17/07/20 - 05:17:17

Deputado diz que indicadores de Sergipe são desastrosos e secretária confirma! 

Em Sergipe, quando o cenário parece que já está muito ruim, sempre há uma forma de piorar! Durante a oitiva da Secretária de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS), Lêda Lúcia Couto de Vasconcelos, na manhã dessa quinta-feira (16), a respeito das ações de sua Pasta durante a pandemia, em mais uma sessão remota da Assembleia Legislativa, chamou atenção deste colunista a abordagem feita pelo autor do requerimento de convite foi do deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB).

Na oportunidade o deputado agradeceu a auxiliar do governo na Pasta comandada pelo Partido dos Trabalhadores por esta ter atendido o convite, mas pontuou que há muitos anos que Sergipe vem sofrendo com “indicadores sociais desastrosos”! Segundo Guimarães, a Secretaria de Inclusão sempre está “estudando” alguma coisa, mas precisa colocar as ações, efetivamente, em prática! Ele chegou a questionar o que foi feito pelo governo com os recursos provenientes do Fundo de Combate à Pobreza.

Segundo Zezinho Guimarães, o Estado arrecada por ano mais de R$ 50 milhões com o Fundo e que, após 10 anos de sua criação, é preciso que o governo explique o que foi feito com os R$ 500 milhões! Será que o Fundo acabou, realmente, com a Pobreza em Sergipe? O que foi feito com esse volume grande de dinheiro? Zezinho chegou a sugerir que a secretaria comandada pelo PT deve “estudar menos e praticar mais”, ressaltando que o combate à pobreza no Estado é carente de uma “coordenação”.

Ao longo da exposição, a secretária já surpreendeu a todos quando pontuou que parte (ou a totalidade) dos recursos que são depositados no Fundo não são geridos pela sua Pasta, responsável por destinar a finalidade do dinheiro, mas a Secretaria da Fazenda, ou seja, quem prioriza o que é relevante em Sergipe para o combate à pobreza não é a SEIAS, mas a SEFAZ! Por aí já dá para imaginar que, se esse volume de recursos fosse aplicado diretamente para os mais pobres, o cenário poderia ser outro…

Poderia, mas não é! A “cereja do bolo” se deu quando Lêda Lúcia, como professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), surpreendeu mais ainda quando confirmou a “avaliação” de Zezinho Guimarães, em síntese, reconhecendo que os indicadores sociais de Sergipe são realmente desastrosos, pontuando que se trata de uma questão “estrutural” e que “não se muda de um ano para o outro”; ela, inclusive, discordou do “excesso de estudos”, pontuando que, na realidade, não se tem estudo…

De fato temos um cenário trágico em vários aspectos em Sergipe, mas agora pode-se dizer com propriedade na área social. Não custa lembrar que a Inclusão é gerida pelo PT há anos, legenda que se vangloria pelo histórico social no País, sobretudo no Nordeste. Também é válido pontuar que, desde 2007, somos geridos pelo mesmo agrupamento político, ou seja, não é difícil de responsabilizar quem criou todo este “caos social” que agora está exposto, sem subterfúgios! Deu até saudade do “assistencialismo”…

 

Veja essa!

Durante a exposição da secretária de Inclusão na Alese, o deputado estadual Zezinho Guimarães foi enfático ao afirmar que “os indicadores sociais de Sergipe são desastrosos”! O parlamentar chegou a falar em uma redução do programa “Mão Amiga Laranja” em quase 500 famílias de um ano para o outro.

 

E essa!

“Pela explicação da secretária, todas estas pessoas deixaram de ser catadoras? Melhoraram de vida? A secretária disse que a reduziu porque a cana (de-açúcar) agora é mecanizada! A cana continua do mesmo jeito! Não temos terras planas e o corte da cana não pode ser mecanizado! Segue o mesmo processo de queima e corte manual”, explicou o deputado.

