04/09/19 - 09:01:42

DEM pode lançar Garibalde Mendonça como alternativa para Aracaju

O deputado estadual Garibalde Mendonça segue filiado ao MDB sergipano, mas não esconde de ninguém que está “de saída” da legenda e que só irá aguardar uma liberação oficial ou uma “janela” para migrar para passar a compor os Democratas. Neste caso, não irá sozinho: o também deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB) é outro que pode trocar de legenda. Nos bastidores do mundo político do Estado, os nomes dos deputados Capitão Samuel (PSC) e Gilmar Carvalho (PSC) também foram “ventilados” no DEM.
A saída dos emedebistas foi motivada após o ex-governador Jackson Barreto (MDB) assumir a presidência do Diretório Municipal do MDB em Aracaju. Zezinho Guimarães, como já é de conhecimento público, não tem mais relação política com JB. Tornaram-se “desafetos” declarados; já Garibalde foi “rifado” do comando sem sequer ter sido consultado. Não se manifesta sobre o assunto, mas é nítida sua decepção com alguns quadros do partido. O primeiro sinal de sua saída é a filiação de seu filho que já deve assumir o Diretório Municipal do DEM na capital.
Semana passada, o presidente da Executiva Estadual Provisória do DEM, José Carlos Machado, acompanhou Garibalde e Zezinho em uma reunião com a senadora Maria do Carmo (DEM) em Brasília (DF), onde também já teriam sido apresentados a membros da Executiva Nacional. Aproveitaram para visitarem o ex-governador João Alves Filho que se encontra em tratamento de saúde, em seu apartamento na capital federal. E dentro dos Democratas há um projeto político estabelecido de que a legenda deve ter candidaturas próprias a prefeito no maior número de capitais em 2020.
E a chegada de Garibalde Mendonça ao partido consolidaria este projeto político da Executiva Nacional com uma possível pré-candidatura do DEM em Aracaju, para se contrapor à reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Neste sentido, o nome de Gilmar Carvalho também não pode ser desconsiderado, mas resta saber se o deputado estadual vai mesmo deixar o PSC. Por enquanto ele não tem tratado do assunto e nem tem buscado uma aproximação maior dos Democratas, mas tem reforçado o discurso de que está mantida sua pré-candidatura a prefeito da capital no próximo ano.
Em conversas com alguns políticos experientes, este colunista ouviu que o nome de Garibalde Mendonça seria bem quisto por uma parcela da população pelo seu estilo mais “equilibrado” de fazer política. Há também quem desconfie do deputado estadual e até reclame por não vê-lo na “linha de frente” defendendo os interesses dos aracajuanos. Mas é inevitável que o DEM, que já fez história na política de Sergipe, ainda tem muito “vivo” o “patrimônio eleitoral” de João Alves e de Maria do Carmo, que pode fazer a diferença em 2020.
As chegadas de Garibalde Mendonça e de Zezinho Guimarães resultariam em uma reformulação necessária no Diretório do DEM em Aracaju já visando a eleição municipal. Vereadores do partido que estão apoiando a reeleição de Edvaldo Nogueira devem ser liberados para se filiarem em legendas governistas e alguns nomes que estão sendo guardados sob absoluto sigilo devem ser anunciados como pré-candidatos a vereador da capital. E para disputar a Prefeitura, Garibalde certamente traria em sua proposta o que mais falta atualmente em Aracaju: gestão!

Alô, alô Deotap!
Quando este colunista acha que já viu de tudo nesse mundo, eis que se depara com o edital de licitação da Prefeitura de Aracaju (leia EMSURB) para a organização e manutenção das feiras livres realizadas em espaços públicos no município. Com todo respeito aos responsáveis pela gestão, assim como o lixo, essa “pauta” também virou um “caso de polícia!”.

Alô MP! Alô CMA!
Esse processo envolvendo a licitação das feiras livres de Aracaju, não custa lembrar que, na primeira licitação, já cancelada pela PMA, uma empresa concorrente foi desclassificada por uma servidora que não era membro da Comissão de Licitação e as outras quatro empresas apresentaram propostas com erros e o processo findou sendo anulado rapidamente.

