04/12/19 - 14:02:42

DEPUTADOS COMENTAM O PROJETO SOBRE DIREITOS ADQUIRIDOS PELOS SERVIDORES

Iran aguarda emendas do Poder Executivo chegaram na casa para finalizar processo de negociação entre professores e governo

O deputado Iran Barbosa (PT) utilizou a tribuna na manhã desta quarta-feira, 4, para  parabenizar o resultado da greve dos professores  do estado. Os professores entendiam que projetos originários do Poder Executivo que tramitavam na Casa  Legislativa de Sergipe retirariam direitos adqueridos pela categoria. Diante desse entendimento, professores fizeram uma vigília ininterrupta na sede da Alese que foi iniciada no último dia 25 e somente encerrada no fim de tarde de ontem, dia 4, com ajustes nos projetos mediante emendas nos projetos do governo.

Na ocasião, Iran  registrou a participação de todos os deputados da casa no processo de interlocução com o poder. “Quero agradecer ao vice-presidente da Alese, deputado Francisco Gualberto por interferir positivamente na defesa da manutenção dos direitos dos professores, e claro, aos demais deputados que lutaram  também pela  manutenção desses direitos. Não está tudo resolvido, estamos com processo de discussão em andamento, mas houve uma garantia e o presidente desta casa, deputado Luciano Bispo (MDB) está à frente das tratativas. Diante disso, a categoria determinou pela suspensão do movimento grevista, da retirada do acampamento com  vigília, e ocupação do prédio da casa.  Estamos aguardando as Emendas  oficialmente encaminhadas pelo governo, que corrigem os textos originais dos dois projetos de lei, de números 16 e 17, e nesse processo de discussão continuamos com o diálogo com a categoria”, salientou  Iran.

Vice-presidente da Alese, Francisco Gualberto, agradece ao deputado Iran por gesto de reconhecimento da sua luta pessoal junto aos professores.

“Conversamos antes, lá ainda no Palácio Olímpio Campos, dia 28, eu disse que me colocaria à disposição para  para iniciar às tratativas junto com os professores.  Fiquei de contribuir com eles nas negociações para um resultado melhor possível para os professores, não na qualidade de porta-voz dos professores, pois esse  o é o deputado Iran Barbosa, mas sim, nas melhores tratativas em favor da categoria. Já passei aqui na casa por situações não tão nobre quanto ao seu gesto de agora, de reconhecimento”, disse Francisco Gualberto (PT) narrando anteriores negociações que já  ele oportunizou em favor dos professores junto ao governo durante votações na casa, a exemplo do plano estadual de Educação.

Ao ouvir o deputado Iran Barbosa, o deputado Gilmar Carvalho (PSC) falou sobre gestos. Gilmar disse que a partir do gesto tudo pode ser modificado, nesse momento  fez menção sobre a Casa Legislativa ter recentemente contratado uma empresa para auxiliar o Estado no seu desenvolvimento.

Gilmar apela ao governador por perdão ao servidor público

“Além desse gesto, também quero falar do gesto que levou a casa por intermediar entendimento com o magistério. E ainda,  por falar em gesto,  quero falar que um policial civil entregou agora à pouco a sua  arma, sendo afastado de suas funções por enviar mensagem  privada do seu telefone para o governador  Belivaldo Chagas. Eu  entrevistei a esse policial no programa, e ele, sem que eu soubesse, pediu no ar o perdão ao governador. Diante desse gesto, ele é um pai de família, eu venho aqui, em nome do policial, apelar pelo perdão do governador”, declarou Gilmar.

A deputada Kitty Lima (Cidadania), utilizou a tribuna para pedir explicações do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, por, sendo declarou, recursas às  emendas da deputada.

Kitt cobra explicações da prefeitura sobre emendas recusadas

“Desde 2016 que ele dá depoimento que é protetor de animais, e até agora, em 2019, com  menda para conseguir um posto de saúde animal,  pra minha surpresa, ele não quis minha emenda. Edvaldo vem  rejeitando  recursos para melhorar a vida do povo e  da causa animal só porque  esses recursos estão vindo através de mim? Eu quero entender isso! São três emendas minhas que o prefeito rejeita, rejeitando recursos nas mãos? Quero explicações sobre isso!”, questionou a parlamentar.

Maria Mendonça (PSDB) agradeceu à casa  por se somar junto ao impasse da greve dos professores diante de projetos do governo.

Maria comemora vitória parcial dos professores

“No final da tarde os professores voltaram para casa, juntos aos seus familiares, no seio da sua famílias. Dizer quanto é importante o dialogo, e no consenso houve o bom senso. No primeiro momento fiz um apelo, para que formasse uma comissão para abrir o diálogo, afim de que os professores tivessem seus direitos mantidos. E graças a Deus,  a homens e mulheres que intermediaram para isso, e o governo, com sensibilidade do governador Belivaldo Chagas, chegamos um resultado em parte resolvido, e  a classe contemplada com  encaminhamentos feitos”, comentou Maria.

Por Stephanie Macêdo – Rede Alese

Foto: Jadilson Simões