14/02/20 - 06:29:44

JOÃO DANIEL REPERCUTE A VITÓRIA DE MARCELO DÉDA NO STJ CONTRA REVISTA VEJA

A vitória da obtida mais uma vez na Justiça contra a revista Veja, por matéria publicada, em 2006, contra o ex-governador Marcelo Déda foi exaltada na tribuna da Câmara pelo deputado federal João Daniel (PT/SE), em discurso feito nesta quinta-feira, dia 13. Na semana passada, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento a recurso da Editora Abril e confirmou o pagamento de indenização de R$ 200 mil ao espólio do ex-governador por imputação infundada de desvio de dinheiro público feita em matéria da publicação, que repercutiu não apenas em Sergipe, mas nacionalmente.

O parlamentar sergipano ressaltou que a militância petista e o povo sergipano sabiam da honestidade, da ética, da moral, da dignidade do governador Marcelo Déda, um dos mais brilhantes oradores que, quando deputado federal, a Câmara também já teve, e durante todo esse tempo, mesmo após a sua morte, sua família continuou a luta pela verdade dos fatos. “E se fazendo justiça, agora em decisão final, depois de a sentença transitar em todas as instâncias, determinou a indenização à família de Marcelo Déda no valor de 200 mil reais, por ser comprovado que era mentira, falso, inverdade aquilo que foi publicado por essa revista contra o ex-prefeito e governador Marcelo Déda”, ressaltou João Daniel.

Segundo o deputado, tanto essa revista, como grande parte da mídia brasileira, concentrada na mão de meia dúzia de famílias poderosas, aliadas ao grande capital e à elite, sempre tentou contra lideranças populares, de esquerda, a sua destruição, sempre pelo lado da moral, da ética, e nesse caso de Marcelo Déda, por denúncias caluniosas, difamações. João Daniel ressaltou a importância de se lutar pela defesa da verdade, como agora, após 14 anos, esta que se restabelece.

“Nós temos a obrigação de defender a verdade! Não podemos permitir que as pessoas sejam destruídas, que sejam inventadas calúnias, mentiras”, afirmou o parlamentar, ao fazer um paralelo de semelhanças entre este caso e o processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o parlamentar, esta decisão do STJ vem num momento importante para a política brasileira, em que temos um ex-presidente, condenado em desacordo com os preceitos constitucionais, que, mesmo livre atualmente, tem os seus direitos políticos ainda suspensos, esperando que a justiça seja de fato feita.

“Um dia a verdade vai vencer! Um dia teremos justiça! O dia que houver a verdade e o dia que houver a justiça, os tribunais que têm dignidade darão ao então presidente Lula aquilo que ele merece: que é a verdade sobre os fatos contra essa perseguição, essa mentira montada, contada, processada, em especial por aquele que hoje é o capanga da família Bolsonaro, o juiz Sergio Moro, que ganhou, como presente, o Ministério da Justiça e, após, a nomeação para o STF”, disse, acrescentando que tudo isso ficou claro com as revelações feitas pelo jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil.

CPI das Fake News

O deputado João Daniel vem acompanhando a Comissão Parlamentar de Inquérito das Fake News e ressaltou que ela vem incomodando e deixando em desespero aqueles que mentiram nas últimas eleições e que dispararam milhões de mensagens através de aplicativos de celular, para enganar a população. “Mas a enganação e a mentira têm prazo, têm tempo e um dia são derrotadas”, disse. Ele acrescentou que o Brasil inteiro e a militância do Partido dos Trabalhadores, que completou 40 anos recentemente, têm a obrigação de fazer a defesa da verdade, da justiça, para que nenhum brasileiro e brasileira possa ser condenado, linchado nesta sociedade pela mentira e por aqueles odiosos preconceituosos que acham que vale a pena mentir, enganar e construir outra narrativa que não seja a verdade. “Defenderemos aqui e em cada canto deste país a justiça e a verdade, sempre!”, afirmou.

Foto assessoria

Por Edjane Oliveira