Exclusiva!
Pois bem, eis o escândalo! No edital 01/2019 da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), sob a responsabilidade do presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas de Santana, e já cancelado pela PMA, foram estimados os valores pelos cinco lotes de feira que somavam o montante de R$ 162.413.263,20 (R$ 162 milhões) pela concessão dos serviços por um prazo de 10 anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Bomba!
Pasmem os senhores! No novo edital, lançado pela Emsurb, cuja sessão pública vai ocorrer no próximo dia 13, às 9 horas, a soma dos mesmos cinco lotes “desabou” para R$ 108.027.246,00 (R$ 108 milhões), ou seja, uma redução de R$ 54.386.017,20 (R$ 54 milhões) para continuar fazendo a mesma coisa. É isso mesmo que você está lendo: em três meses, a PMA reduziu a estimativa dos valores dos lotes das feiras em quase R$ 55 milhões e para a realização dos mesmos serviços! E qual a justificativa?

Escândalo!
Por muito menos, o Ministério Público Estadual e o DEOTAP promoveram uma “devassa” na Prefeitura de Aracaju, na gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM). Não custa lembrar que a Prefeitura de Aracaju está pleiteando, junto ao BID, um empréstimo de R$ 300 milhões e só nesta licitação das feiras o prefeito Edvaldo “estava torrando” mais de R$ 50 milhões para os mesmos serviços!

Qual a finalidade?
Como perguntar não ofende, se a primeira licitação não tivesse sido anulada, o que seria feito com esse montante de dinheiro “superfaturado” para a realização dos mesmos serviços? Qual seria o destino desses quase R$ 55 milhões? Em que ele seria aplicado? Isso é grave e precisa ser apurado!

E agora, José?
É inaceitável que os órgãos fiscalizadores de Sergipe silenciem sobre esse assunto! A Câmara de Vereadores, omissa até então, tem que se manifestar! Uma CPI é o mínimo que deve ser proposto! A promotora Euza Missano tem que pronunciar! Isso é caso para o DEOTAP, para a Polícia Federal e até a NASA investigarem! E vida a “qualidade de vida”! Resta saber de quem…

Lote por Lote I
Na primeira licitação, o primeiro lote de feiras tinha valor estimado de R$ 31.897.418,40 e agora (para o mesmo serviço) de R$ 21.734.792,40 (R$ 10 milhões a menos); no segundo lote o valor era de R$ 29.466.444,00 e agora (para o mesmo serviço) é de R$ 19.995.820,80 (R$ 10 milhões a menos); no terceiro lote o valor era de R$ 33.082.122,00 e agora (para o mesmo serviço) é de R$ 21.594.121,20 (R$ 11,5 milhões a menos);

Lote por Lote II
No quarto lote o valor era de R$ 36.812.419,20 e agora (para o mesmo serviço) é de R$ 23.978.085,60 (R$ 13 milhões a menos); e no quinto e último lote o valor estimado pela Prefeitura de Aracaju era de R$ 31.154.859,60 e agora (para o mesmo serviço) é de R$ 20.724.426,00 (R$ 11 milhões a menos). Isso é ou não é um escândalo?

Jony em BSB
O ex-deputado federal Jony Marcos (PRB) acompanhou o prefeito de Aquidabã, Dr. Mário Rodrigues (PRB) em BSB, no Ministério do Desenvolvimento Regional para “destravar” um recurso da ordem de R$ 300 mil que vai beneficiar o município com o calçamento do povoado Cruz Grande.

Incra
O superintendente do Incra, Gilson dos Anjos, anuncia a assinatura de 645 títulos de propriedade dentro do projeto de regularização fundiária implantado em Sergipe. Com esses títulos, os antigos posseiros passam a ser proprietários, agora com segurança jurídica. Os 645 títulos serão entregues nos municípios de Simão Dias e Campo do Brito. Cerca de 1,7 mil famílias já foram contempladas com esses títulos.
 
Barra dos Coqueiros
Circulou nessa terça-feira (3), uma pesquisa realizada pelo Instituto W1 na Barra dos Coqueiros, entre os dias 30 e 31 de agosto, que ouviu 400 pessoas, e o atual vice-prefeito Alisson Santos aparece na dianteira nas intenções para prefeito em 2020 com 18,4%, seguido de Alberto Macedo (14,8%), Gilson dos Anjos (13,5%), professor Roberto (10%), Pastora Salete (9,3%), Toinho Toyota (8%), Vevé (3%) e Paulo Silva (1,6%). 15,1% votariam em branco ou nulo e 6,3% não sabem ou não indicaram. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos.

