22/05/19 - 23:54:30

A Dona do Pedaço- Sobrinha de Maria da Paz (Juliana Paes) é resgatada da rua. Após ser obrigada a abandonar a mãe e fugir sozinha, Virgínia é encontrada pelo casal Otávio e Beatriz

Nos capítulos anteriores de A Dona do Pedaço, vimos que o atentado contra Amadeu (Marcos Palmeira) no casamento com Maria da Paz (Juliana Paes) só acirrou a guerra entre os Ramirez e os Matheus. Jurada de morte, a noiva foi arriscar uma nova vida em São Paulo, mas sua família continuou na mira dos rivais. Uma de suas sobrinhas, Fabiana (Maria Clara Baldon/Nathalia Dill), foi capturada por Vicente (Álamo Facó), que acabou deixando a menina em um convento. Sem saída, Zenaide (Maeve Jinkings), irmã de Maria, tomou a decisão de deixar Rio Vermelho para proteger sua outra filha, Virgínia (Duda Batista/Paolla Oliveira). Mas, no fim das contas, a menina foi obrigada a fugir sozinha após ver sua mãe sendo morta por Vicente (Álamo Facó), irmão de Amadeu.

VIRGÍNIA É RESGATADA POR OTÁVIO E BEATRIZ

Perambulando sozinha pelas ruas de Vitória, Virgínia se espanta com a aproximação de um carro que quase a atropela. Ao verem a menina caída no chão, Beatriz e Otávio saem do automóvel e se aproximam para acudi-la.

“Deve estar perdida. Diz onde estão sua mãe, seu pai”, pede Otávio.

Os dois decidem levar Virgínia para o hotel onde estão hospedados e lá ela recebe todos os cuidados, além de brinquedos e roupas novas. Beatriz repara no amuleto que a menina carrega no pescoço e decide perguntar onde ela mora.

“Na fazenda. […] É a fazenda da vó Dulce. Eu estou com medo. Mataram minha mãe”, responde a criança, ainda desnorteada.

Beatriz abraça Virgínia e faz um cafuné em sua cabeça, até que ela adormece na cama do casal. Ela se derrete ao ver aquela menininha em sua frente, mas logo leva um “choque de realidade” do marido:

“Beatriz, sabe que estamos muito errados, não sabe? […] O certo seria levar essa menina pra polícia agora.”

“Ela já disse que não tem pai nem mãe. Nem sabe onde mora. Levar pra polícia, pra quê? Pra mandarem essa menina pra um abrigo, com centenas de menores abandonados?”, ela responde.

“Meu pai morreu. Minha mãe também morreu. Mamãe morreu, morreu”, choraminga a menina, deixando o casal chocado.

Beatriz insiste com o marido, alegando que a menina “caiu do céu”, já que nunca conseguiu realizar o sonho de ter uma filha legítima.

“Vamos levar a menina pra São Paulo. Pra nossa casa. Lá temos relacionamentos, bons advogados. A gente consegue a guarda da menina”, decide a mulher.

Fonte/Foto: globo.com