11/09/19 - 13:10:48

BR-101 E TURISMO DE SERGIPE GERAM DEBATE ENTRE OS DEPUTADOS NA ALESE

Um dos temas que mais gerou debates na Assembleia Legislativa, nessa terça-feira (10), foi a situação em que se encontra a BR-101 em Sergipe, sobretudo, o risco de contingenciamento dos recursos das obras em andamento pelo governo federal. Os deputados manifestaram insatisfação com o ministro de infraestrutura, Tarcísio Freitas, que se comprometeu em viabilizar a duplicação com os deputados federais e senadores sergipanos. Durante o debate, também se tratou da necessidade de promover políticas mais efetivas voltadas para o turismo do Estado.

O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB) fazia uso da palavra na tribuna e recordou que chegou a ser criticado por ter sido “duro” com o ministro de infraestrutura durante o Encontro com a bancada. O parlamentar pontuou que já são 26 anos sem uma estrada para os turistas virem para Sergipe e registrou o acidente recente em um trecho da BR-101 envolvendo a esposa e o filho do prefeito de Propriá. “Quase que o deputado Luciano Pimentel (PSB) perdia dois eleitores na BR! Isso é um escárnio e a classe política de Sergipe deveria ter vergonha e não votar nada!”.

Zezinho foi ainda mais longe e disse que viu senador “bater palmas” para ministros. “São 200 km! Se fizessem um palmo por dia já tinham terminado! Isso é brincadeira! Aí quer turismo como? Nossos turistas vêm de Recife (PE), Maceió (AL), Salvador (BA) e de outros municípios. Eles vêm de quê? Vêm de carro com a família! Disse ao governador para não cair na besteira de abrir mão de receita com o ICMS do querosene da aviação. Aquilo é um monopólio! Ficam fabricando números e o que mudou? Quantos voos chegaram? Se desse prejuízo não brigavam tanto para não deixar outro entrar após a saída da Avianca”.

Por fim, Zezinho Guimarães defendeu que a classe política passe a “pensar Sergipe” e avaliar que o Turismo é um instrumento importante, mas que nesse ponto o Estado vem perdendo para a Bahia, Alagoas, Pernambuco e outras unidades da Federação. “Não venham falar de turismo se não tiver a BR-101 duplicada! Não adianta falar em barquinho porque o turista não vem! O ministro disse que a obra era uma prioridade 25 anos depois! É um irresponsável! Sergipe está ilhado, ninguém pode ir para canto algum porque pode morrer. Tem que tomar uma providência. É lamentável a inércia dos nossos senadores”.

Em aparte, o deputado Capitão Samuel (PSC) disse que, conversando com o proprietário italiano de um restaurante em Aracaju, tomou conhecimento da perda de uma grande oportunidade para se promover o destino Sergipe. “A Bahia pagou R$ 250 mil para a divulgação de seu turismo no Canal Discovery Chanell; por amizade, esse empresário conseguiu que a divulgação de Sergipe custasse apenas R$ 30 mil. Mas não teve dinheiro para fechar esse convênio e perdemos a oportunidade de apresentar nossas belezas no Discovery”.

O também deputado Rodrigo Valadares (PTB) disse que a diminuição do ICMS sobre o querosene da aviação é algo importante, mas que o governo precisa ir além. “É preciso organização, um calendário de eventos, revitalização dos nossos principais pontos. Meu pai (Pedrinho Valadares – in memoriam) foi o secretário de Turismo da revitalização da Orla de Aracaju, da chegada dos restaurantes naquele espaço, da cidade do chorinho em Laranjeiras, da cidade da seresta em São Cristóvão. Perdemos o destino Canindé do São Francisco! Hoje os turistas que visitam o nosso Cânion de Xingó se hospedam em Piranhas (AL). A duplicação da BR-101 é fundamental, mas não dá para botar a conta apenas em um governo de oito meses. São quase 30 anos de espera”.

Zezinho Sobral

O líder do governo na Alese, deputado Zezinho Sobral (PODE), também se somou na discussão sobre a demora para a duplicação da BR-101. “Estavam na reunião com o ministro a bancada federal, os três senadores Maria do Carmo (DEM), Alessandro Vieira (Cidadania) e Rogério Carvalho (PT). Alessandro disse que nossa bancada no Senado tem o mesmo tamanho de São Paulo. O ministro disse que costumava trafegar por aqui de carro para ir ao Ceará. Assumiu o compromisso e colocou no twitter que seriam 25 km até 2019”.

Zezinho Sobral disse que ficou frustrado quando tomou conhecimento pelo deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) de que os recursos federais para a BR-101 seriam suspensos. “Esse ministro vai pagar caro! Eu estou acostumado a ouvir gente de palavra! Ouvi que ele era o melhor ministro do governo de Jair Bolsonaro. Estamos falando do trecho em que mais morre gente no Brasil! A nossa bancada federal tem que responder a isso cobrando, diariamente, na tribuna, chamando de mentiroso porque ele (ministro) assumiu um compromisso com Sergipe”, lamentou.

Sobre o turismo, Zezinho Sobral disse que o trade sergipano defende que o governo invista em propaganda fora do Estado para atrair turistas. “O trade só fala disso! Estive em uma reunião com o secretário-adjunto da Embratur e deve ouvir novas formas de chegar aos turistas. O nosso maior problema é a legislação ambiental nefasta com uma portaria que transformou Sergipe na reserva de Alagoas e Bahia. Não podemos construir nada em nosso litoral. Temos que trabalhar para modificar isso”.

Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Foto: Jadílson Simões