11/09/19 - 06:01:33

PORTO: GOVERNO, CENCOSUD E ADMINISTRADORA ALINHAM DEMANDAS

A operacionalização de contêiner do tipo DTA no Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), Porto de Sergipe, como base de importação e exportação no Estado foi discutida na manhã desta terça-feira, dia 10, em reunião entre a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ), a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (SEDETEC), a empresa VLI Logística, administradora do terminal marítimo, e a empresa Cencosud.

A reunião é a continuidade das tratativas do Governo, no sentido de oferecer estrutura para a movimentação de cargas e viabilizar, o quanto antes, as adequações do terminal marítimo, para promover a integração das indústrias e empresas sergipanas com as empresas que realizarão operações com o Porto de Sergipe.

O alinhamento das ações da VLI Logística, administradora do Terminal Marítimo Inácio Barbosa, com as demandas do Governo é essencial para a política de desenvolvimento do Estado, assegurando o fluxo de embarcações, o aumento das transações portuárias em Sergipe e os investimentos na expansão da estrutura do porto.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, José Augusto Carvalho, explica que a Sedetec tem acompanhado de perto e cobrado adequações no Terminal Marítimo Inácio Barbosa para atender as novas demandas do Estado de Sergipe. Ele avalia que a reunião foi bastante positiva. “Foram dados novos encaminhamentos para todos os envolvidos e tenho certeza que, em um breve espaço de tempo, teremos equacionado a situação”, pontua.

O secretário de Estado da Fazenda, Marco Antonio Queiroz, que estava acompanhado pela superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, comentou que há um esforço do governador Belivaldo Chagas em oferecer as melhores condições para utilização do terminal marítimo e fortalecer a competitividade do Estado frente a outras unidades da federação.

“Está sendo feito todo um estudo de viabilidade para implementação de uma política tributária que dê suporte à infraestrutura que o estado de Sergipe está oferecendo, não só para a atração de novas empresas e indústrias que utilizem o terminal, mas principalmente a viabilização de projetos paralelos que possam ser executados a partir da movimentação de cargas e da instalação dos empreendimentos que funcionarão no entorno do porto”, comenta.

Uma nova reunião será realizada nas próximas semanas para acompanhar a evolução das tratativas que estão sendo conduzidas pelo Governo, especialmente as questões de desembaraço e liberação de mercadorias em contêiner, bem como levantamento de demandas de empresas e de importação e exportação.

Foto: Arturo Paganini

Sedetec