21/07/20 - 09:01:01

INFECTOLOGISTA ALERTA PARA CUIDADOS COM CONVIVÊNCIA COM PESSOA EM ISOLAMENTO

Tão importante quanto manter os cuidados individuais fora de casa é estar atento e realizar a higienização no ambiente interno para acabar com a circulação do vírus na residência, principalmente se existir uma pessoa positivada pela Covid-19 e em isolamento domiciliar. Somente no último boletim epidemiológico da Covid- 19,  divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) no último domingo, 19, 18.295 pessoas cumprem isolamento domiciliar no Estado.

Entre as precauções, os cuidados com a proximidade física, destinação correta dos resíduos e manter o ambiente sempre arejado, são fundamentais como explica a infectologista e intensivista do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Josy Erreria.“Quem está infectado em casa deve ficar isolado em um cômodo, não dividir banheiro,  separar sua própria roupa em um saco plástico e não deixar ninguém lavar essa roupa, só depois de uns 10 dias colocar de molho em sabão e fazer a lavagem, se a pessoa for acamada e não tiver condições clínicas para fazer isso, deve deixar no saco e só lava depois porque o vírus morre ali mesmo. O mais importante é o isolamento e não dividir o quarto caso tenha mais pessoas na família e que os outros fiquem de máscara assim como o doente”, explicou a infectologista.

Ela ressaltou, ainda, que a higienização do ambiente deve ser rigorosa e diária. “Essa limpeza deve ser forte e rigorosa, mais de uma vez por dia, com álcool a 70%, passando na maçaneta da porta, interruptores, botão do vaso sanitário se for apenas um vaso para a casa toda, os talheres e copos devem ser individualizados para aquela pessoa, os aparelhos eletrônicos também devem ser higienizados e o ideal é a utilização do álcool isopropílico que não danifica os aparelhos”, disse Josy Erreria.

A pessoa responsável pela limpeza deve usar máscara e luva. É importante lembrar que os sapatos podem servir de meios de transportes para o vírus, portanto, deve deixá-los do lado de fora da casa. A estudante Lisley Silva, 29, foi infectada pelo coronavírus. Ela mora com a mãe e essa foi sua maior preocupação durante toda a quarentena. “Passei por dias difíceis e venci essa batalha, tive muito medo por causa da minha mãe e de todo o esforça que fazia para cuidar de mim. Tomamos todos os cuidados com a higienização da casa e do meu quarto, graças a Deus deu tudo certo, estou curada”, finalizou.

Informações e foto SES