12/05/20 - 05:36:18

FALTA DE PLANEJAMENTO ESTÁ FAZENDO NOSSA ECONOMIA MORRER, DIZ DANIELLE

Nesta segunda, 11, a delegada e pré-candidata a prefeita de Aracaju, Danielle Garcia, concedeu entrevista à Paulo Sousa e Rosalvo Nogueira, no Programa Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan FM Aracaju. Danielle lembrou que a falta de planejamento dos mesmos gestores que estão há anos no comando do Governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju faz com que a economia esteja em crise.

De acordo com a delegada, o erros que a população está vendo que são cometidos hoje, durante a pandemia do coronavírus, reflete uma incompetência administrativa de anos. “Cada erro cometido hoje pelos governantes está custando vidas, e isso não poderá ficar sem punição. Edvaldo mesmo já é prefeito há mais de 9 anos e os erros são os mesmos. Até quando vai durar isso”, questionou Danielle.

Pela ela, todo o dinheiro que será enviado pelo Governo Federal precisa ser rigorosamente fiscalizado. “Pela experiência que eu tenho e pelo trabalho que eu desenvolvi no Deotap, com essa dinheirama que está vindo, Se a gente não cobrar transparência e preço justo nos equipamentos adquiridos, eles vão deitar e rolar em cima desse dinheiro. A falta de planejamento é que está fazendo a nossa economia morrer”, alertou Danielle.

Ao ser questionada sobre a possibilidade de adiamento das eleições deste ano, a delegada Danielle Garcia se mostrou contrária à ideia. “Se adiar as eleições, com essa quantidade de dinheiro que está chegando, nós já sabemos o que pode acontecer. Tem que fazer de tudo para isso não acontecer, nem que as convenções sejam por teleconferência. Adiar as eleições deste para 2022 só irá postergar os problemas”, disse.

Câmara de Vereadores

Danielle também falou sobre como deve ser a R elação entre a Câmara de Vereadores de Aracaju e a Prefeitura. “O papel da Câmara de Vereadores é fiscalizar as ações da Prefeitura. Os poderes são independentes e harmônicos, mas é importante que os vereadores estejam sempre atentos e fiscalizem o nosso dinheiro”, ponderou.

“As relações entre prefeito e vereadores precisam ser cordiais e respeitosas, mas cada um tem que cumprir o seu papel. Eu não esperaria que os vereadores passassem a mão na minha cabeça, assim como eu também não passaria a mão na cabeça de nenhum que não agisse dentro da Lei”, garantiu Danielle.

Fonte e foto assessoria