20/05/20 - 08:20:57

Feriadão contra a Covid-19

A Assembleia se reúne hoje, para votar um projeto inusitado em Sergipe: a criação de um feriadão, que começará na próxima sexta-feira e se estenderá até segunda da semana que vem. O objetivo do governador Belivaldo Chagas (PSD), ao propor a antecipação do feriado de 8 de julho para depois de amanhã, é reduzir, ainda mais, a mobilidade urbana visando diminuir a proliferação do coronavírus, que já infectou 3.967 pessoas no estado, matando 63 até agora. O projeto criando o feriadão não deverá enfrentar reações contrárias entre os parlamentares, pois no próprio Legislativo a doença já deu as caras. O presidente Luciano Bispo (MDB), o deputado estadual e líder do governo Zezinho Sobral (Pode), diretores e vários servidores da Alese contraíram a doença. Tomara que o feriadão sirva para as pessoas permanecerem em suas casas, única arma segura contra a Covid-19. Santo Cristo!

Espírito de hiena

Ontem, enquanto o Brasil chorava 1.179 mortes pelo coronavírus em apenas 24 horas, o presidente Jair Bolsonaro dava risadas de uma piada sem graça. Ninguém minimamente cristão consegue rir diante de uma pandemia que já matou mais de 17 mil pessoas. Só alguém com espirito de hiena, bicho que vive rindo mesmo comendo estume, faz gracejos num país dilacerado pela dor de tantas mortes. Será que, ao lhe operarem o intestino, os médicos do Hospital Albert Einstein esqueceram a bolsa de colostomia na cabeça do capitão? Misericórdia!

Banco dos réus

O Supremo Tribunal Federal julga hoje, duas ações contestando a validade de decisões judiciais bloqueando o WhatsApp. Um dos casos que embasam as ações é o de decisões do juiz sergipano Marcel Maia Montalvão, que determinou o bloqueou o aplicativo, em 2016, deixando-o fora do ar por quase 12 horas. Ele atendeu a um pedido da Polícia Federal, após o WhatsApp se recusar a compartilhar informações que subsidiariam uma investigação criminal. O julgamento de hoje visa esclarecer se a Justiça pode impedir o funcionamento do aplicativo com base no marco civil da Internet. Ôxe!

Contra a prorrogação

Curado do coronavírus, o deputado estadual Luciano Bispo (MDB) acha cedo para falar em eleições municipais. Segundo ele, o foco atual é o combate à pandemia. Mesmo assim, o emedebista defende a tese de que o pleito municipal não deve ser prorrogado como defendem alguns. Bispo entende que, mesmo não podendo realizá-lo em outubro, que se faça até o final de dezembro deste ano, para evitar a prorrogação de mandatos. Ah, bom!

Marré deci

Mais de 40% de crianças e adolescentes de até 14 anos vivem em situação domiciliar de pobreza no Brasil. Segundo estudo da Fundação Abrinq, em relação àqueles em extrema pobreza, o percentual chega 13,5%. O que caracteriza a população como pobres e extremamente pobres é rendimento mensal domiciliar per capita de até meio e até um quarto de salário mínimo, respectivamente. E ainda tem quem defenda o programa Bolsa Família. Só Jesus na causa!

Cabelo e barba

Durou pouco a alegria do barbeiro José Antônio Silva, que conseguiu na Justiça sergipana uma liminar permitindo a reabertura de sua modesta barbearia, na cidade de Itabaiana. Ontem, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, atendeu recurso da Procuradoria Geral de Sergipe e derrubou a liminar da Justiça estadual favorável a José Antônio. O presidente do STF acatou recurso da Procuradoria Geral de Sergipe alegando que a abertura da barbearia afrontava o decreto do governo estadual, que fechou boa parte do comércio visando conter a propagação da Covid-19. Então, tá!

Recesso ameaçado

O recesso parlamentar na Assembleia e na Câmara de Aracaju está ameaçado. Tanto o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) quanto o vereador Jason Neto (PDT) acham que, diante da pandemia do coronavírus, não há clima para férias parlamentares no meio do ano. Os dois defendem que o recesso seja suspenso e que a Assembleia e a Câmara permaneçam ativas para votar projetos do executivo que ajudem a conter a propagação da Covid-19. Certíssimos!

Lockdown em estudo

O governador Belivaldo Chagas (PSD) não afasta a possibilidade de decretar um lockdow na grande Aracaju. Entrevistado pelo radialista Edivanildo Santana, o pessedista afirmou que, se a taxa de isolamento social permanecer baixa e não ocorrer uma queda nos índices de contaminação e mortes, pode pensar no lockdow. Para tristeza dos que defendem o “liberou geral”, Belivaldo disse que não relaxará a quarentena em Sergipe enquanto o quadro não mudar para melhor. Danôsse!

Porrada no capitão

Dia sim outro também, os senadores Alessandro Vieira (Cidadania) e Rogério Carvalho (PT) sentam a madeira no presidente Jair Bolsonaro. Segundo o cidadanista, é um absurdo que, enquanto o Brasil pranteia 1.179 mortes por Covid-19 em apenas um dia, o presidente se preocupe com o campeonato carioca de futebol: “É muita falta de seriedade e competência”, fustiga. Já o petista disse ser um absurdo que, diante de tantas mortes provocadas pelo coronavírus, Bolsonaro prefira fazer piada sem graça. Crendeuspai!

Diárias suspeitas

O Ministério Público Estadual investiga o recebimento de diárias pela ex-prefeita de Riachão do Dantas, Gerana Costa (PTdo B) e pelo esposo dela Laelson Menezes. Bancados pelo dinheiro público, os dois participaram de uma festa em Salvador para homenagear gestores públicos. Para quem não lembra, Gerana foi cassada sob a acusação de divulgar pesquisa popular falsa. Credo em cruz!

Operação Caracu

O refinanciamento dos empréstimos consignados, que o Banese chama de pausa nas parcelas devidas, só é vantajoso para o próprio banco. Quem diz isso é o Ministério Público de Sergipe, após analisar a criticadíssima transação bancária. Para o MPE, o servidor só não seria penalizado se o financiamento original fosse mantido, transferindo-se as parcelas vencidas para o final do empréstimo, evitando assim a cobrança de IOF e de seguro. Da forma que vem sendo feita, a transação assemelha-se à operação Caracu, onde o banco entra com a cara e o cliente com o resto. Marminino!

Encardidos

De um bebinho num boteco da zona norte de Aracaju: “O safado que vota em candidato ficha suja não passa de um imundo”. Vixe!

Recorte dos jornais

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 27 de dezembro de 1918.