14/08/19 - 08:15:46

Viatura APA do CBMSE volta a parar por falta de manutenção, diz advogado

Mais uma vez o blog Espaço Militar vem denunciar o fato da viatura APA (Alta Plataforma Aérea),  do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE), estar inoperante, com sua manutenção atrasada.

A citada viatura passou um longo tempo parada, cerca de 1 anos e 3 meses, por falta de manutenção, voltando a operar no início do mês de abril deste ano, mostrando a sua importância no combate a um incêndio ocorrido em um apartamento de um advogado ocorrido no bairro Jardins.

A APA, como já destacado em outras matérias feitas quando cobramos a manutenção da mesma, é de suma importância para combate a incêndios e salvamentos em edificações acima de três andares.

O blog Espaço Militar teve acesso com exclusividade aos problemas existentes nesta viatura tão importante e que tem sofrido constantes problemas de manutenção, saiba quais:

1 – Vazamento de ar do sistema pneumático pelo botão que regula a altura e profundidade do volante. Este problema já foi informado várias vezes, no entanto foi feito um paliativo com uma braçadeira de plástico, mas o vazamento continua, podendo a qualquer momento o volante ficar sem a fixação adequada e os freios travados por conta da falta de ar no sistema.

2 – Mangote de combate a incêndio que liga o braço 01 ao braço 02 encontra-se ressecado e com sinais visíveis de desgaste, devendo ser avaliado por um profissional de manutenção para evitar o rompimento durante o combate.

3 – Viatura apresenta sons que aparentam falta de lubrificação durante o arvoramento, causando o desgaste precoce do equipamento.

4 – Admissões laterais de 4 polegadas localizadas próximo ao eixo dianteiro dos dois lados da viatura estão sem as tampas stors, causando o acúmulo de sujeira que será direcionada para a bomba de combate a incêndio, podendo danificá-la posteriormente.

5 – Admissões laterais localizadas após os eixos traseiros são incompatíveis com as outras admissões e os mangotes que vieram na viatura, tornando-se impossível a utilização. Situação foi observada durante o incêndio no bairro Jardins no dia 11 de abril do corrente ano, o que causou um atraso para o início do combate.

6 – Manutenção venceu no dia 1º de julho deste ano, impossibilitando a operação segundo o manual de operação.

7 – Dreno da bomba quebrado, porém foi feito um paliativo que precisa ser reparado.

8 – Vazamento no reservatório de água do limpador do para-brisa.

9 – Sistema cafs com problema (vazando óleo).

10 – Reservatório do óleo hidráulico da plataforma abaixo do nível de operação.

Conforme já relatado, a APA está com a manutenção em atraso, desta feita, 1 mês e 12 dias, e quanto mais tempo passa, sem as resolução destes problemas, o equipamento tende a se desgastar ainda mais. A viatura que é cara, necessita de sua manutenção em dia, para ser efetivamente utilizada face a sua importância, como já foi por demais demonstrada em suas atuações, até porque, qualquer valor se torna ínfimo, quando se trata de salvar vidas.

“Sabemos que com a dotação orçamentária que possui o CBMSE é difícil para o comando da corporação resolver estes problemas, por isso é importante que o Governo do Estado disponibilize recursos para tal fim e assim, fazer com que esta viatura retorne à sua importante operação o mais rapidamente possível, pois ela já demonstrou a sua importância, como por exemplo, no incêndio do Makro e de um apartamento no bairro Jardins”, pontuou o advogado Márlio Damasceno, conselheiro da OAB/SE e assessor jurídico da ASPRA.

Matéria do blog Espaço Militar