 

Lêda Lúcia I

“Nós procuramos aumentar a proteção social e garantir a defesa da vida, através do engajamento da participação solidária da sociedade. Estamos dividindo a exposição em quatro grandes blocos de políticas sociais de responsabilidade da nossa Pasta. O primeiro deles de Inclusão e Direitos Humanos, porque somos responsáveis por alguns grupos vulneráveis; Assistência Social; Inclusão Produtiva e Cidadania; e Segurança Alimentar e Nutricional”, explicou a secretária.

 

Lêda Lúcia II

Lêda Lúcia ressaltou para os deputados sobre as políticas de monitoramento e controle social, além da necessidade de se elevar a consciência sanitária da sociedade. Para ela o reconhecimento das políticas públicas é importante porque se as pessoas souberem como se proteger, já ajudará bastante. “Cestas básicas e enxovais são atribuições dos municípios. Cabe ao Estado o cofinanciamento, coordenação da alta complexidade, prestação de apoio técnico, capacitação e educação permanentes”.

 

Cartão Mais Inclusão

No enfrentamento da pandemia ela falou ainda da implantação do Cartão Mais Inclusão (CMAIS) que consiste no repasse mensal de um auxílio de R$ 100 para famílias de baixa renda, devidamente cadastradas pela SEIAS e que já não estejam contempladas em outros programas sociais. “Desde abril as pessoas começaram a receber este cartão que é um programa de transferência de renda, na aquisição de gêneros alimentícios, na rede credenciada pelo Banese. São famílias com renda per capita até R$ 89 e nós estamos ofertando uma ajuda para quem está na condição de extrema pobreza”.

 

Zezinho Guimarães I

Outro ponto que mereceu críticas do deputado foi sobre o CMAIS. Para Zezinho Guimarães a secretaria de Inclusão não teve capacidade de encontrar 25 mil pessoas de baixa renda para contemplar com o auxílio de R$ 100. “O programa era para beneficiar 25 mil pessoas. Não tem um cadastro que identifique 25 mil pessoas pobres em Sergipe? É um auxílio pequeno, mas importante”.

 

Zezinho Guimarães II

“Não chegaram nem aos 25 mil e o pior: quase nove mil não foram encontrados! Precisamos essa política de inclusão social do governo sob pena de passarmos mais dois anos sem realizarmos o mínimo necessário”, completou o deputado Zezinho Guimarães, que questionou qual a real finalidade do Fundo de Combate à Pobreza.

 

Outros programas

A secretária destacou a importância social do Restaurante Padre Pedro para os grupos vulneráveis, com alimentação de qualidade, além do fornecimento de álcool 70º e máscaras para as casas de apoio e comunidades vulneráveis. Ela registrou o programa social “Solidarize-se” e a campanha “Cuidando de quem Cuida”. “O máximo que podemos fazer, estamos fazendo, mas não estou satisfeita. Estamos buscando aprimorar nossas ações. Peço que os deputados olhem com carinho o sistema de assistência social do nosso Estado”.

 

Falando nele

Continua dando muito o que falar nos bastidores da política e nos segmentos empresariais o projeto do também deputado Luciano Pimentel (PSB) estabelecendo a obrigatoriedade de manutenção de um profissional da área de enfermagem, nas empresas privadas com mais de 200 funcionários, enquanto perdurar o estado de emergência na saúde pública em todo Estado de Sergipe. Zezinho Guimarães foi único deputado que votou contrário à proposta. Já em crise, com seus comércios fechados ou semiabertos, os empresários não gostaram da propositura que, segundo ele, gera ainda mais despesas…

 

Valadares Filho I

Durante entrevista ao Jornal Cinform Online, o presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Valadares Filho, confirmou que prepara sua pré-candidatura à Prefeitura de Aracaju e acredita em um resultado positivo no pleito deste ano. Para ele, a atual administração enfrenta um grande desgaste e isso, provavelmente, levará a disputa ao segundo turno.

 

Valadares Filho II

“A cidade de Aracaju vive uma crise na saúde que não é recente e se agravou devido a pandemia. Não há ações efetivas por parte da gestão no combate ao novo coronavírus. Tudo se desenha para que este ano sejam lançados vários candidatos, o que deve contribuir para uma decisão em dois turnos na capital”, disse.