Cabo Amintas I
Acabou a “mordaça” contra o vereador Cabo Amintas (PTB). Nessa terça-feira (3), o Tribunal de Justiça de Sergipe, por decisão unânime, negou o pedido formulado pelo Ministério Público Estadual que pedia a cassação do seu mandato parlamentar. Os desembargadores entenderam como “censura” a decisão anterior que o proibia de falar sobre as investigações em torno da “Máfia dos Shows” em Sergipe.

Cabo Amintas II
“Agora, corruptos desse estado, estou liberado para falar, então, se segurem porque vou pra cima de vocês feito um rolo compressor! Tenho dito e repito: Eu só recuo se for pra tomar impulso”, anuncia o vereador.

Inversão de valores
Com todo respeito ao MPE, mas a postura do órgão representa uma “inversão de valores”. Quando toda a sociedade sergipana ficou assustada com os rumores de suposto superfaturamento de shows no Estado, conforme veiculação nacional, os promotores, ao invés de investigarem o caso, decidiram punir um dos denunciantes. Isso já seria caso de uma intervenção do Conselho Nacional em Sergipe, ou não?
Tribuna é inviolável
Outra coisa que deve ser questionada: como o Judiciário, com todas as suas prerrogativas, decide o que o vereador pode ou não falar na tribuna da Câmara Municipal? Ela não é, constitucionalmente, inviolável? Por que não se pode investigar e se aprofundar sobre a contratação de shows em Sergipe? Fala Cabo Amintas!

R$ 300 milhões
O plenário do Senado aprovou, no início da noite dessa terça-feira, o Projeto de Resolução 79/2019, que autoriza a Prefeitura de Aracaju a contratar empréstimo de 75 milhões de dólares – cerca de R$ 300 milhões – junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A matéria irá agora para promulgação. Mais cedo, a proposição já havia sido aprovada, por unanimidade, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Edvaldo Nogueira I
O prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou, em Brasília, a votação da proposta. Os recursos se destinam ao “Programa de Requalificação Urbana da Região Oeste de Aracaju – Construindo para o Futuro”. O financiamento prevê uma série de obras de infraestrutura em diversos bairros da cidade, sendo a principal delas a construção da avenida Perimetral Oeste, que desafogará o trânsito na avenida Euclides Figueiredo. O projeto inclui ainda a construção de 420 unidades habitacionais, escolas, equipamentos de saúde e praças e a revitalização completa do Parque Augusto Franco (Sementeira).

Edvaldo Nogueira II
“Hoje foi um dia histórico para Aracaju no Senado. Estou muito feliz. Pela manhã, a CAE aprovou o nosso projeto por unanimidade. E agora à noite, o plenário aprovou este empréstimo que será muito importante para a nossa cidade. São 75 milhões de dólares que vão ser aplicados em obras que darão mais qualidade de vida ao nosso povo. Agradeço aos senadores Alessandro e Rogério que trabalharam tanto na comissão quanto no plenário. Foi de Rogério o pedido de urgência para a votação. Agradeço ao senador Veneziano, que foi o relator; ao líder do governo, Fernando Bezerra, enfim, a todos que estão tornando este sonho realidade”, declarou o prefeito.

Alessandro Vieira I
Em plenário, o senador Alessandro Vieira externou seu agradecimento pela aprovação do projeto. “Agradeço em nome de Aracaju e em nome do prefeito Edvaldo Nogueira, que esteve aqui presente agradecendo a presteza e a mobilização do Senado em favor deste projeto”, disse.

Alessandro Vieira II
Mais cedo, na CAE, Alessandro Vieira destacou a atuação de Edvaldo na recuperação financeira da capital. “A possibilidade de Aracaju acessar estes recursos são resultado de um trabalho de recuperação financeira muito expressiva do prefeito Edvaldo. Não faço parte do grupo político do prefeito, mas o interesse do sergipano está acima de qualquer coisa e estou ajudando os gestores eleitos a entregarem o melhor serviço à população”, declarou o parlamentar.

