26/03/20 - 18:28:56

GOVERNO SUSPENDE FESTEJOS JUNINOS E DEFENDE MEDIDAS UNIFICADAS

Na ocasião, foi apresentada a disponibilidade de mais 350 leitos de retaguarda e cerca de 100 leitos de UTI

Nesta quinta-feira(26), o governador Belivaldo Chagas anunciou a decisão de suspender os festejos juninos devido à situação de gravidade,  ocasionada pelo avanço da disseminação da Covid-19 . O anúncio foi feito após reunião conjunta, no Palácio dos Despachos, com os prefeitos de Aracaju, Edvaldo Nogueira e de Nossa Senhora Socorro, Padre Inaldo, além de representantes das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica). Na ocasião, foi apresentada a disponibilidade de mais 350 leitos de retaguarda e cerca de 100 leitos de UTI, além de um protocolo único de ações para conter o coronavírus.

A recomendação de cancelamento ou adiamento de grandes eventos como os festejos foi acompanhada por gestores de trinta e um municípios, além da capital. “É prudente que façamos isso, até mesmo porque é preciso de apoio do Governo Federal. E com certeza absoluta, a União não vai priorizar recursos para festas e nós dependemos desses recursos para contratar músicos, banda etc.. A prioridade tem que ser a área da saúde. Portanto, estamos suspendendo qualquer evento no aspecto junino, assim como qualquer evento das comemorações alusivas aos 200 anos da emancipação política de Sergipe”, declarou o governador.

O prefeito de Aracaju anunciou também o cancelamento do Forró Caju, assim como o prefeito de Nossa Senhora de Socorro, o Forró Siri.

Na reunião, Belivaldo Chagas destacou a necessidade de construção de medidas unificadas para conter o avanço do vírus. E solicitou empenho nas ações conjuntas para oferecer infraestrutura que possa suportar a demanda que vai surgir com as contaminações ao coronavírus. “Constam hoje aproximadamente 350 leitos de retaguarda, leitos clínicos, e cerca de 100 leitos de UTI, mapeados a partir de Aracaju e alguns municípios, para ações específicas ao coronavírus”, esclareceu.

Os gestores debaterem ainda a possibilidade de construção de hospital de campanha para garantir reforço na assistência às pessoas que forem infectadas. De acordo o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, o intuito é unificar as equipes. “Nesse primeiro momento, nas questões de atenção primárias, e também preparando para o futuro, no sentido de dar atenção hospitalar caso aumentarem os casos. A ideia é  termos mais de 400 leitos, e de buscarmos complementar a possibilidade de um hospital de campanha. Os técnicos vão fazer o levantamento da quantidade de leitos na iniciativa privada e do poder público e se houver necessidade, nós vamos adotar o hospital de campanha”, informou o prefeito.

Entre outras ações, o Comando Geral das Forças Armadas em Sergipe reforçou apoio logístico. “As Forças Armadas se colocaram à disposição, para trabalhar na logística com o que necessário for, além disso, também ficamos de continuar fazendo um mapeamento de toda a rede pública e privada para que a gente amplie as quantidades de leitos”, colocou Belivaldo.

A reunião contou ainda com a participação do secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola; o secretário de Estado da Saúde, Valberto de Lima; o secretário de Estado da Comunicação e Turismo, José Sales Neto; a secretária municipal de Saúde, Waneska Barbosa; o comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Aracaju; capitão André Marcelo da Silva; o diretor-presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira;  o capitão de Portos, Guilherme Conti Padrão; o comandante do 28º Batalhão de Caçadores, tenente coronel Magalhães.