15/06/19 - 08:21:19

BELEIVALDO: “ESTOU ACIMA DAS QUESTÕES MENORES; QUERO TRATAR DAS QUESTÕES MACRO”

O governador Belivaldo Chagas concedeu entrevista à rádio Xodó FM 99,5 de Simão Dias, com transmissão em rede para todo o estado. No Jornal da Xodó, apresentado por Fernandinho Amaral, Belivaldo falou do trabalho para tirar o estado de Sergipe da situação de crise, reforma da Previdência e de ações na área de infraestrutura, segurança e saúde.

“Quero aproveitar essa oportunidade para prestar contas a Sergipe, já que estamos em rede. Estou acima de questões menores, quero tratar de questões macro, do que realmente importa aos sergipanos”, declarou Belivaldo.

Sobre os investimentos no Estado, o chefe do Executivo estadual afirmou que, atualmente, o governo não tem condições de fazer nenhuma obra mais complexa com recursos próprios e voltou a defender a reforma da previdência também para os estados. “Estamos trabalhando dentro das nossas possibilidades e na expectativa que o país vai sair desse buraco em que se encontra também. Infelizmente, estamos todos em função da reforma da previdência, quero crê que ela vai ser aprovada, porém, lamentavelmente, estão retirando os estados dessa reforma. Mas ainda há expectativa de que, em uma ação conjunta entre governadores e o Congresso nacional, consigamos. É preciso entender que esse é o momento de ter união para o bem do Brasil, não adianta resolver a questão da previdência federal e deixar que os estados continuem do jeito que nos encontramos. Sergipe, por exemplo, tem um déficit mensal de R$ 100 milhões da Previdência, significa que o governo tira da sua arrecadação esse valor para poder colocar na Previdência para pagar nossos aposentados e pensionistas”.

De acordo com o governador, os recursos direcionados para cobrir o déficit da Previdência poderiam ser utilizados em obras no estado. “Como, por exemplo, precisamos de R$ 400 milhões para recuperar uma série de rodovias, cerca de 450 km de vias estaduais, que estão em grave situação, como acontece com a rodovia que liga Simão Dias a Pinhão e Pinhão a BR-235, Simão Dias a Poço Verde, Poço Verde a Tobias Barreto e tantas outras. Ou seja, se tivéssemos esses R$ 100 milhões que colocamos para cobrir o déficit da Previdência, em quatro meses faríamos essas obras. Mas como não temos, estamos buscando condições financeiras para isso. Tentei, recentemente, uma linha de crédito com o Banco do Brasil no valor de R$ 150 milhões, a qual o Banco não sinalizou positivamente. Mas a ideia com esses R$ R$ 150 milhões era fazer a reconstrução, além dessas vias que já citei, da BR-235 a Lagarto, Lagarto a Riachão, Riachão a Tobias Barreto, Aquidabã a Graccho Cardoso, Serra do Machado a sede de Ribeirópolis, Ribeirópolis a Moita Bonita, Itabaianinha a Umbaúba e a João Bebe Água (em Aracaju) a São Cristóvão. Um elenco de obras extremamente importantes nessa primeira fase, para que, na sequência, buscássemos mais recursos para contemplar também a rodovia que liga Tobias Barreto a Poço Verde e Poço Verde a Simão Dias, entre outras”.

O gestor relembrou que foi o primeiro governador do Nordeste a ser recebido pelo presidente Jair Bolsonaro e, na ocasião, tratou, dentre outros assuntos, da solicitação da emissão de Autorização de Início da Obra (AIO), referente às obras de Ampliação do Sistema de Abastecimento de Água Integrado Piauitinga, no município de Lagarto.

“Também estamos trabalhando, junto ao Banco do Nordeste, a obtenção de recursos em torno de R$ 120 milhões para investir na Adutora do Alto Sertão, a partir da adutora de Nossa Senhora Aparecida, reforçando o sistema do rio são Francisco, da adutora em Porto da Folha, a partir de Aparecida até Pinhão”.

