02/11/19 - 07:58:32

SANTA DULCE: AUTORIDADES BUSCAM MEIOS DE ESTIMULAR TURISMO RELIGIOSO

O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) recebeu nesta sexta-feira, dia 1º, a audiência pública “Santa Dulce e o turismo religioso em Sergipe”. Autoridades de diversos órgãos públicos e entidades religiosas compareceram à reunião com o intuito de mobilizar esforços na criação de um roteiro turístico com atividades que remetam à passagem da santa pelo estado.

Na ocasião, estiveram presentes o presidente do TCE, Ulices Andrade; os conselheiros Carlos Pinna, Carlos Alberto Sobral e Angélica Guimarães; o governador do Estado, Belivaldo Chagas; os prefeitos de Aracaju, Edvaldo Nogueira, e de São Cristóvão, Marco Santana; além do arcebispo da capital, Dom João José da Costa, dentre outras autoridades civis e eclesiásticas envolvidas no mesmo objetivo.

Durante a audiência, foram detalhados os principais projetos que irão viabilizar de maneira concreta a inserção de Sergipe na rota do turismo religioso, como a criação de um caminho de peregrinação, eventos e, principalmente, melhorias estruturais, como obras em estradas que levarão os turistas até São Cristóvão, cidade onde a santa, ainda conhecida como Maria Rita, estudou teologia, fez o seminário e adotou o nome de sua mãe – Dulce – como seu.

A cooperação entre os presentes nos projetos, de acordo com o governador, deverá tratar da “emoção que envolve a proximidade com a santa sem deixar de lado a razão, necessária para consolidarmos as obras, os planos e as parcerias que serão importantes para captação e aplicação de recursos para fortalecimento do turismo em Sergipe”, declarou Belivaldo.

O papel do TCE

O Tribunal possui como tradição a contribuição em causas de valor cultural e histórico que possam ser revertidas em políticas públicas importantes para a sociedade, como, por exemplo, as ações em torno da preservação da capela centenária de Nossa Senhora de Boa Viagem, localizada na Praia do Saco, e do Hotel Palace. Pensando nisto e na oportunidade de desenvolvimento econômico e turístico do estado, Carlos Pinna destacou a contribuição da Corte de Contas em sediar a audiência desta sexta.

“Desde a sua fundação, há quase 50 anos, o TCE tem primado por apoiar manifestações culturais e históricas de sergipanidade. No caso da Santa Dulce, ela é uma santa baiana, mas uma santa sergipana também, pois foi aqui que ela tornou-se freira. O Tribunal de Contas auxilia, então, neste trabalho que não é apenas religioso, mas religioso, cultural e histórico, em favor de toda a sociedade sergipana; uma grande oportunidade de crescimento econômico e turístico”, explicou.

O Arcebispo Dom João José da Costa vê a parceria com o Tribunal como um fator que fortalece a iniciativa. “O TCE abriu as portas para nos acolher e está somando-se a nós, com esta contribuição. É algo que nos fortalece para darmos passos consolidados para que esta grande obra, sonhada por tanta gente, em tantas instituições, possa se concretizar. O caminho de Dulce tem, além da dimensão da fé, para os devotos, uma perspectiva cultural, pois recorda uma grande mulher de belas ações. As iniciativas contribuirão para o fortalecimento da fé das pessoas e, também, em tudo de positivo que as ações podem gerar no crescimento turístico e cultural do estado”.

Também estiveram entre os presentes no encontro o senador Rogério Carvalho, o deputado federal Fábio Henrique e o deputado estadual Luciano Pimentel.

TCE