação civil pública contra a União por “ilegal veto imposto à peça publicitária do Banco do Brasil denominada “Selfie”, estrelada por atores e atrizes em sua maioria negros (mas também outros brancos), tatuados, com cabelos coloridos e uma personagem transexual, que visava trabalhar a diversidade racial e de orientação sexual e de identidade de gênero brasileira”.

*** A ação pede à Justiça que a exibição da propaganda seja retomada, conforme contratação original da mídia, e que a União pague, por dano moral coletivo, indenização de R$ 51 milhões, o equivalente a três vezes o custo do anúncio e sua veiculação.

Levando um bom papo

Muito movimento – Estada bem movimentada do governador Belivaldo Chagas (PSD) em Brasília, no decorrer desta semana.

Muitas reuniões – A partir desta semana, muitas reuniões acontecerão entre a equipe de Governo, para atender a exigências do que fora acordado em Brasília.

Mais distante – O ex-governador Jackson Barreto (MDB) está deixando para mais adiantes articulações políticas para a sucessão municipal.

Sai de férias – O prefeito Edvaldo Nogueira vai viajar na próxima semana a Brasília e quando retornar sai de férias. Vai com a família para a Europa.

Assume Nitinho – O presidente da Câmara Municipal, Nitinho Vitale,  assume a Prefeitura de Aracaju durante o período de férias de Belivaldo.

Terá mudança – Quem viver verá a mudança radical que haverá entre alianças políticas na disputa por prefeituras de vários municípios sergipanos.

Estaria morto – De Noblat, em seu blog: Se arrependimento matasse, o ex-juiz Sérgio Moro já estaria morto por ter trocado a toga pelo modelito ministro do capitão.

Acusam catador – De Rafael Soares: militares acusaram o catador Luciano Macedo, morto após ação que também vitimou músico, de atirar na patrulha.

Não é tóxico – De Clovis Barbosa: o amor não é tóxico: tóxicas são as relações que estabelecemos com alguns tipos de pessoas que nos prejudicam!