15/07/20 - 15:30:06

Vinícius Porto defende que eleição só deve ocorrer este ano mediante imunização

Na sessão remota realizada nesta quarta-feira (15) pela Câmara de Vereadores de Aracaju, Vinícius Porto (PDT) reiterou sua preocupação quanto à realização das eleições municipais este ano. Ele propôs ao presidente da Casa que articulasse uma reunião com os presidentes das Câmaras Municipais de todo o Brasil com o objetivo de buscar um posicionamento unificado dos parlamentares em relação ao assunto e que a decisão seja encaminhada ao Congresso Nacional para apreciação.

“Entendo que a eleição só deve ocorrer este ano se toda a população brasileira for imunizada contra o Coronavírus até o mês de setembro, data limite para a realização das convenções partidárias. Caso, contrário não há segurança sanitária para realizar o pleito. É inadmissível colocar as pessoas em risco. Acredito que este é um consenso entre a maioria dos vereadores. Por isso, precisamos ter voz junto ao Congresso Nacional e mostrar o nosso posicionamento em relação à questão. Temos que fazer uma ação integrada, inclusive com a participação da Associação Nacional dos Prefeitos”. É o que defende o líder do prefeito.

Vinícius ressalta que a necessidade de isolamento social imposta atualmente à sociedade brasileira, para prevenir o contágio do novo Coronavírus compromete a realização do pleito, especialmente a realização de eventos como as convenções partidárias e a própria campanha eleitoral, cujo processo é essencialmente presencial e pressupõe aglomeração, ato de rua, contato físico, aperto de mão.

Na avaliação do parlamentar, realizar a eleição este ano é uma afronta à democracia. “Diante da atual situação, a população não terá a oportunidade de conhecer os candidatos por meio da campanha política, que já está prejudicada. Hoje a campanha é feita de forma midiática, por meio das redes sociais, ou seja, o eleitor não tem oportunidade de contato, e, assim, já começa a prejudicar a democracia”, disse o vereador ao acrescentar que no momento, a prioridade é colocar a saúde da população à frente dos interesses políticos mais imediatos.

Fonte e foto assessoria