14/02/20 - 00:43:51

Formar aliança é complicado

Diógenes Brayner[email protected]

As eleições municipais começam a movimentar todas as cidades, incluindo a Capital. Apesar de pouca decisão sobre candidaturas definitivas, não é difícil analisar a dificuldade na formação de alianças. Um fato: em Aracaju a maioria dos partidos dá apoio à reeleição de Edvaldo Nogueira, através de um bloco que se mantém desde 2010 e que sofreu uma baixa recente com a decisão do PT, em lançar candidatura própria.

Demais partidos, que estão alongando conversas para fixar pré-candidaturas ou formar um bloco, vão ter que conquistar aliados e fortalecer pretensões. Só que há pouca afinidade ideológica entre eles. Quatro deles podem se aliar sem problemas: DEM e PSDB, que já estiveram juntos e não há conflito em suas posições políticas. O PSB e o PT também, que já navegaram no mesmo barco.

Outras legendas podem se somar mais às duas primeiras siglas, que as outras duas. É que a posição de centro esquerda só se acomoda à legendas do centro ou da direita por absoluta conveniência eleitoral, como aconteceu em Sergipe nas eleições de 2010, quando mandaram as ideologias às favas. A dificuldade para o entendimento pode até ser menosprezada em caso de ocorrer o desarme de pruridos sobre conceitos e posições políticas absolutamente controversas.

O Partido dos Trabalhadores talvez encontre maior obstáculo para formação de grupo, que seus integrantes pensem próximos. Sem o PSB teria o Psol e PV ou outro que se volte para o centro esquerda, sem compromisso de estar com o ex-presidente Lula. O PSB já se sente mais à vontade em dialogar sobre formação de chapa. Não radicaliza, por exemplo, em ouvir e opinar sobre uma estrutura com o Cidadania, mesmo que isso fuja ao compromisso que tem desde a sua criação.

Já o Cidadania – e partidos afins – pensa igual e contrário ao PT. Jamais sentarão à mesma mesa, porque o discurso de um será exatamente contra o do outro, que pode ser em tom agressivo ou ameno. Sobre isso, a situação do momento é que dirá. A esquerda vem perdendo força entre grupos partidários, além de ser exigente em relação ao comportamento de cada um. Mesmo assim, ainda atrai o eleitorado ressentido com a situação social dos Estados e do País, que até o momento não se pôs em ordem, mesmo com o reconhecimento de uma tênue inclusão social nos últimos dez anos.

Será uma campanha difícil e sem prováveis acomodações, exatamente pela formação de uma aliança coesa, montada em torno de Edvaldo Nogueira, mesmo que se imagine que o mundo dá muitas voltas.

Pagamento no mês

Há perspectiva de o Governo pagar o salário de parte dos servidores dentro do mês. Isso pode acontecer na virada do semestre. Há planejamento nesse sentido…

*** Ontem, na Assembleia Legislativa, o secretário da Fazenda, Marcos Antônio Queiroz, apesar de não revelar isso, deixou o pessoal animado.

*** Caso não aconteça nenhum incidente de percurso, o pagamento dentro do mês pode acontecer.

Pergunta por JB

Sábado passado, na solenidade dos 40 anos do PT, o ex-presidente Lula perguntou à vice-governadora Eliane Aquino (PT) pelo ex-governador Jackson Barreto (MDB), com o qual se dá muito bem.

*** Lula quis saber por que Jackson não fora às comemorações dos 40 anos do PT.

Mandou abraço

No domingo, Eliane Aquino ligou para Jackson Barreto, que estava em Aracaju, revelou o que Lula lhe perguntara e até sugeriu: “Venha! Ainda dá tempo”.

*** Jackson sorriu e mandou um abraço para o ex-presidente Lula.

Sobre candidatura

Eliane Aquino admite que a pré-candidatura de Marcio Macedo (PT) a prefeito de Aracaju segue firme e forte. Sobre alianças, diz que ainda está em nível de conversas e “de paqueras”.

*** Disse que as composições vão ocorrer mais adiante e que já existem conversas com outras legendas.

Jackson permanece

O arco de partidos que apoia Edvaldo Nogueira não tem dúvida que Jackson Barreto (MDB) se mantenha na aliança de apoio à reeleição.

*** O pessoal lembra que, em 2016, Jackson se empenhou muito para eleger Edvaldo e continuará mantendo a mesma posição.

*** Dentro do PT há quem diga que “se JB ouvir o coração segue a candidatura petista”.

Sobre Podemos

Circulou a informação de que o Podemos teria dificuldade em apoiar a reeleição de Edvaldo Nogueira. O presidente estadual do partido, deputado Zezinho Sobral, diz que não é verdade.

*** Explicou que a direção nacional do Podemos traçou um planejamento estratégico para as eleições municiais: lançar candidatos a prefeitos, a vereadores e a prefeitos das Capitais.

*** – Até o momento não há qualquer definição, mas quando houver, o primeiro a saber será o, governador Belivaldo Chagas, disse.

Emília à reeleição

O Patriotas decidiu, ontem, durante reunião com a direção nacional, em Brasília, que deve lançar candidatura própria ou fazer alianças com outras legendas.

