14/02/20 - 20:06:27

EM NOTA, GRUPO DE MULHERES DIZ QUE “JORNALISTA FAZ ATAQUE MISÓGINO”

Mulheres ligadas ao Cidadania 23 emitiram uma nota desta sexta-feira (17) onde dizem que “jornalista faz ataque misógino à pré-candidata a prefeitura de Aracaju, Delegada Danielle Garcia”.

A nota foi divulgada após uma entrevista concedida pelo empresário Milton Andrade, ao jornalista André Barros, onde, segundo o grupo de mulheres que assinam a nota, ele teria dito que “ela nunca geriu nada, nem a casa dela. Porque ela era delegada então não tinha nem tempo de gerir a casa dela quanto mais um governo, uma prefeitura”.

Isso acabou provocando o grupo que terminou por emitia a nota.

Veja na íntegra:

Em entrevista com o empresário Milton Andrade na manhã desta sexta-feira,14, o jornalista André Barros (Nova Brasil FM) manifestou claramente seu desrespeito às mulheres, principalmente àquelas que exercem múltiplas funções sociais.

Barros afirmou, sobre a pré-candidata à prefeitura de Aracaju, Danielle Garcia, que “ela nunca geriu nada, nem a casa dela. Porque ela era delegada então não tinha nem tempo de gerir a casa dela quanto mais um governo, uma prefeitura, com “N” situações diferentes do dia a dia dela. Se ela for prefeita de Aracaju vai ser uma loucura!”.

A declaração é misógina, típica de um homem machista e desconectado da realidade das mulheres aracajuanas e brasileiras que trabalham, gerenciam suas casas e cuidam dos seus filhos.

É por ataques vis como o de André Barros que a política precisa de mais mulheres. Este ambiente hostil e preconceituoso precisa ser duramente combatido por mulheres e homens.

Práticas como a de André Barros serão combatidas pela sociedade que já não tolera mais o preconceito e a misoginia.

Kitty Lima

Suely Barreto

Jeanne Lima

Nuzia Costa

Paula Patrícia Martins

Secretárias de Mulheres do Cidadania 23 – Sergipe

Sobre as acusações feita pelo grupo de mulheres, o jornalista André Barros disse que “basta ouvir o audio para ver que o tema era gestão. As falas foram feitas ao mesmo tempo para ela e Edvaldo. Basta ouvir”, explicou André.

O jornalista diz que não tem nada contra as mulheres e que “os dois foram citados ao mesmo tempo. Nada contra as mulheres. Dias desses apontei a delegada Georlize como exemplo de gestora no mesmo programa”, afirmou.

André Barros conclui afirmando que “Incrível me acusarem de machismo quando eu próprio vivo paparicando as mulheres sergipanas que estão na politica. Machismo seletivo”.

Matéria atualizada às 06:00h de sábado, 15