Conforme Belivaldo, as obras da adutora do Alto Sertão devem completar a do Piauitinga. “Com isso atendemos, a partir de Aparecida, após a duplicação até Pinhão, beneficiando ainda a Frei Paulo. E depois trazendo água até Simão Dias e, na sequência até Poço Verde. Esse projeto da Adutora do Alto Sertão, junto com o Piauitinga, deve solucionar os problemas de falta de água. Quando duplicamos o Piautinga, reforçamos o abastecimento em Simão Dias, que vai passar a ter água do Piautinga e do Alto Sertão. Assim, a partir do Piautinga podemos também ampliar o abastecimento para Riachão do Dantas, a partir do povoados Tanque Novo, até Tobias Barreto. Com a obra do Piautinga, podermos beneficiar até 180 mil pessoas  e ninguém tem mais interesse nessa obra do que eu”.

O governador destacou que mais R$ 100 milhões deverão ser direcionados para investimentos em saneamento. “Com relação aos R$220 milhões que estamos tentando junto ao Banco do Nordeste , já previamente aprovado, a ideia é que a gente trabalhe em alguns municípios, a questão do esgotamento sanitário. Vou atender outros municípios, sim, mas não posso deixar de fora o município de Simão Dias. Não vou conseguir admitir passar quatro anos como governador do Estado e não acabar de uma vez por todas, com esse nosso canal de esgotamento sanitário que corta todo nosso município. Isso leva também a questão de macrodrenagem , além do esgotamento sanitário.  Uma obra que vai custar algo em torno de R$40 milhões”.

Como fruto da reunião com o presidente e, após a reunião com os governadores dos estados que fazem parte da Sudene, Belivaldo destacou ainda que foi sugerido que 30% do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste tenha os Estados como tomadores do recurso “Só está faltando o presidente assinar essa medida provisória. Se ele assinar, Poço Verde e Tobias Barreto, dentro dessa possibilidade, poderão ser contemplados com obras do estado. Com essa porcentagem do total de R$ 1 bilhão que Sergipe tem direito, teríamos direito a ter acesso a cerca de R$ 300 milhões imediatos para a infraestrutura, caso o presidente assine a medida”.

Retomando à pauta da Previdência, Belivaldo destacou que, junto com os demais governadores do nordestes, sempre apoiou a medida. “Mas, desde o início, fomos o primeiros a questionar o texto com ao BPC e para às aposentadorias rurais, o que agora foi tirado pelo relator da propositura. Se não tiver reforma, não teremos dinheiro para pagar a folha de ativos e dos aposentados, por isso é necessária. Fomos contra também à desconstitucionalização da reforma, que deve ser reformulada, porém ainda há brechas perigosas, já que permite que a lei seja alterada a qualquer momento. Outro ponto que questionamos desde o início e também deve ser retirado agora, é a questão da capitalização, um modelo que foi uma tragédia no Chile e não poderíamos reproduzir aqui”, ressaltou.

Concurso da PM

Questionado por um ouvinte sobre a segurança no estado, Belivaldo reafirmou que deverá convocar os primeiros 330 aprovados do concurso da PM para iniciar o curso de formação na primeira quinzena de agosto. “Na sequência, vamos tentar chamar pelo menos mais 250 excedentes e assim outros mais a cada ano, dentro do prazo de validade do concurso, até que tenhamos em torno de mil homens a mais nas ruas. Estamos trabalhando com afinco para melhorar a segurança de Sergipe, que teve uma das maiores quedas nos índices de violência no Brasil”.

Saúde

Com relação ao tratamento de pacientes com câncer no estado, o governador explicou que o governo já está com o projeto pronto para a construção da unidade de oncologia anexa à estrutura já existente no Huse. “Estamos atuando diuturnamente no Huse, pois quero um hospital funcionando para atender à população. Vamos continuar focando também no tratamento preventivo, com a aquisição de outra carreta para atender a região Sul do estado, continuamos com o contrato com o Hospital de Amor de Barretos com a carreta de Lagarto que atende essa região e passaremos com a da região Sul a atender cerca de 19 municípios nestas regiões .Acompanho tudo porque quero cuidar da saúde do povo de Sergipe da forma mais humanizada, oferecendo um serviço de melhor qualidade aos sergipanos”.

ASN