17/09/19 - 04:59:51

“Travou Aracaju”! Edvaldo consegue piorar o trânsito que já era ruim!  

“A cidade parou, está tudo travado, volta Edvaldo, volta Edvaldo! A rua esburacada é lixo pra todo lado, volta Edvaldo, volta Edvaldo! Chama o Edvaldo que ele volta, para nos mostrar uma saída; Chama o Edvaldo que ele volta, mais qualidade de vida!”. Para o leitor que não está entendendo, foi com este “jingle” que o então candidato a prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), ao lado da hoje vice-governadora Eliane Aquino (PT), voltou à Prefeitura Municipal em 2016.

A “promessa” não consegue superar o “chegou para resolver” do “galeguinho” Belivaldo Chagas (PSD), mas para quem esperava uma “revolução” na gestão de Edvaldo Nogueira, pode-se dizer que o seu maior êxito em quase três anos de mandato é pagar os salários do funcionalismo em dia! Problemas já enumerados por este colunista se acumulam. A licitação do transporte não saiu do papel, a da coleta do lixo virou caso de polícia, a das feiras-livres é a mais “politizada”…

Edvaldo prometeu “qualidade de vida” para o povo de Aracaju, mas, pelo visto, estava se referindo ao seu agrupamento político. Para quem não tem conhecimento, hoje a gestão da PMA já tem mais cargos comissionados que na gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM), diga-se de passagem, extremamente monitorada e fiscalizada pelo Ministério Público. Hoje em dia, os promotores de Justiça estão focados em “outras causas coletivas”…

No “jingle”, Edvaldo fala em “rua esburacada”! Parece piada, e seria cômico, mas é trágico! Segundo o radialista e deputado Gilmar Carvalho (PSC), hoje a capital sergipana é “a cidade mais esburacada do Brasil”! É tanto que o prefeito prometeu a população que, em dois meses, nós teríamos a “Aracaju sem buracos”! O tempo passou e a empresa responsável pelo “emergente” recapeamento da Avenida Beira Mar, na zona Sul da cidade, “fingia que recebia” enquanto a PMA “fingia que pagava”! Em meio à essa “celeuma”, o povo já sofria com uma obra que vem se arrastando desde o aniversário do prefeito, em janeiro passado.

Mas tudo isso ainda era pouco para o que estava porvir: lembram-se do início do “jingle” da campanha de 2016? “A cidade parou, está tudo travado”? Edvaldo conseguiu, recentemente, mais uma “façanha”: piorou o que já estava ruim e Aracaju perdeu completamente sua mobilidade e viabilidade em vias estratégicas que ligam diversos bairros ao centro da capital! Edvaldo “travou” Aracaju e os excessivos congestionamentos representam sim, sem exagero, uma tremenda falta de respeito com o povo que paga impostos!

Além do recapeamento asfáltico da Avenida Beira Mar não ser uma “prioridade”, tendo em vista que muitos bairros periféricos da cidade, como o Augusto Franco, por exemplo, clamam com tantos buracos e a ausência do poder público, a obra sendo realizada em “horários de pico” tornou um “caos” dirigir por várias ruas, sobretudo pelos bairros Salgado Filho, 13 de Julho e São José. Por que não à noite? A população tem que sofrer? Tem que “ver” a obra? Isso é ser “moderno”? Seria bom que quem hoje sofre horas em “congestionamentos”, lembrasse disso em 2020…

Veja essa!

Tão ruim quanto o “chegou para resolver” do governador Belivaldo Chagas na eleição de 2018 é a “qualidade de vida” prometida por Edvaldo Nogueira em 2016. Falou tanto do ex-prefeito João Alves Filho (DEM) e hoje dirigir na cidade é mais do que um desafio: é um verdadeiro teste de paciência e resistência…

E essa!

Com o “urgentíssimo” recapeamento da Avenida Beira Mar, em Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira transferiu um volume grande de veículos para outras vias alternativas da região central da cidade que, por serem muito estreitas, estão resultando em diversas colisões entre veículos.

Dois registros

Nessa segunda-feira (16) este colunista tomou conhecimento de uma colisão envolvendo dois veículos na Rua Itabaiana, que obrigou um desvio temporário, fato que congestionou ainda mais o transito na região; outro pequeno incidente, envolvendo dois veículos, foi registrado na Avenida Pedro Valadares, em horário de pico, no trecho da Francisco Porto ao shopping Jardins.

