20/05/19 - 14:57:28

CUSTO DO GÁS EM SERGIPE CONTRIBUI PARA A FUGA DE EMPRESAS, DIZ FIES

A Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) lamenta a hibernação da Cerâmica Sergipe, mais conhecida como Escurial, anunciado na última sexta-feira. O presidente da FIES, Eduardo Prado de Oliveira, destaca que “a cerâmica transformou o Distrito Industrial de Socorro contribuindo sobremaneira para a geração de emprego e renda na região”.

Segundo a empresa, além dos fatores de ordem econômica, um dos principais motivos apontados para a hibernação foi o alto custo do gás natural.

Em relação a esse assunto, Oliveira destaca que “nos últimos anos, o preço da energia serviu de força contrária à expansão da indústria e da economia brasileira, dado que ele tem forte impacto sobre o custo operacional da empresa e sobre a produtividade. Em especial, o custo do gás, teve crescimento real de 1.200%, entre 2000 e 2018, enquanto que a inflação oficial, medida pelo IPCA, aumentou 209%, segundo dados da Abrace”.

Embora Sergipe seja um dos três maiores produtores de gás natural do Nordeste, perdendo apenas para Maranhão e Bahia, as empresas enfrentam custos altíssimos pelo uso do gás, enquanto que em Alagoas os preços são bem mais competitivos.

A FIES entende que é primordial que o Governo do Estado se alie ao Governo Federal na busca pela reindustrialização do Brasil, através de um choque de energia barata, dado que Sergipe tem uma janela de oportunidade única, a qual poucos estados do país dispõem, com a descoberta de grandes reservas de gás a poucos quilômetros da nossa costa e a chegada da Celse, que pode comercializar o insumo que vem do Catar.

Por fim, Oliveira pontua que “o caminho do equacionamento do déficit fiscal estadual não passa pela debandada de empresas, pois ao final do dia, elas contribuem para os cofres do Estado, recolhendo ICMS, criando emprego e renda, com efeitos multiplicadores diversos para toda a economia estadual”.

Unicom/FIES