26/06/20 - 16:41:04

Jovens cientistas criam primeira feira de ciências brasileira inteiramente virtual

Criada por cinco jovens estudantes, a primeira feira de ciências brasileira inteiramente virtual acontecerá entre os dias 26 e 28 de junho. A Feira Brasileira de Jovens Cientistas conta com projetos sobre diversas áreas das ciências, como saúde, humanas, biológicas, sociais aplicadas, agrárias, exatas e da terra, engenharias e artes, além de palestras, workshops e a participação de mais de 700 estudantes de ensino médio e técnico. Além de facilitar o acesso a oportunidades científicas, o evento integra, desenvolve, conecta e valoriza o potencial dos jovens cientistas e o impacto de seus projetos.
A ideia partiu dos estudantes Daniel Verdi do Amarante, Patricia Honorato, Juliana Estradioto, Peterson Haas e João Alcantara, que conseguiram o apoio de Luciano Huck e da Estácio. Além da apresentação dos projetos científicos, a feira terá programação intensa e rica em conteúdo nos três dias. São mais de 300 projetos finalistas, 50 workshops simultâneos e atividades interativas entre os participantes. A chamada Maratona de Inovação trará desafios para os grupos, que buscarão soluções de impacto social.
“Acreditamos que a educação tem o poder de transformar vidas. Apoiar iniciativas como essa, de jovens estudantes querendo disseminar conhecimento, nós dá um orgulho imenso. A Feira vai apresentar projetos muito bem elaborados, que merecem destaque no cenário nacional. A nossa instituição sempre esteve ligada à democratização do ensino e nosso principal objetivo é levar educação e conhecimento para o maior número de pessoas”, afirma Cláudia Romano, vice-presidente de Relações Governamentais, Sustentabilidade e Comunicação da Estácio.
Nomes de peso
A agenda conta com nomes de peso, como Luciano Huck, Eduardo Valladares, a cientista Jaqueline de Jesus, que sequenciou o genoma do novo coronavírus, e a premiada cientista brasileira Marcia Barbosa. Os projetos finalistas concorrem a credenciais para a Conferência Internacional de Jovens Cientistas 2021 na Grécia e feiras nacionais, além de reconhecimentos de instituições como a Academia Nacional de Engenharia (ANE), Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e a Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq). Os melhores colocados por área do conhecimento receberão medalhas e a maratona de inovação terá uma premiação em dinheiro para os times que se destacarem.