12/07/20 - 09:40:17

Parceria entre Governo  e Google for Education iniciará formação para escolas do Ensino Médio

Com a publicação da portaria que regulamentou aulas não presenciais como contagem da carga horária anual, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), visando apoiar os professores da Rede Pública Estadual de Ensino, está planejando uma formação no uso da plataforma Google for Education para professores que atuam nas unidades escolares que ofertam o Ensino Médio. A Universidade Tiradentes será a unidade formadora dos profissionais na Rede de Ensino.

Atualmente, quatro escolas da rede participam de projeto-piloto. Mediante o Termo de Cooperação Técnica, a Seduc, por meio do Departamento de Educação, realizará o processo de inscrição, primeiramente, de todas as escolas que oferecem o Ensino Médio. Para tal, a Secretaria já cumpriu algumas etapas, como a obtenção de um domínio no G Suíte for Education e a criação dos usuários dos professores. Em seguida, será realizada a formação de um coordenador pedagógico e até dois professores por escola, dependendo do total de alunos matriculados. Por fim, serão criados os usuários dos alunos. O coordenador pedagógico e o professor capacitados atuarão como multiplicadores para os demais professores da unidade de ensino.

De acordo com Jason Reis, chefe da Divisão de Tecnologia e Ensino (Dite), alguns professores já estão utilizando a plataforma nas próprias contas, mas há limitações de recursos. Com o uso da plataforma vinculada ao domínio da Seduc, as turmas virtuais são criadas automaticamente a partir dos dados de matrícula no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGA). O drive da conta de cada usuário tem capacidade ilimitada de armazenamento de conteúdo. Além disso, o Meet permite a gravação de aulas/reuniões. “A partir dos usuários criados pela Coordenaria de Informática a escola está inserida na plataforma. É feito pelo domínio da secretaria e mandamos para a escola. Os professores acessam pelo Diário Eletrônico e os alunos acessam pelo login destinados a eles ou pelo próprio navegador da plataforma”, explica.

As escolas quem têm professores que já utilizam e dominam a plataforma podem encaminhar a solicitação para aderir à iniciativa, desde que eles assumam o compromisso de orientar os demais colegas, pois o objetivo é que a unidade de ensino como um todo possa utilizar a ferramenta, não apenas um ou outro professor.

Mediante essa solicitação, a Coordenadoria de Informática da Seduc cria os usuários dos alunos e os professores são enturmados nas respectivas turmas cadastradas no SIGA. A partir daí é possível o envio de atividades, a exibição de conteúdos e as interações entre professores e alunos, entre os próprios alunos e toda a dinâmica de uma sala de aula física.

O uso da plataforma neste momento de distanciamento social onde as atividades escolares não presenciais têm importância fundamental para o trabalho do professor, é uma das garantias da continuidade da aprendizagem do aluno. O ambiente virtual reproduz o ambiente da sala de aula tradicional.

Fonte e foto assessoria