16/07/20 - 00:05:52

Belivaldo se mantém na luta

Diógenes Brayner diogenesbrayner@gmail.com

Sergipe registrou ontem mais 973 casos de pessoas infectadas pelo Covid-19. Entre elas o governador Belivaldo Chagas (PSD) que, como cidadão, também estava vulnerável ao vírus, apesar dos cuidados que adotou para evitar ser uma das vítimas. Pode-se ver isso como natural, assim como várias outras autoridades de todo o País também contraíram a doença, inclusive o presidente da República, Jair Bolsonaro. Tudo está sob controle e o governador está bem, sem sintomas e estará sob cuidados médicos necessários para ter uma recuperação rápida.

Belivaldo recebeu vários votos de solidariedade e desejos de “mais rápida recuperação”. Não apenas de aliados, auxiliares e amigos, mas de vários políticos que lhe fazem oposição – alguns até adversários. Tudo dentro do sentimento natural que se expõe diante de uma doença reconhecida como grave. Faz parte da civilidade entre os que estão de lados opostos, mas não se odeiam e nem se desejam mal por algum tipo de divergência política.

Mas teve também alguns que, se não comemoraram, passaram à impressão que foram à forra. Principalmente em grupos sociais. Alguns menos insensatos apagaram as mensagens que, claro, magoavam principalmente a família. Outros mantiveram, mas foram criticados até por aqueles que podem ter divergências pessoais com o governador. A crueldade se manifesta de todas as formas, inclusive com apenas uma frase quando se direciona de forma torpe e mentirosa.

Não é bom sinalizar para pessoas ou grupos que vomitaram inconveniências. Deixa para lá, porque não se vai a lugar algum com essa espécie de deduragem. O problema é que alguns “cientistas de ocasião” consideraram que o Governo e a Prefeitura de Aracaju tomaram medidas muito tardes para evitar o número de vítimas. Não é verdade. O vírus apareceu entre novembro e dezembro no Japão, mas no Brasil só foi confirmado o primeiro caso numa quarta-feira, 26 de fevereiro. Um homem de 61 anos deu entrada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, com histórico de viagem para Itália, região da Lombardia, apresentando sintomas que depois fora confirmado.

Já no dia 16 de março – 20 dias após o primeiro caso – foi editado o primeiro decreto que fechava o comércio e aconselhava o isolamento social. Providência imediata, embora os mais severos critiquem falta de leitos de UTI,s e enfermarias no sistema de saúde público, além de testes imediatos para detectar infectados. Sinceramente é exigir demais, porque nenhum Estado brasileiro estava preparado para enfrentar uma pandemia, como acontece em grandes catástrofes. Mas não se pode negar a dedicação e luta dos governadores para evitar o colapso e nenhum deles obteve sucesso, exatamente em razão da rebeldia popular que se recusou a ficar em casa. A população continua sendo a maior transmissora do Covid-19.

Quanto às críticas ao presidente Bolsonaro, principalmente depois que foi afetado, ocorreu porque ele desdenhou da pandemia, chamando-a de ‘gripezinha’ e induziu seus seguidores a saírem às ruas, receitando medicamentos que as sociedades medicas e científicas não recomendavam e até reprovavam. Já Belivaldo caiu em campo, ampliou o número de leitos, inclusive de UTI,s e mantém o Estado sob vigilância sanitária, apesar da desobediência popular. Está com o vírus e anunciou de forma transparente, agora enfrenta dois desafios: curar-se o mais rápido possível e trabalhar para que o Covid perca força em Sergipe.

Belivaldo e a Covid

O governador Belivaldo Chagas (PSD) teve pessoas próximas a ele que já estiveram o Coronavirus, mas sempre se precaveu e preferiu ficar em sua fazenda em Simão Dias.

*** Nunca relaxou no uso de máscaras e nos cuidados que inclusive orienta para os sergipanos.

*** Semana passada esteve com algumas pessoas e admite que tenha adquirido nesses contatos. Belivaldo também está assintomático.

Mais empatia

Priscila Felizola postou ontem que fica “chocada em ver algumas pessoas tripudiarem ao saber da doença de quem quer que seja”.

*** Segundo ela, “governador, prefeito, lojista, enfermeiro, médico, secretária do lar… Qualquer cidadão tem família, e merece ser respeitado! Mais empatia meu povo”, pede.

Alternativa segura

A vice-governadora Eliane Aquino (PT) solidarizou-se ontem com o governador Belivaldo Chagas, que deu positivo para o coronavirus.

*** Aproveitou e reconheceu que “mesmo com o avanço da ciência, ainda sabemos muito pouco sobre o coronavírus”.

*** Para Eliane, “a alternativa mais segura continua sendo o isolamento social e o uso de máscaras”, insistiu.

Jerônimo em casa

O ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis, que esteve internado com o Covid-19 por cinco dias, já está em casa e segue orientação médica.

