12/10/19 - 07:48:33

SINDICALISTAS DE SERGIPE COMPÕEM A NOVA DIREÇÃO NACIONAL DA CUT

Conquistas, aprendizado e muito debate marcaram o 13º CONCUT, de 7 a 10 de outubro, em Praia Grande/São Paulo

Com o tema “Lula Livre” – Sindicatos Fortes, Direitos, Soberania e Democracia, o 13º CONCUT (Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores) se encerrou na quinta-feira (10/10) após quatro dias de intensos debates realizados em Praia Grande/SP, no mesmo lugar em que a CUT foi criada em 1983.

Para o diretor de Formação da CUT/SE, Roberto Silva, um dos 28 dirigentes sindicais que representaram os trabalhadores de Sergipe no CONCUT, o resgate da história da CUT neste cenário de crescimento da direita e da ameaça ao conjunto da classe trabalhadora, gerou uma forte reflexão. “A CUT volta às suas raízes, este é um Congresso que tem objetivo de refundação. É preciso ir além do empregado formal e representar ambulantes, terceirizados, feirantes, uberizados… São muitos os trabalhadores em condições precárias de trabalho, é preciso encontrar alternativas e formas de defender seus direitos. Além disso, o Congresso discutiu uma frente de negociação internacional com as multinacionais para firmar acordos coletivos de trabalho tendo como referência a política de bem estar social”.

Sergipe na Direção Nacional da CUT

Duas lideranças sindicais de Sergipe passam a compor a nova Diretoria Nacional da CUT: Ivonete Alves e Ângela Maria de Melo. Por unanimidade, o metalúrgico do ABC paulista Sérgio Nobre foi eleito presidente nacional da CUT (Leia Mais: Sérgio Nobre é eleito presidente da CUT por unanimidade).

A professora Ivonete Alves fez um balanço desde o golpe de 2016 à democracia brasileira. “Sentimos um avanço muito feroz nos direitos da classe trabalhadora. A gente vive o desmonte do estado brasileiro. A gente vive um processo de avanço da ultra-direita reacionária para destruir tudo que foi conquistado e construído com muita luta e resistência. Precisamos de táctica e estratégia para enfrentar esse processo que está posto no Brasil. Nós não podemos, num processo de desmonte e reformas, acreditar que qualquer tipo de acordo ou conciliação vão destruir o golpe. Quem construiu o golpe tem posição. Esse desmonte é para massacrar a classe trabalhadora e esta central tem que construir a resistência pelas ruas, com greve geral. As ruas precisam ser ocupadas para defendermos Lula livre pela soberania, pelo povo brasileiro e pela classe trabalhadora”, discursou a dirigente sindical de Sergipe debatendo Plano de Luta da CUT.

Conquistas e Aprendizado

O Sindijus/SE também participou do 13º CONCUT e impulsionou um passo adiante na luta pela democratização do Judiciário. No bloco de emendas de consenso ao Plano de Lutas da CUT, foi aprovada a emenda de incluir a luta pela Democratização do Judiciário, proposta pelo Sindijus/SE. No congresso passado, o sindicato já tinha conseguido pautar o sistema judiciário na estratégia da CUT Nacional.

Dirigente do Sindimina/SE, Admilson Lima voltou empolgado por participar pela primeira vez do Congresso Nacional da CUT. “Foi muito aprendizado, exemplos de conquistas e lutas da CUT junto aos sindicatos e movimentos sociais. Vamos levar este conhecimento para a base. A classe trabalhadora não está morta, está ativa e precisa, junto aos demais trabalhadores e categorias, acreditar que apesar deste momento difícil que os sindicatos estão passando, nós podemos sim conquistar avanços na luta. Sabemos que para realizar o 13º CONCUT não foi fácil, os sindicatos estão enfrentando muitos problemas financeiros com as desfiliações, o desemprego, e nossa luta não pode parar. Este é o momento dos sindicatos se ajudarem, mesmo quando houver oposição entre as tendências políticas que compõem o movimento. É momento de unificarmos para fortalecer a luta”.