Meia pista

A Prefeitura de Aracaju alerta que, nesta terça-feira (17), das 5 às 17 horas, o trânsito nos dois sentidos, entre o cruzamento da Avenida Francisco Porto à Rótula do Caju e vice-versa, ficará em meia sendo controlado pelos agentes da SMTT. É mais congestionamento à vista na cidade que tem de tudo, mas está longe de conhecer o que é “qualidade de vida”…

Exclusiva!

Chega a informação para este colunista que uma empresário de Salgado, desconhecido do ramo de feiras-livres, teria apresentado o menor preço e, possivelmente, faturado os cinco lotes que estavam disponíveis para a licitação na última sexta-feira (13), pela Emsurb. O primeiro processo licitatório foi suspenso e, 30 dias depois, o segundo foi realizado com um valor global inferior em mais de R$ 50 milhões…

Bomba!

Como este colunista não é “baú” para guardar segredos, em meio a este ramo de feiras livres, veio à tona a informação que um conhecido empresário sergipano, que tem contratos com o setor público, inclusive a PMA, estaria de pronto para tentar assumir este novo desafio, mas “extraoficialmente”. Não que seja algo “ilegal”, mas até onde se comenta, após tantas polêmicas, o “sujeito” prefere que não se propague. A coluna vai aguardar informações mais concretas para confirmar para o leitor…

André distante I

Por mais que mantenha uma agenda de compromissos, quase que semanal em Sergipe, entregando maquinários e outros benefícios ainda conquistados no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), o ex-deputado André Moura, de fato, está distante do mundo político sergipano.

André distante II

André Moura, diga-se de passagem, aparentemente vem fazendo um grande serviço como secretário-chefe do Gabinete do Estado do Rio de Janeiro em Brasília (DF). Tem um grande poder de articulação, movimenta-se como ninguém em BSB e ainda ajuda muitos prefeitos do interior sergipano na capital federal. Mas para quem tem “história” na política de Sergipe, não é exagero pontuar que André está fora, por enquanto…

Estratégia?

Após a surpreendente derrota nas urnas em 2018, quando aspirava o Senado Federal, André Moura decidiu reconstruir sua trajetória. O convite do Rio de Janeiro “chegou na hora certa” e o sergipano tem o respeito e a confiança do governador carioca. Talvez esteja “ganhando tempo” para retomar o “fôlego” no ano eleitoral. Mas se ficar muito distante, já sabe: nosso eleitorado não perdoa.

E agora, PSC?

Como se não bastasse, o PSC lançou o deputado Gilmar Carvalho como pré-candidato a prefeito de Aracaju em 2020, mas não deu continuidade ao projeto. Aliás, pelo visto o partido não confia no político e vice-versa. Agora se o “Cancão” conseguir uma autorização na Justiça para sair, pode até arriscar seu mandato na Alese, mas e como vai ficar o PSC? Qual é o projeto do partido?

Valdevan 90

Este colunista não conhece o deputado federal Valdevan 90, mas justiça seja feita, ele foi eleito para exercer seu mandato e, mesmo sob uma liminar, está fazendo seu trabalho em Sergipe e em Brasília. O que fica difícil entender é como um partido aqui no Estado como o PSC se permite correr o risco de desfiliar um deputado federal, “objeto de consumo” por todas as legendas que precisam de representação em BSB. Política se faz somando…

E agora, PSDB?

Na mesma linha o PSDB, uma das maiores legendas do Brasil, em Sergipe tudo indica que também deva perder alguns quadros importantes até meados de 2020. Sem representação federal do Estado, qual a alternativa para Aracaju, por exemplo?

Renovação

Não é a toa que alguns políticos do Cidadania e, inclusive, o deputado Rodrigo Valadares (PTB), que também controla o Diretório do PSL, estão conquistando mais espaços na mídia. E não é apenas porque têm mandatos, mas porque atuam em conjunto e em sintonia com a realidade dos sergipanos e aracajuanos. Na política ou se renova, se atualiza, ou fica para trás…

Machado e o DEM

Justiça seja feita se tem um partido que tem ganho dimensão grande em Sergipe é o DEM. Especula-se sobre a chegada de três ou quatro deputados estaduais. Mesmo com a legenda em profunda reconstrução, graças a José Carlos Machado e à senadora Maria do Carmo. Agora, como a legenda precisa se apresentar como alternativa para a capital desde já. Caso contrário, “produto enlatado” ou “congelado” não fica pronto “da noite para o dia”. Tem que ter planejamento…

Agente Prisional

Chega a informação que aprovados no último concurso do Governo do Estado para o cargo de agente prisional ainda aguardam o chamamento por parte do governador. Enquanto isso não custa lembrar que o contrato de prorrogação já terminou. Como perguntar não ofende nunca, ele será renovado?

