15/11/19 - 06:00:13

DEPUTADO COBRA A IDA DOS SECRETÁRIOS DA SAÚDE E DA FAZENDA À ALESE

O deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, está preocupado com a possibilidade do ano se encerrar os secretários de Estado da Saúde, Valberto Oliveira, e da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, não comparecerem à Assembleia Legislativa. É que, conforme a Constituição Estadual determina, os gestores precisam ir até o parlamento para fazer uma prestação de contas da sua atuação à frente das pastas.

A visita dos gestores deveria acontecer a cada quadrimestre. No momento, eles deveriam fazer um balancete da atuação no segundo quadrimestre deste ano – o que deveria ter acontecido até o mês de outubro. Com a proximidade do recesso de fim de ano, o deputado Georgeo cobrou que a Casa e os presidentes de Comissões agilizem os trâmites para convidar os secretários. “Sob o risco dessa prestação só acontecer em 2020”, alertou.

“Nós já recebemos eles este ano explanando sobre períodos anteriores, mas o segundo quadrimestre se encerrou em agosto e já esgotou o prazo deles virem a Alese. Por que nós já estamos nos aproximando do fim do período legislativo. Vamos entrar em recesso. Sabemos que as duas últimas semanas aqui intensas, como muito trabalho e discussões. Dificilmente, se formos deixar para última hora, vamos conseguir falar com eles”, afirmou.

Para o deputado, a demora na vinda dos secretários atrapalha o importante trabalho de fiscalização que os deputados estaduais fazem. “Precisamos saber quais as ações que eles desenvolveram neste período. Por isso, que esperamos que pelo menos venha este ano para que não acumulem os quadrimestres”, apelou. Georgeo diz que não vê problema da parte dos gestores em comparecerem ao legislativo, faltando apenas a atuação dos respectivos presidentes de comissão em agendar a audiência.

“Solicitamos mais uma vez à Mesa Diretora e aos presidentes de comissão esse diálogo. Não tenho dúvidas de que tanto Valberto quanto Queiroz não tem nenhuma resistência a vir para esta Casa, mas precisamos fazer os convites, agendar e quem sabe já no início de dezembro eles possam vir cumprir essa determinação que está em nossa Legislação e para que a gente possa desenvolver melhor nosso trabalho de fiscalização aqui no Parlamento”, finalizou Georgeo.

Por Daniel Almeida Soares