30/03/20 - 06:54:22

Após Decreto 40.567 de isolamento social estão proibidas a realização de excursões

O território sergipano é composto por verdadeiros paraísos florestais, entretanto, com a pandemia do Covid-19 (o novo coronavírus), as unidades de conservação ambiental do Estado estão, temporariamente, com suas atividades suspensas. A ação tomada pela Secretaria do Estado de Desenvolvimento e Sustentabilidade (Sedurbs), junto à Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma) visa atender às medidas de isolamento social estabelecidas pelo governador do Estado, Belivaldo Chagas, com ampliação do Decreto 40.567.
Mediante ao Art. 2 inciso I que decreta a proibição “da realização de eventos e de reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídas excursões, cursos presenciais, missas e cultos de qualquer credo ou religião”, parte das áreas que abrangem o bioma floresta tropical atenderam as medidas para evitar aglomerações. No total são cinco unidades de conservação estadual: Mata do Junco, em Capela; Monumento Natural Grota do Angico, em Poço Redondo/Canindé do São Francisco; a Reserva Ecológica (ARIE) Mata do Cipó, em Siriri e ainda as duas Áreas de Proteção Ambiental (APA) do Litoral Sul; que abrange Itaporanga, Estância, Santa Luzia do Itanhy e Indiaroba e ( APA) Morro do Urubu localizada na área urbana de Aracaju, no Parque da Cidade.
Segundo o superintendente de Biodiversidade e Florestas da Semarh, Elísio Marinho, a pedido do Governo do Estado, junto ao Ministério Público foram tomandas precauções durante o período de quarenta. “Em virtude da Pandemia do Covid-19, o mais novo Coronavírus, as equipes da Serhma e Sedurbs decidiram que o acesso da população as unidades de conservação do Estado estarão suspensas sob a nossa orientação. A pedido do governador Belivaldo Chagas e o Ministério Público, bem como os Conselhos responsáveis pelas unidades, as pesquisas, visitações das instituições públicas e particulares, excursões de terceiros e agências de turismo também estão sujeitas a trégua de suas atividades. Após a situação normalizar voltaremos com força total, com estações e assim contemplaremos a natureza em nossas unidades”.
Fonte e foto ASN