Rogério Carvalho
O senador Rogério Carvalho também agradeceu a todos os senadores e parabenizou o prefeito “por esta conquista que vai mudar a face de Aracaju”. Durante a sessão da CAE, Rogério ressalvou a necessidade dos recursos para obras de grande impacto na vida dos que mais precisam. Foi de autoria do parlamentar, inclusive, o pedido de urgência para a votação da proposta no plenário do Senado. “O prefeito Edvaldo Nogueira, com certeza, fará bom usos destes recursos e ajudará a melhorar a vida de milhares de aracajuanos”, disse.

Adepol
A diretoria da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE) prestigiou o lançamento do livro do Delegado Ronaldo Marinho. O evento aconteceu na Livraria Escariz e reuniu amigos, familiares e colegas de profissão. A obra, intitulada “Corte Penal do Mercosul: enfrentando as organizações criminosas transnacionais”, da Editora Lumen Juris, analisa os Tribunais/Cortes internacionais permanentes, apresentando formação, competência e estrutura, identificando o fenômeno da justicialização dos direitos humanos e da consolidação da justiça penal internacional, com vistas à construção de Cortes penais supranacionais para enfrentar as Organizações Criminosas transnacionais.

Ronaldo Marinho
“O livro vem discutindo o crescimento das organizações criminosas transnacionais e de que forma elas acabam afetando a própria democracia, afetando o desenvolvimento dos países, porque a atividade ilegal que exclui possibilidades de desenvolvimento econômico e social dos países diminui emprego, a renda e causa uma série de problemas. O enfrentamento desse tipo de organização somente com a união de vários estados”, explica o autor.

Isaque Cangussu
O presidente da Adepol, o Delegado Isaque Cangussu, prestigiou o evento e ressaltou a competência do colega de profissão. “É com bastante felicidade que nós da diretoria da Adepol prestigiamos mais um lançamento da literatura jurídica concebido por um colega Delegado de Polícia. O Dr. Ronaldo Marinho é um conceituado professor de Direito e um Delegado de Polícia que dignifica a nossa carreira”, pontuou Isaque Cangussu. Também prestigiaram o evento, o vice-presidente jurídico da Adepol, o Delegado Adelmo Pelágio, e a secretária-Geral da entidade, a Delegada Flávia Félix.

Turismo
O deputado estadual Luciano Pimentel (PSB) cobrou do governo do Estado e da prefeitura de Aracaju mais investimentos para o turismo. Ele chegou a concordar com a avaliação do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), dando conta que o turismo no País é “vexatório”.

Luciano Pimentel
“Tenho que concordar com o presidente. Em 2018 nós recebemos 6,4 milhões de turistas, sendo que só da Argentina foram cerca de 2,5 milhões; mais 500 mil do Chile; 400 mil do Paraguai; e uns 400 mil do Uruguai; dos Estados Unidos foram 538 mil. A Ilha de Tenerife na Espanha, com 150 km2, recebeu cerca de 5 milhões de turistas no ano passado. E em termos de divisas recebeu ainda mais que o Brasil”, criticou o deputado.

Reunião no RJ
Luciano Pimentel disse que tem estudado sobre o tema, que tem buscado dar sua contribuição, estudando, ouvindo e levantando informações. Pontuou que  foi eleito na Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais) como secretário nacional de Turismo e Desenvolvimento Social. “Já vamos ter uma primeira reunião no próximo dia 19, no Rio de Janeiro, com parlamentares que trabalham com o turismo em todo o Brasil”.

Empenho da ABIH/SE
Luciano Pimentel disse que precisava fazer observações sobre o turismo em Sergipe. Disse que, a partir de agora, a Secretaria de Turismo está buscando responder, de uma forma mais profissional. Registrou também o empenho da ABIH/SE (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Sergipe), presidida pelo empresário Antônio Carlos Franco Sobrinho, que com recursos próprios está promovendo as potencialidades turísticas de Sergipe.

Somação
Luciano disse ainda que na visita ao município de Florianópolis (SC), constatou que no mercado municipal existem espaços onde as rendeiras produzem e contam com um balcão para comercialização, bancado pela prefeitura. “Vi unidades de apoio aos turistas em pontos da cidade, no mercado. Acho que o Estado tem que fazer a parte dele, mas as prefeituras municipais também precisam ajudar, em especial a de Aracaju. Cidades do interior já estão se alinhando tentando formar um roteiro para o turismo”.