 

Otimista

Questionado se há receio na disputa pela terceira vez para o executivo municipal, Valadares Filho se manteve otimista. “Com determinação e persistência vamos tirar o que está aí, o momento chegou. Aproveitei este tempo sem um mandato político para aprender e refletir sobre tudo na vida, pude me preparar e estudar ainda mais, me especializar e me capacitar para os desafios futuros”, garantiu.

 

Pleito diferente

O pré-candidato disse ainda acreditar que o pleito deste ano será muito diferente dos demais por conta das regras sanitárias e de distanciamento social. “Viveremos uma eleição muito diferenciada, em meio a uma pandemia mundial onde diversas pessoas perderam familiares, com o fechamento de comércios e empresas, desemprego. Acredito que teremos pouco contato físico, não haverá comícios, carreatas ou caminhadas. Todos estamos nos readaptando a esse novo momento”, concluiu.

 

Paulo Márcio

Segundo o pré-candidato a prefeito de Aracaju pela Democracia Cristã (DC), delegado Paulo Márcio, a solução para os alagamentos e outros problemas decorrentes das chuvas passa pela execução de um projeto de macrodrenagem em toda a cidade de Aracaju, bem como “pela aprovação de um novo Plano Diretor que venha a regulamentar o uso e ocupação do solo urbano, que a atual gestão não prioriza por ser subserviente aos interesses das grandes construtoras e especuladores imobiliários”.

 

Geverson Santana

Pré-candidato a vereador em Aracaju, o jovem Geverson Santana, o “Gegê da Veneza” denuncia que já são 18 anos de abandono da gestão municipal com a região do Jardim Centenário, conhecida por “Quilombo”. “São muitos anos com o povo daquela região sofrendo com a falta de saneamento básico e asfaltamento; quando chove forte a canal que está ao lado transborda e a água suja invade as casas de muitos moradores, sem contar os ratos e baratas que circulam por ali, um risco para as crianças da região”.

 

Sheyla Galba I

A 1ª suplente de deputada estadual e integrante do Movimento Mulheres de Peito, Sheyla Galba, anunciou nesta quarta-feira, 15, que é pré-candidata a vereadora por Aracaju. Através das redes sociais, ela afirmou que vem lutando por um tratamento digno contra o câncer há alguns anos e que essa batalha deve ser levada à esfera política nas eleições deste ano.

 

Sheyla Galba II

“Durante meu tratamento contra o câncer vi de perto os problemas de falta de medicação, quebras constantes da máquina de radioterapia, grande fila para o tratamento, falta de políticas públicas para a prevenção e tratamento e quase nada sendo feito para os cuidados paliativos. Em 2018, fui convencida de que poderia ser uma voz ativa na Assembleia e me candidatei a deputada estadual obtendo 11.969 em todo o Estado e 7.474 votos em Aracaju. Ou seja, as pessoas compreenderam nossa luta”, lembrou Sheyla.

 

Bandeiras
Ela garante que a luta contra o câncer será uma das suas bandeiras de campanha. Sheyla lembra que em Sergipe são diagnosticados 5 mil novos casos câncer todos os anos. De acordo com ela, falta à Prefeitura políticas de atuação de prevenção fortes nas nossas escolas e melhor acolhimento às famílias nas UBS, por exemplo. “A nossa atenção básica precisa atuar para que a gente diminua os índices de pessoas com câncer. Precisamos desenvolver campanhas de conscientização em toda a esfera municipal. Por si só, o tema câncer é gigantesco e merece um debate amplo e sério da parte de toda a sociedade”, afirmou Sheyla.

 

Emília Corrêa I

No período em que a pauta violência contra mulher tem ganhado repercussão, em virtude dos crescentes casos em meio à pandemia, a Câmara Municipal de Aracaju (CMA), aprovou, durante Sessão remota, o Projeto de Resolução 19/2019, de autoria da vereadora Emília Corrêa (Patriota), que dispõe da criação da Procuradoria da Mulher no âmbito municipal.

