10/07/20 - 13:03:14

Prefeitura mantém vacinação contra a influenza enquanto houver estoques nas UBS

A Campanha de Vacinação contra a Influenza foi concluída no último dia 30, no entanto, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), mantém o trabalho de imunização, agora, para a população geral, englobando também pessoas dos grupos prioritários que não se vacinaram, enquanto houver estoque, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital sergipana, exceto as oito que são referência para pacientes com sintomas de síndromes gripais.

Mesmo que faça parte do calendário anual, a vacina contra influenza é destina a grupos específicos, os quais são considerados mais vulneráveis ao agravamento dos sintomas do vírus influenza. Porém, encerrada a campanha de vacinação e ainda restando doses da vacina, abre-se a oportunidade de a população geral também poder se vacinar.

A coordenadora do Programa de Imunização da SMS, Ilziney Simões, destaca que Aracaju atingiu uma cobertura vacinal de 92,35%, índice considerado bastante satisfatório. Até o momento, após a finalização da Campanha e início da abertura para a população geral, foram aplicadas 184.478 doses da vacina.

“Como não é de rotina, e só é aplicada durante a campanha, a vacina não se encontra durante todo o ano, ou seja, quem é do grupo prioritário e não tomou durante o período de vacinação pode tomar, assim como a população geral. No entanto, as doses já estão quase acabando e a vacinação contra influenza só acontecerá enquanto tiver vacina no estoque”, orienta Ilziney.

De acordo com a coordenadora, este ano, a campanha teve bons resultados com relação a alguns grupos prioritários, mas, em compensação, outros não atingiram o mesmo saldo positivo.

“Para se ter uma ideia, 125,93% da população idosa foi imunizada, colocando Aracaju entre as três primeiras cidades do país a vacinar 90% das pessoas com idades acima de 60 anos. Na primeira fase, além da população idosa, os trabalhadores da saúde também foram imunizados de maneira recorde, 128,21%. Entretanto, outros grupos prioritários não atingiram a meta, a exemplo de crianças de seis meses a seis anos de idade, com 55,14% puérperas com 54,99%, gestantes com 51,58%, e adultos de 55 a 59 anos, com 60,42%. E essa questão tem nos preocupado, porque, em Aracaju, gestantes, crianças, puérperas e pessoas de 55 a 59 anos não estão seguindo a mesma dinâmica dos demais grupos. No âmbito epidemiológico, é preocupante, porque a maioria ainda não está protegida”, alerta.

Para receber a vacina, basta levar um documento com foto [RG ou CNH] e o cartão de vacina. “A vacina não imuniza contra a covid-19, mas é importante recebê-la, pois o período é de sazonalidade de vários vírus que acometem as vias respiratórias, entre eles, o da influenza, que assim como o coronavírus é também agressivo e perigoso e pode levar a óbito se não for contido”, frisa a coordenadora do Programa ao enfatizar a necessidade da imunização.

Fonte e foto SMS