04/07/20 - 09:47:31

Site fere a ética com objetivo de atacar prefeito padre Inaldo, diz secretário

Uma notícia sem pé nem  cabeça, que passa a milhares de quilômetros da ética e do respeito ao bom jornalismo. Na verdade, um texto que beira o abismo da  incapacidade e traduz, com clareza, um objetivo politiqueiro, descabido e vergonhoso. Estamos nos referindo a uma matéria (nem dar pra chamar de matéria), publicada no site Imprensa 24h e que acusa o prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo, de usar o  secretário de Comunicação, jornalista e radialista Carlos Ferreira (o escriba aqui), como cabo eleitoral para, segundo o site, atuar contra seus adversários. Uma informação irresponsável, que não se sustenta nem mesmo nas linhas de um texto vazio. É o  que chamamos no jornalismo de “BARRIGADA”. Explicamos. Recebemos algumas perguntas no nosso Wattszsp, sobre nossa atuação na Secom. Queriam saber se tínhamos dedicação exclusiva, qual a carga horária e se fazíamos postagens jornalísticas durante o expediente. Tem cabimento uma coisa dessa? Não é difícil perceber que se trata de uma missa encomendada e  um foca querendo notoriedade numa pré-campanha política. Tem muito que aprender. Pois bem, respondemos as perguntas, com educação e verdades. Tomamos um susto quando visualizamos uma verborréia sem o menor sentido jornalístico. Em nenhum momento dissemos que o prefeito nos usa com o cabo eleitoral. Também não dissemos que nossas postagens extra Secom eram feitas durante o expediente e muito menos com a utilização de equipamento do município. Ou seja, a tal da matéria deturpou nossas respostas, citou o que não dissemos e ainda concluiu, de forma desastrosa, que o Chefe do Executivo usa seu secretário como cabo eleitoral. Dizer que muitas vezes chego sete e saio cinco da tarde, dizer que trabalho muitos sábados e domingos não é afirmar que uso horário de expediente para fazer tarefas particulares. Temos nossas redes sociais ativas, inclusive com funcionários que nos auxiliam.   Como jornalista temos a obrigação de alertar a população contra os enganadores da política. Sejam eles adversários ou não do prefeito de Socorro. Com um diferencial: só público a verdade. E a verdade dói nos maus políticos. Sobre ser cabo eleitoral do  Padre Inaldo, dentro do que determina a legislação, o serei com muita satisfação. Assim, estarei ao lado de um homem sério, trabalhador e que trata o dinheiro público com responsabilidade. Nunca seria cabo eleitoral de quem engana o povo E muito menos de quem faz mal uso do dinheiro público. Portanto, vou continuar exercendo o cargo de  secretário de Comunicação, mas sem esquecer minhas obrigações como profissional de imprensa. Uma delas é denunciar político corrupto: Ah! atualmente minha dedicação é exclusiva ao município, mas por opção própria. A lei não me impede de estar secretário e exercer a minha profissão em outro lugar, com exceção do poder público. Lamento que uma profissional tão  bela seja usada, muitas vezes, sem a mínima decência. É o atacar por atacar. Eu fico com a verdade pela verdade. Um abraço.

Ainda em tempo: a cada ataque que sofro nas redes sociaia, tenho mais certeza que meu trabalho como secretário de Comunicação de Socorro tem tirado o sono dos maus políticos e dos seus garotos de recado.

Por Carlos Ferreira