 

Emília Corrêa II

“Esse é realmente um momento muito importante para todos nós. Diria, até, histórico, um divisor de águas. O Legislativo Municipal não tinha sua Procuradoria da Mulher. Da mesma maneira que existe em outros órgãos, e fazem um excelente trabalho, a CMA fará e será um legado que vai ficar. Agora, vamos poder recebê-las e cuidar em todas as esferas”, enfatizou Emília.

 

Emília Corrêa III

Por fim, a Emília reforçou a finalidade da criação da Procuradoria e agradeceu a votação favorável dos demais parlamentares. “Hoje estamos cumprindo com essa função. A partir de agora, essa será mais uma alternativa para que as mulheres possam buscar amparo e orientação. Pois a Procuradoria é muito mais ampla que uma comissão e de uma Frente Parlamentar. Ela dá um norte a essa mulher que por inúmeros motivos, não consegue ir à uma delegacia”.

 

Anderson de Tuca I

O vereador Anderson de Tuca (PDT) protocolou na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) uma solicitação em face do Poder Executivo, dirigida à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) para a instalação de redutores de velocidade (quebra-molas) na Avenida Novo Paraíso, no trecho compreendido entre a Tv. Álvaro Sampaio e Av. Lauro de Britto Porto – situado no bairro Industrial, zona norte da cidade.

 

Anderson de Tuca II

A indicação foi encaminhada após reclamações dos moradores do local, que se queixam do alto tráfego de veículos no trecho e da periculosidade que os pedestres sofrem com o risco de atropelamentos e acidentes, causados pela imprudência de condutores de veículos. O parlamentar também endossa a importância da conscientização no trânsito, para que vidas sejam preservadas.

 

Anderson de Tuca III

“Com a colocação dos quebra-molas no trecho que compreende a Avenida Novo Paraíso, os moradores terão mais tranquilidade em questão da redução de acidentes por atropelamentos. Portanto, encaminhamos a demanda ao Poder Executivo para que faça a sua parte com os órgãos competentes, a fim de instalar o redutor de velocidade na localidade devidamente sinalizado. Também é dever do cidadão atentar-se às regras do trânsito e saber que ali circulam vidas que precisam ser preservadas”, disse Anderson.

 

Apoio a Rodrigo

O candidato a Senador pelo PSL na eleição passada, o professor e advogado Cadú Silva, que obteve mais de 40 mil votos em todo o estado, e mais de 20 votos em Aracaju, fechou com a pré-candidatura do deputado Rodrigo Valadares para a prefeitura de Aracaju, sendo ele um dos responsáveis pela elaboração do Plano de Governo.

 

Venâncio e Valmir

Este colunista já teve a oportunidade de prestar seus serviços aos dois amigos e, ambos, celebraram aniversário no mesmo dia, nessa quinta-feira (16): os ex-deputados estaduais Venâncio Fonseca e Valmir Monteiro. Gratidão aos dois! A coluna manifesta votos de saúde e de congratulações pelos aniversários.

 

Alô São Conrado!

A campanha eleitoral nem começou mas já tem pré-candidato religioso promovendo reuniões e aglomerações com famílias carentes do bairro São Conrado; começam a “vazar” registros de pessoas sem máscaras e sem qualquer isolamento social. Sem contar que o bairro tem vários registros de pessoas infectadas com a COVID-19. Até distribuição de lanche está ocorrendo nas periferias. É muita “fé” que a justiça eleitoral vai manter tudo impune…

 

Nota de Solidariedade

Virou moda em Sergipe! Semana passada os “amigos de Edvaldo” assinaram uma nota de apoio ao prefeito de Aracaju após a Operação Serôdio da Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU). Os autores classificaram a ação dos órgãos fiscalizadores como “política”; agora os “adversários de Edvaldo” assinam outra nota de solidariedade agora ao trabalho desenvolvido pelo MPF, PF e CGU. “O respeito às instituições é parte do fortalecimento da nossa democracia”, concluiu a nota.

 

Alô Servidor!

A Asese e Uninassau fecham parceria e servidores públicos conquistam descontos de até 70% em todos os cursos de graduação. A Associação de Servidores do Estado de Sergipe (ASESE), através do diretor presidente Iraldir Silva firmou essa importante parceria com a faculdade Uninassau Aracaju.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

[email protected] e [email protected]