AMESE I

A Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese) ingressou com ação judicial com obrigação de fazer (processo 201940902990) para que a Prefeitura Municipal de Aracaju realize as obras de recapeamento da Avenida Beira-Mar no horário situado entre às 19h e 5 horas.

AMESE II

Em seu pedido, a AMESE demonstra com vasto conteúdo probatório que a realização da referida obra se encontra em desacordo com vários itens do Código de Trânsito Brasileiro, prejudicando, de forma abusiva, o direito de ir e vir dos cidadãos aracajuanos. Para além das diversas infrações de trânsito realizadas pela prefeitura, a AMESE ainda acrescenta na petição judicial os inúmeros transtornos causados a todos aqueles que se deslocam pelos trechos da avenida em reparo, especialmente nos horários de pico quando a situação fica insustentável.

Fala Vieira!

Para o presidente da AMESE, o sargento Jorge Vieira, “entendemos que a realização da obra é essencial para a mobilidade urbana. Isso é inquestionável. O que cobramos do prefeito Edvaldo Nogueira é respeito ao munícipe. Diversas prefeituras, país afora, realizam suas obras no turno noturno para não prejudicar o constitucional direito de ir e vir do cidadão. Além disso, em nenhum trecho da via, a prefeitura informa a duração da obra. Isso para não falarmos do descumprimento de diversos itens do Código de Trânsito Brasileiro”.

Obra legal I

Noticiada a realização de grande obra para implantação de empreendimento na Av. Melício Machado e considerando a decisão liminar, datada de 2009, proferida nos autos da Ação Civil Pública, a Juíza titular da 1ª Vara da Justiça Federal em Sergipe (JFSE), Telma Maria Santos Machado, determinou à Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) que apresentasse informações e documentos referentes à obra lá realizada.

Obra legal II

A Emurb, inicialmente, informou ter licenciado as obras referentes à construção de um empreendimento do tipo hipermercado atacadista e varejista (Assaí) e que tal obra não estaria inserida na área objeto da vedação determinada pela medida liminar proferida. Diante de tais informações e por constatar que a obra em questão está, em verdade, inserida na área alcançada pelos efeitos da decisão liminar, a Juíza Federal da 1ª Vara determinou a imediata suspensão do licenciamento concedido e paralisação das obras lá realizadas.

Entenda

A determinação seguiria até que a empresa pública apresentasse as informações relativas ao empreendimento, especialmente no que diz respeito às soluções de drenagem pluvial e de esgotamento sanitário, a fim de que pudesse ser devidamente analisado pelo Juízo o respeito à decisão liminar supracitada.

Obra autorizada

Após a Emurb ter apresentado toda a documentação referente ao processo administrativo do hipermercado em questão, inclusive a demonstração de que o empreendimento estará servido de rede pública de drenagem pluvial, por meio do Canal Costa do Sol, construído nas proximidades, e de sistema de coleta de esgotamento sanitário, implantado pela Deso, a Magistrada autorizou, em 11/09/2019, a continuidade do licenciamento das obras do empreendimento.

Condições
A juíza Telma Machado condicionou o licenciamento autorizado à observância de alguns parâmetros, quais sejam: que sua rede de drenagem pluvial promova o lançamento de suas águas diretamente na lagoa do Conjunto Costa do Sol, integrante da rede de drenagem lá existente; e que o sistema de esgotamento sanitário do empreendimento esteja interligado à rede coletora da Deso indicada como existente no local, consoante projetos e licenciamento ambiental apresentados.

Sindijor I

Foi empossada na noite dessa segunda-feira (17), a nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas do Estado de Sergipe (Sindijor). O presidente eleito, Edmilson Brito, assume o comando que vinha sendo exercido por Paulo Souza que, diga-se de passagem merece um registro especial deste colunista e de toda a classe de imprensa.