*** Jerônimo não precisou de entubação e foi se recuperando com a assistência que recebeu no hospital em sua cidade.

Candidato bolsonarista

De Brasília chega informação importante: o grupo bolsonarista Brasil 200, que tem em Sergipe um dos coordenadores nacionais, Lúcio Flávio, quer lançar um nome a prefeito de Aracaju e não apoia nenhum dos pré-candidatos citados.

*** O presidente Bolsonaro quer prefeitos em todas as Capitais. Em Aracaju a ministra Damares Alves seria a coordenadora

Auxiliando Estados

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) reconhece que o Congresso e o Governo Federal, em conjunto, estão auxiliando os Estados e municípios nesse momento de dificuldades.

*** Explicou que esses “recurso que viabilizamos é pra diminuir o impacto da perda de arrecadação em decorrência da pandemia”.

Disputa em 50 municípios

Fábio Mitidieri diz que as eleições municipais estão mantidas para dia 15 de novembro. Mas admite: “claro que a pandemia irá dizer se isso será possível”.

*** Sobre o seu partido, adianta que o PSD irá disputar chapa majoritária em mais de 50 municípios, “conforme nos preparamos”.

*** E acrescenta: “fizemos nosso dever de casa.”

Indicar o vice

O Republicanos realizou reunião na terça-feira, e decidiu que só apoia candidatura a prefeito em Aracaju se indicar o vice.

*** Tem dois nomes que considera fortes: o do ex-deputado federal Jony Marcos e o do pastor Mardoqueu Bodano, ex-deputado estadual.

*** O Republicanos recebeu telefonema do presidente do PL, Milton Andrade, pautando uma conversa com a delegada Danielle Garcia, pré-candidatura à prefeita de Aracaju.

Contra Gilmar

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) acha correta a postura do ministro da Defesa. Diz que Gilmar Mendes abusa das suas prerrogativas de ministro do STF há muito tempo, ofendendo pessoas e instituições.

*** – Em um país sério já teria sido afastado via impeachment. A democracia exige equilíbrio e respeito.

Cadê à ‘arminha’?

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho, diz que agora Bolsonaro volta atrás na portaria das munições, porque corre uma ação popular na Justiça em que ele só perdeu até agora.

*** – Quer colocar a culpa em Moro. Moral da história: chumbo trocado não dói. Cadê a arminha? Ironiza o senador.

Pesquisa em formação

O grupo formado pelo DEM, PSB, Avante e Patriotas vai iniciar uma pesquisa interna para formação de chapa majoritária entre eles.

*** Os preparativos para a pesquisa estão sendo ultimados e as perguntas serão avaliadas para levar à população.

Sem intenção

O presidente municipal do Partido Liberal (PL), empresário Milton Andrade, disse ontem que o seu partido não tem a intenção de integrar a chapa liderada pela delegada Danielle Garcia (Cidadania) como vice.

*** Milton vem atuando junto à delegada e articulando conversas com outros partidos para ampliação do bloco.

Imagem diferente

Milton Andrade (PL) leva aos partidos com os quais mantém contato a imagem de uma Danielle Garcia (Cidadania) zen, mas com o perfil e a cara dela.

*** Segundo um político influente, o Cidadania já percebeu que o senador Alessandro Vieira atrapalha e afasta partidos para composições e eleitores.

*** Danielle tem a estratégia de se afastar de Alessandro Vieira pelo estilo do senador e por imposições e critérios que ele impõe.

*** Aliás, Milton Andrade entrou em contato para conversas com o Republicanos, com o DEM e com outros partidos.

Uma boa conversa

Mais intenso – Boa parte dos políticos está começando a sentir os efeitos do coronavírus, que chega a Sergipe com maior intensidade neste período.

Testou positivo – O governador Belivaldo Chagas testou positivo e surpreendeu. Ele atendeu a auxiliares ontem e reuniu-se com o comitê econômico. Está assintomático.

Eduardo Amorim – “Assim que tomei conhecimento que o governador Belivaldo Chagas havia testado positivo para a Covid-19, enviei mensagem desejando boa recuperação”.

Emir Sader – Do jornalista Kennedy Alencar aos lavajatistas, militares, ministros e parte da imprensa: “embalem o genocida que pariram”.

Poder360 – Aí é a mais absoluta loucura: “Governo revoga extinção do serviço do SUS a detentos com transtorno mental”.

Ressuscita ideia – O ministro da Economia, Paulo Guedes, ressuscitou a ideia de criar um novo imposto com um mecanismo de cobrança semelhante ao da CPMF.

Xico Graziano – O Brasil fez a maior, e a pior, reforma agrária do mundo. A área distribuída é 6,5 vezes maior que a agropecuária paulista.

Sem salários – Em meio às denúncias de corrupção na Saúde, profissionais da linha de frente estão com salários atrasados e sem condições de trabalhar.