18/10/19 - 08:23:04

De pior a pior

O servidor estadual já perdeu a esperança de ter reajustado o mísero salário. O pessimismo da categoria aumentou após o governador Belivaldo Chagas (PSD) ter dito que não pretende enviar para a Assembleia qualquer projeto aumentando despesas. Aliás, é pouco provável, inclusive, que o “Galeguinho” consiga chegar ao fim do mandato pagando os salários em dia. Nos corredores do palácio do governo só se ouve que a situação financeira está de pior a pior. Na campanha de reeleição, porém, a ladainha era outra. Belivaldo propagava o slogan “chegou pra resolver” e prometia pagar a folha dentro do mês trabalhado antes que 2018 terminasse. Tudo não passou de mais um estelionato eleitoral, delito político tão comum nesse Brasilzão de meu Deus. Para desgostos de quem reelegeu o governador, os salários continuam sendo pagos com atraso e não há esperança de reajuste. Portando, só resta a quem toca a máquina pública, aguardar a próxima campanha eleitoral para ouvir novas promessas vazias. Desconjuro!

Promessas ao vento

Além de espalhar promessas ao vento, este governo militar não tem feito nadica de nada para conter o derramamento de óleo no mar. Quem diz isso é o governador Belivaldo Chagas (PSD): “Até agora, não recebemos um centavo do governo federal, embora este seja um problema dele”, se queixa. Aliás, a única coisa visível é o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, aboletado num helicóptero, dando caros sobrevoos nas praias nordestinas. Marminino!

Sem pressa

Perde tempo quem tenta pressionar o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) a trocar de partido. “Não tenho pressa em anunciar filiação partidária”, desconversa o ainda comunista. Nogueira não esconde a simpatia pelo PDT, contudo promete só se decidir pela nova morada política em 2019. Adepto do ditado “o apressado come cru”, Edvaldo também evita falar na próxima refrega eleitoral: “Não estou pensando em reeleição”. Então, tá!

Três em um

Enquanto 13 milhões de brasileiros estão desempregados, um ex-gari se desdobra para atender a três patrões ao mesmo tempo. Ex-empregado da Prefeitura de Aracaju, o dito cujo “trabalha” como guarda municipal em Santa Rosa de Lima, vigilante em Capela e agente de trânsito em Itabaianinha. Segundo apurou Clóvis Barbosa, conselheiro do Tribunal e Contas, o “atarefado” servidor público “labuta” 172 horas semanais nas três funções. Homem, vôte!

Cavalice

As tradicionais cavalgadas realizadas em Sergipe expõem a crueldade como os animais são tratados. Enquanto os participantes da festa de divertem, os cavalos passam todo o dia sem água, alimentação e descanso. Até éguas prenhas são massacradas por chibatas e afiadas esporas. Alguém precisa intervir contra isso para que as cavalgadas não fiquem cada dia mais assemelhadas à sangrenta e proibida farra do boi de Santa Catarina. Danôsse!

Passageiro ilustre

O governador Belivaldo Chagas (PSD) foi um dos ilustres passageiros do último trem da alegria que circulou por Sergipe na década de 80. Quem garante é o ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Ele também assume ter comprado a “passagem” no trem para o “Galeguinho” virar defensor público. Vavá fez tal confissão ao desmentir o secretário chefe da Casa Civil, José Felizola, que o acusou de, enquanto governador, ter pilotado um animado trem da alegria. Misericórdia!

Vermelhos reunidos

Os petistas participam, neste sábado, do 7º Congresso Estadual do Partido dos Trabalhadores. Será a partir das 8h, no Sindicato dos Bancários, em Aracaju. Além de elegerem a nova direção estadual do PT, os congressistas discutirão sobre as eleições municipais de 2020. Segundo Jefferson Lima, presidente do PT aracajuano, os participantes vão traçar o modelo de cidade para a capital e o interior. Ah, bom!

Braços cruzados

Os policiais civis de Sergipe amanheceram nesta sexta-feira de braços cruzados. A paralisação visa protestar contra a recusa do governo em mandar para a Assembleia o projeto unificando a base da carreira e criando o cargo de Oficial de Polícia Civil para toda a categoria. À boca miúda, comenta-se que o governador Belivaldo Chagas (PSD) não envia o projeto ao Legislativo para não desagradar os delegados, radicalmente contra a proposta concebido pelo sindicato dos policiais. Homem, será!

Visão embaçada

E o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) jura que não existe essa divisão toda dentro do PSL. Ele disse ao articulista político Diógenes Brayner que tudo não passa de “exagero da mídia nacional”. Ora, se não há divisão no PSL por que quem fala pelo partido em Sergipe é um deputado petebista? E por que a atual direção do partido botou pra correr o empresário João Tarantela, fundador do PSL no estado? Crendeuspai!

Sem serventia

Os semáforos inteligentes, que custaram R$ 15 milhões ao contribuinte aracajuano, foram mal instalados ou estão encobertos. A denúncia é do ex-superintendente da SMTT da capital, engenheiro Nelson Felipe. E o moço disse mais: a Prefeitura gastou dois anos para instalar os tais semáforos e anda não os colocou em funcionamento. Com a palavra a direção da SMTT. Aff Maria!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Manhã, em 30 de junho de 1911.