20/05/20 - 10:05:14

Ensaio do lockdown? Feriado desta sexta fecha “quase tudo” em Sergipe!

Não, não se trata de nenhum encontro de música eletrônica ou de um “pagodão” em plena pandemia! Quando este colunista fala em “ensaio do lockdown” está se referindo ao projeto do Poder Executivo Estadual, encaminhado para a Assembleia Legislativa, apreciar e votar, em sessão remota, nesta quarta-feira (20), que antecipa para esta sexta-feira (22), o feriado alusivo ao dia da Emancipação (Independência) do Estado de Sergipe, comemorado atualmente no dia 8 de Julho. A medida se deve em razão “da grave crise sanitária provocada pela pandemia da COVID-19”.

A antecipação do feriado não é nada de outro mundo e é até compreensível porque o governo do Estado trabalha com a possibilidade de reduzir, ao máximo, a circulação de pessoas, promovendo o isolamento social, estimulando a quarentena. Só que a partir do momento em que o projeto se tornou público e passou a circular nas redes sociais, eis que veio a “surpresa” para este colunista e, possivelmente para boa parte da população e do setor produtivo sergipano: além de antecipar o feriado para sexta, o governador está proibindo o funcionamento de todas as atividades e estabelecimentos!

É isso mesmo que você está lendo! Ao antecipar o feriado de 8 de julho para esta sexta-feira, segundo o parágrafo segundo do artigo 1º do projeto o governo de Sergipe determina que “nenhuma atividade ou estabelecimento poderá funcionar na data, à exceção dos serviços para atendimentos emergenciais nas áreas de saúde, segurança e assistência social”. No artigo 2º ele ainda pontua que “a fiscalização das medidas determinadas pela Lei será exercida pela vigilância sanitária estadual, em articulação com os serviços de vigilância sanitária municipais e com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil”.

Ou seja, através deste projeto de lei que será apreciado pelos deputados estaduais, em regime de urgência, o governo do Estado pretende promover uma espécie de “ensaio do lockdown” nesta sexta-feira, descumprindo, inclusive, a promessa que não faria nada neste sentido sem antes “preparar a população e os setores envolvidos”. Talvez muita gente não tenha entendido o que este projeto representa. Em síntese, além das atividades que já estão suspensas por não serem essenciais, também estarão proibidos de funcionar os supermercados, farmácias, postos de gasolina, padarias e mercearias, dentre outras coisas!

Os números do isolamento social em Sergipe estão baixos, é verdade, mas o governo precisa ser mais “convincente”. Esta estratégia de “forçar o isolamento”, após mais de dois meses, talvez não seja a mais eficiente. É imprescindível que o governador recue na proposta ou, se possível, promova uma adequação no texto enviado à Assembleia Legislativa. Não custa lembrar a necessidade da retomada do diálogo com o setor produtivo e a classe empresarial. Este tipo de medida, unilateral, não vai resolver o problema do coronavírus, vai desgastar ainda mais o Executivo e prejudicar a classe trabalhadora. Não custa rever…

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com