Admilson Lima destacou que o momento exige extrema responsabilidade na atuação sindical. “Nem sempre é fácil participar dos atos, mas precisamos impulsionar esta luta e mostrar a força da nossa união. No dia 30 de outubro, haverá uma caravana que vai pra Brasília para pressionar contra a reforma da previdência e na luta por Lula Livre! O Brasil precisa retomar o caminho certo, do desenvolvimento com democracia, soberania e direitos”.

Conheça a nova Direção Nacional da CUT (2019-2023)

Presidente:

  • Sergio Nobre

Vice-Presidente:

  • Vagner Freitas

Secretária-Geral:

  • Carmen Helena Ferreira Foro

Secretário-Geral Adjunto:

  • Aparecido Donizeti da Silva

Secretário de Administração e Finanças:

  • Ariovaldo de Camargo

Secretário-Adjunto de Administração e Finanças:

  • Aparecido Donizeti da Silva

Secretário de Relações Internacionais:

  • Antônio de Lisboa Amâncio Vale

Secretário-Adjunto de Relações Internacionais:

  • Quintino Marques Severo

Secretário de Assuntos Jurídicos:

  • Valeir Ertle

Secretário de Comunicação:

  • Roni Anderson Barbosa

Secretário-Adjunto de Comunicação:

  • Admirson Medeiros Ferro Junior (Greg)

Secretário de Cultura:

  • José Celestino (Tino)

Secretária de Formação:

  • Rosane Bertotti

Secretária-Adjunta de Formação:

  • Sueli Veiga de Melo

Secretária de Juventude:

  • Cristiana Paiva Gomes

Secretário de Relações de Trabalho:

  • Ari Aloraldo do Nascimento

Secretária-Adjunta de Relações de Trabalho:

  • Amanda Gomes Corsino

Secretária da Mulher Trabalhadora :

  • Junéia Batista

Secretária-Adjunta da Mulher Trabalhadora :

  • Mara Feltes

Secretária de Saúde do Trabalhador :

  • Madalena Margarida da Silva

Secretária-Adjunta de Saúde do Trabalhador :

  • Maria de Fátima Veloso

Secretário de Meio Ambiente :

  • Daniel Gaio

Secretária de Mobilização e Movimentos Sociais :

  • Janeslei Albuquerque

Secretária de Políticas Sociais e Direitos Humanos :

  • Jandyra Uehara

Secretário-Adjunto de Políticas Sociais e Direitos Humanos :

  • Ismael Cesar José

Secretária de Combate ao Racismo :

  • Anatalina Lourenço

Secretária-Adjunta de Combate ao Racismo :

  • Rosana Sousa Fernandes

Secretária de Organização e Política Sindical :

  • Maria das Graças Costa

Secretário-Adjunto de Organização e Política Sindical :

  • Jorge Farias

Diretores executivos :

  • Aline Marques
  • Ângela Maria de Melo
  • Claudio Augustin
  • Cláudio da Silva Gomes
  • Eduardo Guterra
  • Francisca Trajano dos Santos
  • Ivonete Alves
  • João Batista (Joãozinho)
  • José de Ribamar Barroso
  • Juvândia Moreira Leite
  • Marcelo Fiorio
  • Marcelo Rodrigues
  • Maria Josana de Lima
  • Maria Julia Nogueira
  • Marize Souza Carvalho
  • Milton dos Santos Rezende (Miltinho)
  • Pedro Armengol
  • Rogério Pantoja
  • Sandra Regina Santos Bitencourt
  • Virginia Berriel
  • Vitor Carvalho

Conselho Fiscal – Efetivos :

  • Adriana Maria Antunes
  • Dulce Rodrigues Mendonça
  • Francisco Chagas (Chicão)
  • José Mandu

Conselho Fiscal – Suplentes :

  • Hugo Gimenes
  • Juseleno Anacleto
  • Raimunda Audinete de Araújo
  • Sebastiana de Oliveira Santana

Foto Assessoria

Por iracema Corso