17/04/20 - 14:34:45

Zezinho Sobral diz que saída do isolamento social deve ser gradual, seletiva, monitorada

Deputado reforça que diretrizes de liberação devem ter embasamento técnico científico

Atento à pandemia do coronavírus, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) tem acompanhado as ações de enfrentamento e combate à doença em Sergipe. Ciente das necessárias medidas de isolamento social orientadas pelos órgãos de saúde do Brasil e do mundo, ele destaca que os sergipanos vem exercendo de forma eficiente.

“Nessa quarentena, é fato confirmado cientificamente que as ações de distanciamento e isolamento são essenciais para conter a proliferação do coronavírus. Tanto é que os números de casos de contaminados e de internamentos não ganharam as proporções de outros estados. Sergipe está fazendo bem o dever de casa”, afirmou.

Diante dos resultados relacionados à prevenção e contenção aplicados em território sergipano, Zezinho Sobral avalia ser necessária uma análise técnica e prudente de como deve sair da quarentena. Na opinião do deputado, a saída do isolamento deve ser gradual, seletiva, monitorada e reversível.

“Não ficaremos eternamente nessa condição de isolamento. Primeiro, a saída tem que ser gradual, aos poucos. Precisa ser seletiva, identificando quais são as pessoas que precisam e podem sair, qual faixa etária ou grupo de risco. Se a pessoa vem desempenhando bem suas atividades em home care, por exemplo, ela não precisa sair tanto de casa e ir para aglomerações”, ponderou Zezinho Sobral.

“A saída tem que ser monitorada, levando em consideração os indicadores de testagem do vírus na população, o número de casos, de internamento e de óbitos. Tudo tem que ser analisado. A liberação também precisa ser reversível, ou seja, se os números tiverem aumento significativo, imediatamente o isolamento social é retomado”, complementou.

Na opinião do parlamentar, todas as ações voltadas à liberação gradual do isolamento social devem ter aval científico, sem esquecer a necessidade da utilização de itens de proteção como máscaras, demarcação de distanciamento, limitação do quantitativo de pessoas em certos ambientes, utilização de álcool em gel ou álcool 70%, dentre outros.

“Tudo tem que ser feito com embasamento técnico científico. Nada se faz de forma empírica, atendendo interesses a, b, ou c. A situação pede buscar a ciência, consultar médicos infectologistas, intensivistas, conversar com economistas, gestores públicos, profissionais com experiência de SUS, gestores hospitalares. Os serviços que não considerados menos essenciais podem aguardar. Muitas atividades podem ser feitas de forma on line e as pessoas não precisam se expor”, pontuou o deputado.

Comércio local

Nesse período de pandemia, o deputado Zezinho Sobral também orienta a população para, em caso de necessidade, dar preferência aos produtos e serviços do comércio local.

“É importante que cuidemos da economia. Ao realizar uma compra, pela internet ou por telefone, é fundamental dar a preferência ao mercadinho, ao açougue, à farmácia local, à quitanda e padaria. São muitos serviços que estão próximos e utilizam o delivery”, sugeriu.

Para Sobral, essa é uma maneira de movimentar a economia e fortalecer o microempreendedor. “É preciso fortalecer o comércio local, valorizar a área e o bairro. Assim, manteremos recursos circulando na economia, preservaremos os empregos e as rendas das famílias. É preciso buscar alternativas e pensar nas pessoas e no coletivo, especialmente nesse período”, reforçou o deputado.

Fonte e foto assessoria