21/02/20 - 10:05:57

Aspra diz que novo sistema de radiocomunicação está com problemas

Ainda no governo de Jackson Barreto, em 12 de agosto de 2015, foi anunciado a instalação de um novo sistema de radiocomunicação digital, cujo processo licitatório se deu através da SSP e cuja empresa ganhadora foi a empresa espanhola Teltronic.

Em novembro de 2016, foi implementado o sistema de radiocomunicação digital para a Polícia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Técnica, com a instalação de 15 torres SBS, pela empresa citada.

Ocorre que, o blog Espaço Militar e a ASPRA/SE (Associação de Praças Policiais e Bombeiros Militares de Sergipe), tomaram conhecimento através de diversos policiais militares, de que tal sistema de radiocomunicação digital vem apresentando vários problemas nos mais diversos locais do estado, como por exemplo em Lagarto, Itabaiana, Propriá, São Cristóvão, dentre outras cidades, onde por exemplo, unidades militares têm utilizado canal de Aracaju para poderem se comunicar, devido a problemas no sistema digital, que possui áreas de “sombras” (onde o sinal não pega), o que tem deixado os policiais militares receosos, pois muitas vezes precisam de um apoio em uma ocorrência e o rádio não pega, aí se conseguirem sinal de celular, solicitam tal apoio, porém se não conseguirem, estão entregues à própria sorte, sem contar ainda que as conversas ficam embaralhadas, visto que, as conversas da capital se misturam com a do interior, por utilizarem o mesmo canal.

Só para se ter uma ideia do problema, em um determinado interior, o blog Espaço Militar comprovou através de um rádio HT, que mesmo estando próximo de uma dessas torres de rádio, o sinal é ruim, ficando muitas vezes abaixo do mínimo aceitável.

Tivemos conhecimento de que algumas unidades militares chegaram a ficar cerca de 15 dias sem rádio, o que é preocupante.

Importante a SSP/SE equacionar urgentemente tal problema.

A Lei 8.666/93, em seu artigo 67, reza que a execução do contrato deve ser acompanha e fiscalizada por um representante da administração especialmente designado, portanto, cabe ao Estado de Sergipe cobrar da empresa ganhadora da licitação e que recebeu dinheiro público para isso, que preste o serviço efetivamente contratado, conforme constante da licitação, deixando os sinais digitais operantes, nas mais diversas regiões do nosso estado.

O blog Espaço Militar e a ASPRA/SE estão à disposição da SSP/SE para os devidos esclarecimentos dos fatos aqui relatados.

Matéria do blog Espaço Militar