15/05/20 - 16:04:55

Covid-19: Governo do Estado abre mais 35 novos leitos de UTI

Foram abertos mais 17 leitos no Huse, 12 no Hospital Regional de Estância e, na próxima semana, outros seis leitos de UTI serão abertos no HPM. Somando à iniciativa privada, Sergipe passará a ter 135 leitos de UTI
Sexta-Feira, 15 de Maio de 2020

O governo do Estado ampliou o número de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na Rede Estadual de Saúde para pacientes com a Covid-19, disponibilizando mais 29, totalizando agora 75 leitos exclusivos para estes pacientes. De acordo com a secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, foram abertos mais 17 leitos de UTI no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e 12 no Hospital Regional de Estância. Ela adiantou que, na próxima semana, outros seis leitos de UTI serão abertos no Hospital da Polícia Militar (HPM), também destinados à mesma finalidade.

Mércia salientou que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está conversando com os hospitais filantrópicos com vistas à contratualização de mais leitos de UTI e enfatizou que todos os leitos de todos os hospitais que servem ao Sistema Único de Saúde (SES) obedecem à regulação estadual, sejam hospitais universitários, municipais e da própria rede estadual. Eles são regulados pela Central de Leitos, unidade do Complexo Regulatório de Sergipe.

“Isso é importante porque nós temos leitos de UTI em locais de maior complexidade onde a gente precisa atender aquele paciente mais grave, que necessita além da ventilação mecânica, de outros especialistas, a exemplo dos Hospitais de Urgência de Sergipe (Huse) e Universitário (HU), que têm muitas especialidades e recursos tecnológicos para atender outras demandas. E temos leitos de UTI para aqueles pacientes que precisam da ventilação mecânica e do cuidado intensivo”, relacionou.

A secretária informou que a Rede Estadual de Saúde vinha registrando o esgotamento progressivo do número de leitos, confirmando o que previam alguns estudos desenvolvidos com a Universidade Federal de Sergipe (UFS), que apontavam o estrangulamento da rede dos leitos de UTI para esta semana. “Então fizemos a movimentação para a abertura de novos leitos e conseguimos abrir 12 leitos de UTI no Hospital Regional de Estância, com ventiladores mecânicos e monitoramento, e novos 17 leitos no Huse”, reforçou.

A SES trabalha a ampliação de leitos de UTI para atender a meta de manter uma taxa de ocupação não superior a 80%, entendendo que a pandemia tem suas peculiaridades, e temendo que a doença avance para a população mais suscetível, ou seja, idosos e pessoas com outras comorbidades. Isso esgotaria a rede hospitalar pública e privada.

Distanciamento social

O diretor de Vigilância em Saúde e infectologista da SES, Marco Aurélio Góis, destaca que a SES tem se esforçado para garantir e manter a assistência às pessoas que precisam da UTI mas que o controle da Covid-19 não se resume a isso. “Sabemos que a gente só diminui o número de casos graves, se a gente reduzir a incidência de infecções e isso só acontecerá se houver retração na transmissão, que se dá de pessoa para pessoa, pelo contato próximo”, explica.

Com isso, o diretor chama atenção para a importância do distanciamento social. Segundo ele, este não é o momento de se falar em flexibilização. “Individual e coletivamente temos que falar em maior endurecimento das restrições. Se as pessoas estão cansadas e é normal que estejam, mas precisam ficar em casa, mais distantes do convívio social, porque muitas pessoas estão infectadas e são assintomáticas”, alertou.

Foto Marco Vieira