Sindijor II

Para este colunista, que é sindicalizado e é jornalista com diploma, Paulo Souza deixa uma grande contribuição a frente do Sindicato, sempre levantando a bandeira da defesa do profissional de comunicação em seu ambiente de trabalho. Pela preservação e valorização do exercício da profissão. Fica o agradecimento público e um gesto de muita gratidão pela defesa das nossas prerrogativas.

Emdagro

Que a situação financeira do governo é de “penúria”, isso não é novidade para ninguém. Agora, com todo respeito, “galeguinho”, o Estado não ter recursos para reformar a garagem da Emdagro no município de Simão Dias? Para transformar o espaço em sala de reuniões, alguns servidores estão fazendo “cotinha” de tinta para a parede e para o piso, além de buscar doações de cadeiras de plástico para a entidade. A turma tá doando R$ 10. É mole?

Alô Poço Verde!

Os servidores da Prefeitura realizaram um protesto na cidade aguardando uma posição do prefeito municipal. Até essa segunda-feira (16), alguns funcionários não haviam recebido seus salários de Agosto e, segundo informações, o 13º salário proporcional está atrasado desde o mês de Maio. Para justificar a Prefeitura fala que o FPM do último dia 10 veio zerado. Agora se o servidor não pagar os impostos em dia…

Bienal do Livro I

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) destacou o sucesso da V Edição da Bienal do Livro em Itabaiana. A parlamentar falou da grandiosidade do evento em desenvolver o potencial cultural dos municípios sergipanos e fez referência aos organizadores pela iniciativa.

Bienal do Livro II

Ao fazer o registro Maria Mendonça citou os organizadores Jamisson da Itnet, Honorino Júnior da Revista Perfil e Carlos Eloy da FM Itabaiana e do Portal 93 Notícias. “A Bienal do Livro de Itabaiana é fruto de uma ideia brilhante de três jovens sedentos por cultura que, em 2009, criaram o evento. 10 anos depois alcançamos o ápice, superando todas as expectativas com mais de 100 mil pessoas registradas no shopping Peixoto para visitar e prestigiar o evento”.

Maria Mendonça

A deputada pontuou que esta edição trouxe algumas inovações, como o BIENS, por exemplo, uma espécie de vale-livro que a organização distribuiu com as unidades de ensino e com os professores para que os alunos possam usar a cédula para comprar um livro na praça dos escritores por R$ 20. “A partir daí, aquele jovem vai ler e repassar o livro para os colegas. Um ônibus que levou 50 estudantes e comprou 50 livros, vai resultar em uma experiência fantástica, quando todos vão poder trocar experiências. Uma ideia fantástica patrocinada pelos empresários da nossa cidade”.

Sucesso absoluto

Maria Mendonça enfatizou que esta edição foi sucesso absoluto e que foi iniciada na quarta-feira (11) e se estendeu até o domingo (15). Ela destacou ainda a apresentação da cantora sergipana Amorosa e do grupo de percussão Batalá. “Foi um espetáculo belíssimo com a entrega do Falcão de Ouro, um honraria instituída por eles com um falcão de ouro entregue a diversas personalidades que estiveram lá presentes. A estrutura montada preenchia um espaço extraordinário denominado João Oliva, que dava ao visitante e ao poeta toda a comodidade. Para ter acesso ao palco, era só se cadastrar. Era aberto a todos. Foi maravilhoso”.

500 livros vendidos

“Conseguimos vender 500 livros em apenas cinco dias. Não precisamos de best-seller na bienal. Tivemos o lançamento de diversos livros com apresentações de corais, diversas apresentações, show com artistas locais, ballet e hip hop. Muitas crônicas atividades de teatro, poemas e várias peças apresentadas com um trecho do Alto da Compadecida, por exemplo”, completou a deputada valorizando a diversidade cultural nos seus mais variados aspectos.

“Melhor que no RJ”

Por fim, Maria Mendonça enfatizou a homenagem ao jornalista Ivan Valença e enalteceu a importância da Bienal do Livro para o envolvimento das crianças. “Nossa Bienal foi maior que a do Rio de Janeiro! Não foi registrado sequer um ato negativo em cinco dias de evento. Não tivemos polêmicas mesmo com tantas pessoal. Isso foi extraordinário”, concluiu registrando a apresentação da Orquestra Sinfônica Filarmônica Nossa Senhora da Conceição”. Os deputados Georgeo Passos (Cidadania) e Adaílton Martins (PSD) elogiaram o discurso e destacaram a grandiosidade desta edição da Bienal do Livro de Itabaiana.

