23/04/20 - 05:49:53

CÂMARA DERRUBA VETO E ISENTA IPTU PARA PESSOAS COM DOENÇAS GRAVES

Na tarde desta quarta-feira, 22, a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) realizou a primeira Sessão Extraordinária On-line na história da Casa Parlamentar, dando início aos trabalhos no período de quarentena. Os parlamentares iniciaram a Sessão direto com a discussão da Pauta do Dia, onde foram apreciados cinco Vetos, enviados pelo Poder Executivo. Ao final, foram mantidos três Vetos e derrubados dois.

Os Vetos analisados foram aos PLs 266/2017, 303/2018, 11/2019, foram mantidos, e os 77/2019 e 3/2019, derrubados pela maioria. A Sessão foi transmitida através do site e da TV Câmara Aracaju, Canal Aberto 48.4.

O PL 266/2017, de autoria do vereador Américo de Deus (PSD), instituía o Programa Municipal de Fomento ao Teatro. Na defesa do Projeto, o autor afirmou que a iniciativa visava alavancar o teatro como instrumento de inclusão. O líder do prefeito na CMA, vereador Vinicius Porto (PDT), comentou que o Supremo Tribunal Federal já se posicionou contrário a Projeto parecidos. O Veto foi mantido com 17 votos favoráveis e seis votos contrários.

O PL 303/2018, de autoria do vereador Elber Batalha (PSB), estabelecia regime de caixa como regra de tributação na identificação na base de cálculo do ISQN (ISS) para o segmento da educação ou sistema privado de ensino. O parlamentar justificou que o PL foi uma promessa de campanha de Edvaldo, que inclusive assinou documento junto a Federação das Escolas Particulares. O Veto foi mantido por nove votos sim, 11 não e três abstenções.

O PL Nº 11/2019, de autoria do vereador Nitinho (PSD), trata sobre a alteração dos dispositivos da lei nº 1.500, de 28 de setembro de 1989 (regula o comércio ambulante). O veto foi mantido por 18 votos sim e quatro não.

Já o PL 77/2019, de autoria do vereador Zé Valter (PSD), que cria em Aracaju o marco regulatório municipal da economia solidária, a política e o sistema municipal de economia solidária. O autor afirmou que o Projeto apareceu em um momento de pandemia e tem o intuito de resgatar a autoestima e dignidade das pessoas, por meio da cooperação e comércio justo. O Veto foi derrubado pelos vereadores com 20 votos e dois favoráveis.

De autoria do vereador Cabo Amintas (PSL), o Projeto de Lei Complementar Nº 3/2019, acresce, altera e revoga o dispositivo de lei Nº 1547/1989, fixando isenção de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) sobre imóvel integrante de patrimônio de pessoas com doenças consideradas graves ou que tenham dependentes nesta condição. Na defesa pela derrubada do Veto, o autor afirmou que seria uma maneira do Poder Público aliviar a dor dos convalescentes. O Veto foi derrubado por 22 Votos e uma abstenção.

A Primeira Sessão On-Line da Câmara Municipal de Aracaju foi encerrada por volta das 20h, após mais de cinco horas de discussão sobre os Vetos encaminhados pelo Executivo. A próxima sessão virtual acontecerá na próxima quarta-feira, 29 de abril, a partir das 14h30.

Foto CMA
por Danilo Cardoso e Alexandra Brito