Orlandinho e Silvinha
“Quem não lembra de Canindé do São Francisco, da gestão de Orlandinho Andrade (in memoriam) que tinha uma técnica em Turismo, Silvinha (in memoriam), que fazia um trabalho belíssimo e morreu muito jovem. Canindé era alvo de divulgação em todos os eventos no Brasil. Hoje vemos o turista passar por lá e ir para Piranhas (AL). Estão aproveitando o trabalho que foi feito por Orlandinho e Silvinha, que amava o turismo e conhecia sobre o assunto”, comentou o deputado.
 
Alô PMA!
Luciano Pimentel citou que a Secretaria de Turismo é dirigida por um jovem que tem interesse pela área, mas não tem apoio e recursos necessários. O deputado citou que a cidade conta com muitos empreendimentos como hotéis e restaurantes bons, mas lembrou que a prefeitura precisa atuar mais. O parlamentar exibiu um vídeo produzido pela ABIH promovendo o destino Sergipe. “Precisamos atrair mais turistas para o nosso estado. Precisamos vender o destino Sergipe para atender os hotéis, para gerar emprego e renda”, disse, lamentando a ausência da Prefeitura de Aracaju nas feiras de turismo. A deputada Maria Mendonça (PSDB) se somou ao discurso de Pimentel.

Gilmar Carvalho I
Com a chegada do Projeto de Lei Complementar Nº 10/2019, de autoria do Poder Executivo e que permite o pagamento do subsídio dos servidores militares aos policiais reformados, o deputado estadual, Gilmar Carvalho (PSC), informou que apoia integralmente a proposta do governo. “Peço ao senhor presidente que deixe registrado em ata o meu posicionamento em relação ao projeto relacionado ao subsídio dos militares reformados de apoio integral, de concordância integral. Eu li integralmente o projeto”, defendeu.

Gilmar Carvalho II
Encampada pelo parlamentar em parceria com a Associação de Militares do Estado de Sergipe, o direito adquirido pelos militares reformados foi confirmado após assinatura de Termo de Ajustamento de Gestão entre o Governo do Estado e o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe.

Iran Barbosa I
O deputado estadual Iran Barbosa (PT) destacou a Assembleia Geral 2019 promovida pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente de Sergipe (FEPETI/SE), com o tema “A importância da infância no desenvolvimento do cidadão e cidadã: criança não deve trabalhar, infância é para sonhar”.

Iran Barbosa II
Iran pontuou que o evento atraiu pessoas da capital e do interior para debater sobre questões relativas ao enfrentamento do trabalho infantil que é um tema que eu vou me aprofundar aqui na Assembleia Legislativa sobre a defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Iran Barbosa III
“Fiz questão de reafirmar o compromisso no enfrentamento do trabalho infantil que termina resultando no abandono da escola. Se não há o processo de escolarização adequado, termina comprometendo a construção dos sonhos, a possibilidade de futuro para as crianças. Fui empenhar meu compromisso como educador, do meu mandato. É uma pauta que nós representamos e que acreditamos. A criança tem que ter a oportunidade de brincar, estudar e sonhar”, comentou o deputado.

Investimento ridículo
O petista acha que muitas famílias infelizmente não têm condições de manter suas crianças e adolescentes sem trabalhar e essa é a hora que o Estado tem que chegar com políticas públicas contra o trabalho infantil. “Como membro da Comissão de Educação e Cultura vou fazer esse debate. O que Sergipe investe em Cultura é algo ridículo! O resultado disso é o trabalho precoce de crianças, que são colocadas no mercado de trabalho muito cedo”.

Ciclo de Pobreza
Iran disse que ministrava aulas em uma Escola do Conjunto Orlando Dantas e muitas crianças faltavam às quartas-feiras porque iam fazer carrego na feira do bairro. “Iam trabalhar para ajudar os pais na venda de verduras. Se os pais tivessem condições, certamente elas estariam na escola. Isso gera um ciclo de pobreza que precisa ser contido. Temos que nos somar ao Ministério Público do Trabalho nesta campanha. Temos que enfrentar esta realidade e buscar uma reformulação no orçamento destinado à infância”.

CRÍTICAS E SUGESTÕES
[email protected] e [email protected]