16/01/20 - 13:57:18

MORADORES PREOCUPADOS COM O DESTINO DO CEMITÉRIO DOS NÁUFRAGOS

No Povoado Robalo, Zona de Expansão de Aracaju, a principal preocupação dos moradores, nestes últimos dias, tem sido com o Cemitério dos Náufragos, localizado à margem da rodovia estadual José Sarney.

Informações chegaram à comunidade dando conta de que o Governo de Sergipe irá construir um memorial aos náufragos, vítimas do torpedeamento dos navios na costa sergipana, durante a Segunda Guerra Mundial e que o memorial seria no local onde hoje está localizado o cemitério.

Diante de tais informações os moradores se reuniram na noite da última terça-feira, 14, no salão paroquial da igreja Santa Terezinha, para debaterem que posição adotar.

A reunião, bastante concorrida e tensa, foi marcada por discursos inflamados e de preocupação.

Segundo José Firmo, presidente da Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo (ADCAR), o objetivo da assembleia foi discutir entre os moradores quais caminhos seriam adotados para esclarecer o problema. “A finalidade é socializar o problema e buscar soluções para que o cemitério seja preservado.”

Firmo informou que os presentes à reunião aprovaram a obtenção de mais informações junto aos órgãos competentes, para saber oficialmente o que está previsto para o local e que já tem a previsão de uma reunião com a equipe técnica que elaborou o projeto para que a comunidade conheça maiores detalhes.

Ainda na reunião vários moradores lamentaram que o Governo do Estado tenha realizado, anteriormente,  audiências públicas fora da comunidade, como no Espaço Gonzagão, na Farolândia, sem envolver diretamente os moradores locais, que só souberam da audiência, depois de realizada.

Além disso, ficou aprovado na reunião que os moradores vão solicitar apoios em outros órgãos, como o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal, para o caso de a comunidade não se sentir segura e esclarecida com as informações que vão obter com a equipe técnica autora do projeto.

Nos próximos dias a população do Povoado Robalo estará atenta e não descarta a realização de outras reuniões e até de protestos, caso se sinta prejudicada.

Mais problemas

Além da preocupação com o cemitério, os moradores do Robalo estão preocupados com o péssimo estado em que se encontra o trecho da Rodovia dos Náufragos que corta o povoado, do Km 4 ao km 8. São pontos de alagamentos, ausência de acostamento, de calçadas, de ciclovias. Reclamam também da sinalização ruim e da falta de redutores, físicos ou eletrônicos, de velocidade. Além disso, a comunidade se queixa da pouca iluminação e de problemas relacionados à ausência de abrigos de ônibus e de precariedade nas linhas do sistema de transporte coletivo.

Inclusive a mesma comissão escolhida em assembleia está indo à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e à Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju para cobrar solução para esses outros problemas.

Entenda o caso dos cemitérios da Zona de Expansão.

Em 2007, atendendo ação ajuizada pelo Ministério Público Estadual, a justiça determinou o fechamento de dez cemitérios considerados clandestinos em toda Zona de Expansão. Mas, determinou também que a prefeitura de Aracaju construísse um cemitério ambientalmente adequado e que, enquanto a construção não fosse realizada, a prefeitura deveria dar as condições de traslado e de enterro para os mortos naquela área da cidade.

Cerca de dois anos depois, como a prefeitura nem construiu o novo cemitério e nem atendeu a população no tocante aos enterros, houve um acordo para que fossem reabertos dois dos dez cemitérios: o Maria Rosa, no povoado Areia Branca e o Cemitério de Nelito, no Povoado Mosqueiro.

Em 2010, os moradores do Povoado Robalo reabriram o cemitério dos Náufragos. A Prefeitura de Aracaju tem, sistematicamente, apresentado recursos junto à justiça para não construir o cemitério.

Por José Firmo

Presidente da ADCAR