*** Ficou decidido, também, que a vereadora Emília Corrêa será candidata à reeleição. Nem a vice e nem à Prefeita.

*** O presidente do Patriotas em Sergipe, Uezer Martins, e a vereadora Emília Corrêa participaram da reunião.

Depois do carnaval

Segundo Uezer Martins, alguns nomes no partido desejam disputar a Prefeitura e estão conversando para a formação de alianças, com várias outras siglas.

*** Mas também pode apoiar outras candidaturas, sem que haja decisão tomada, o que só deve acontecer depois do carnaval.

Será mais adiante

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse ontem que seu partido está conversando sobre sucessão municipal na capital e interior, mas que “qualquer anúncio sobre composição só será feito mais adiante.”

*** Disse que o diálogo está aberto, porque faz parte do processo democrático.

Único fato novo

Um experiente analista da política sergipana previu ontem que o único fato novo que poderia mexer com a sucessão nesse momento seria o fechamento de uma aliança entre o PT e PSB.

*** Não há qualquer previsão para isso, mas esse é um dos caminhos para que os dois partidos tenham condições de disputar a Prefeitura com alguma chance.

Problemas em Lagarto

A Prefeitura de Lagarto criou um novo problema ao interditar as ruas de povoados que seriam pavimentadas, com recursos de R$ 11 milhões, liberados pelo deputado Fábio Reis (MDB).

*** A prefeita Hilda Ribeiro não permite o trabalho pó questões políticas e diz que fará toda a pavimentação com recursos próprios.

MP por agir

Em reunião, o Ministério Público deixou claro que não pode impedir a prefeitura de negar a obra sob o argumento de que vai fazê-la.

*** Agora se proibir que as ruas sejam pavimentadas e não executar a obra, o MP pode interferir porque há prejuízo para o povo.

*** Ontem, a Prefeitura de Lagarto embargou a nova ordem de serviço que seria feita pela Codevasf.

De olho em Fábio

O vereador Elber Batalha Filho (PSB), que pode ter o seu nome utilizado pelo partido em caso da indicação de vice, vai disputar a reeleição e trabalhar para que o deputado federal Fábio Henrique (PDT) seja eleito a prefeito de Socorro.

*** Caso Fábio seja eleito, Elber assume vaga na Câmara Federal, onde ficará por dois anos.

Livro de Gualberto

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, Francisco Gualberto (PT), lançou ontem o livro de poesia “Na linha do tempo”.

*** Uma coletânea saudosista de um poeta que via o mundo por outras frestas.

Perde confiança

Desunião total entre militares da PM. A Assembelia geral convocada pelas associações unidas foi um fracasso. Só compareceu o deputado Capitão Samuel. os presidentes e a  diretoria
*** A tropa não foi. Perdeu confiança total entidades representativas.

O dia de Gilmar

Gilmar Carvalho deve saber hoje – caso não haja qualquer imprevisto – se sai ou fica no PSC, depois de julgamento pelo TRE.

*** Gilmar tem recebido convites de vários partidos para filiar-se e disputar a Prefeitura de Aracaju, assim como é chamado para apoiar candidaturas.

*** Há quem imagine que Gilmar vai preferir permanecer com seu mandato na Alese.

Hospital em Tobias

O prefeito de Tobias Barreto, Diógenes Almeida, perdeu espaço na indicação da superintendência do hospital de sua cidade.

*** Foi para as mãos de seu adversário, deputado Dílson de Agripino.

*** O hospital é do Estado e Dilson passará a ‘chave’ da unidade a Gal de Filó – acordo local.

*** O aliado ao Governo em Tobias Barreto é Diógenes e ninguém sabe porque perde força.

Um bom bate papo

Reajuste salarial – O deputado Iran Barbosa (PT) solidariza-se com professores da rede municipal de Canhoba, que reivindicam reajuste do piso salarial da categoria.

Troca de partidos – Até março pode acontecer mudanças severas, com o tráfego por troca de partidos, que  algumas legendas podem até sumir.

Decide amanhã – Está marcado para amanhã o julgamento do pedido do deputado Gilmar Carvalho para sair do PSC. Gilmar pensa em disputar a Prefeitura de Aracaju.

Mantém silêncio – Gilmar Carvalho está silencioso em relação ao partido que pretende filiar-se para ser o candidato a prefeito. As pré-candidaturas estão se afinando.

Após a folia – A partir da próxima semana Sergipe também entra em ritmo de carnaval e as questões políticas passam para ser assunto após a folia.

Principal assunto – Será exatamente nos bons encontros de foliões que muita coisa se define. Sucessão será o principal assunto em plena folia.

Vai rolar – O Rasgadinho vai às ruas com toda sua estrutura e se mantém como principal atração do carnaval de Aracaju. Lá, em termos políticos, muita coisa vai rolar.

Projeto aprovado – Projeto de lei, aprovado pelo Senado, permite que juízes determinem que homem que tenha praticado violência contra a mulher frequente programas de educação e reabilitação.

Trava reforma – Segundo Noblat, Queda de braço entre equipe de Paulo Guedes e Planalto trava reforma administrativa.