Nubem Bonfim

O amigo e jornalista Nubem Bonfim apresenta seu podcast sobre política sergipana. “O primeiro foi sobre Nossa Senhora do Socorro. O segundo episódio analisou a sucessão em Lagarto. Agora foi a vez de Estância com o programa “Beco dos Cocos, Política Sergipana. São quatro minutos em média de comentário com humor e muita descontração. São abordados os aspectos paroquiais da Cidade, a disputa ferrenha. A coluna deseja sucesso ao colega comunicador.

Falando em Estância

Segundo o portal Hora News, o Sindicato dos Servidores Públicos de Estância e Arauá (Sindseme) tem recebido com preocupação as denúncias que envolvem o estado crítico e insalubre do Arquivo Público Municipal de Estância, cuja gestão é de responsabilidade da Prefeitura Municipal por meio da secretária de Administração, Tereza Costa.

Abandono

O cenário atual é de abandono e de preocupação, com uma grande quantidade de documentos importantes para a história do município amontoados sem o mínimo de estrutura para manter a qualidade dos materiais e da jornada de trabalho dos servidores públicos.

 Consórcio I

O projeto apresentado pelo Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco (CONBASF) ao senador Alessandro Vieira compreendendo a implantação da Central de Triagem, Unidade de Transbordo e Central de Compostagem foi um dos selecionados para o recebimento de emendas parlamentares.

Consórcio II

A escolha do projeto aconteceu de forma democrática por meio de edital no aplicativo Nosso Mandato. O senador disse que ouviu a população “para saber quais projetos em nosso estado devem receber recursos dos R$ 16 milhões em emendas parlamentares que teremos disponíveis em 2020”. Sendo que o projeto do CONBASF atende aos critérios de avaliação da equipe técnica

Georgeo Passos

Aconteceu na Assembleia Legislativa uma audiência pública que discutiu a importância dos bombeiros civis na sociedade sergipana. O evento teve a inciativa do deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) e contou com as presenças de vários profissionais da categoria. A palestra ficou com Luiz Magalhães, presidente do Sindicato dos Bombeiros Profissionais Civis do Estado de Sergipe (Sindbompc/SE), que fez um panorama da profissão. Ele destacou a importância do trabalho e pediu respeito à lei que regulamenta a atividade dos bombeiros civis.

Luiz Magalhães

“Nossa categoria forma uma verdadeira força auxiliar. Fazemos parte da segurança pública e somos importantes para toda sociedade. Salvamos vidas e protegemos patrimônios. Mas é preciso que a lei seja respeitada. E é por isso que estamos aqui nessa audiência pública: para mostrar o papel que podemos desempenhar e o quanto ele é necessário para a segurança da população”, destacou.

Entenda o caso

A lei a qual Magalhães se refere é a de nº 8.415/2018, que atualiza a regulamentação da profissão de bombeiros civis em Sergipe institui a contratação desses profissionais em locais de grande circulação. A autoria é do deputado Georgeo Passos. O parlamentar presidiu a audiência desta segunda e também cobrou que a legislação seja respeitada. “Isso pode salvar vidas”, assegurou.

Kitty Lima I

Vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa da Mulher, a deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) participou da reunião da Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), onde foi debatida a criação da Casa da Mulher Brasileira, que irá concentrar todos os órgãos referentes ao atendimento às mulheres vítimas de violência.

Kitty Lima II

O encontro foi comandado pelo presidente do TJ/SE, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho, e contou ainda com a presença da presidente da Coordenadoria da Mulher, juíza Rosa Geane Nascimento, representantes do Ministério Público do Estado (MPE) e parlamentares das bancadas municipal, estadual e federal.

Kitty Lima III

Para a deputada estadual Kitty Lima, a iniciativa visa facilitar e dar maior dinamismo ao acolhimento e assistência adequada às mulheres que são vítimas de violência de qualquer natureza. “Vendo o quanto todos estão empenhados que esse projeto dê certo dá ainda mais confiança de que esse se tornará realidade. Eu estou chegando agora em uma luta que eu sei que é antiga, com grandes nomes na batalha em defesa da mulher, mas meu objetivo é somar forças para que possamos atuar de forma ampliada e dar um basta a essa triste realidade que tem tomado os noticiários todos os dias”, disse.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

[email protected] e [email protected]