24/07/20 - 00:45:00

Bolsonaristas terão candidato em Aracaju

Diógenes Brayner[email protected]

Os seguidores do presidente Jair Bolsonaro em Aracaju estão se preparando para lançar um pré-candidato a prefeito. Até o momento um único nome citado: publicitário Lúcio Flávio (Avante). O partido é presidido em Sergipe pelo empresário Clóvis Silveira, que ainda avalia condições para assumir uma candidatura majoritária, sem que haja uma boa consistência de apoio e eleitoral. Mesmo assim os bastidores se agitam e as conversas correm, para que o bolsonarismo esteja na disputa por Aracaju.

O presidente Bolsonaro já pediu que o seu grupo não deixasse de apresentar candidatos nas capitais. E em Aracaju já há um nome trabalhando, o de Lúcio Flávio, que está na chapa para disputar vaga na Câmara Municipal. Pode-se dizer até que não há chance para isso, mas é decisão consensual do bloco bolsonarista não votar em nenhum dos pré-candidatos apresentados até agora. Abriria exceção apenas para a vereadora Emília Correa (Patriotas), que se recusa até mesmo a ser vice. Ela tem como certa a reeleição e tentará vaga de deputada federal em 2022.

Os bolsonaristas acreditam que a presença de um candidato diretamente ligado ao presidente da República mude o cenário das pesquisas já realizadas neste período. Surpreendeu, por exemplo, a opinião de um gabaritado analista político de Sergipe, ao avaliar que, em sendo Lúcio Flávio candidato a prefeito de Aracaju, vai para o segundo turno com o ex-deputado federal Marcio Macedo (PT). Uma visão que levou a rir até mesmo a inexperientes ‘pitaqueiros’ da política sergipana, que consideraram a avaliação absolutamente em desatino com o quadro que se presencia na Capital.

A justificativa seria uma reação do eleitorado à administração de Edvaldo Nogueira – auferida como muito boa – e o crescimento incontrolável do candidato petista, o que provocaria aquilo que os bolsonaristas mais desejam, que é derrotar um nome vinculado a Lula. Dentro da mesma avaliação estaria fora a delegada Danielle Garcia (Cidadania), pelo seu vínculo com o ex-juiz Sérgio Moro, acrescido da sua dependência ao senador Alessandro Vieira (Cidadania), que o bloco vinculado ao presidente o vê como se tivesse traído seus compromissos.

Um fato ficará claro: com o lançamento de um candidato do Avante à Prefeitura de Aracaju, tendo por trás a força do apoio dos bolsonaristas, a possibilidade da formação de uma aliança entre DEM, Patriotas, PSB e o próprio Avante volta à estaca zero. É que há conversa entre o provável pré-candidato a prefeito Lúcio Flavio, para que a delegada Georlize Teles (DEM) seja vice nessa chapa, Isso anima a sigla, que tem conversa aberta com esse propósito. Com isso, o pré-candidato do PSB, Valadares Filho, terá que buscar outra estrutura para composição, que ainda não tem previsão.

Belivaldo e fim da quarentena

O governador Belivaldo Chagas (PSD) só vai viajar no domingo a Simão Dias, onde fica até segunda-feira e retorna no final da tarde.

*** Vai finalizar a quarentena na quarta-feira e retorna às atividades no dia seguinte. Até quarta-feira fará alteração no decreto para recuperação da economia e admite que “aos poucos chegaremos lá”.

André assume duas Pastas

Por volta das 21:30 horas de ontem, o ex-deputado federal André Moura (PSC) aceitou o convite do governador do Rio. Wilson Witzer (PSC) e assume duas Pastas: Casa Civil e Governo.

*** Tudo muito rápido: às 22 horas circulou edição extra do Diário Oficial com a sua nomeação, e André já recomeça hoje.

*** Um detalhe: foram exonerados todos os auxiliares que eram seus adversários e terminaram por provocar o seu afastamento.

Mais um pré-candidato

O publicitário Lúcio Flavio (Avante), integrante do grupo BR-200, que apoia a Jair Bolsonaro, depende do aval de seu partido para ser candidato a prefeito de Aracaju.

*** Essa dependência é apenas uma avaliação de probabilidade, que vem sendo feita pela Direção Regional do Avante em Sergipe.

*** Mesmo assim, Lúcio Flavio já começou a atuar como pré-candidato e conversa com partidos à busca de composição. Já esteve com pelo menos cinco.

Damares dará entrevista

Na próxima semana, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Lima, dará entrevista a uma rádio de Aracaju, via online, anunciando que apoia Lúcio Flávio a prefeito e que será o nome do presidente Bolsonaro.

*** Não está confirmado, mas é possível que Jair Bolsonaro venha a Aracaju para também declarar apoio a Lúcio.

*** Quem também estará na entrevista de Damares é Davi Calazans, do Conselho Nacional de Direitos Humanos.

Almeida no bloco

O ex-senador Almeida Lima, hoje filiado ao PRTB do vice-presidente general Mourão, desistira de sua candidatura à Prefeitura de Aracaju e vai integrar o projeto de candidatura a prefeito do publicitário Lúcio Flávio (Avante).

*** Almeida participa do projeto e vai engrossar as fileiras dos apoiadores. Não será o candidato a vice, embora possa se credenciar.

Georlize na vice

Já a pré-candidata do DEM a prefeita de Aracaju, delegada Georlize Teles, tem o seu nome bem citado e cotado. Ela já conversou com Lúcio Flávio por telefone e pessoalmente.

*** Não se descarta a possibilidade de Georlize ser a vice de Lúcio.

*** Também já houve contatos mantidos com o presidente do DEM em Sergipe, José Carlos Machado.

Não apoia outro nome

Os grupos ligados ao presidente Bolsonaro em Sergipe não apoiam nenhum dos nomes lançados a pré-candidatos a prefeitos de Aracaju.

*** Não querem nem falar em Márcio Macedo (PT) e pior ainda na delegada Danielle Garcia (Cidadania), principalmente em razão de sua ligação ao senador Alessandro Vieira.

Heleno e o vice

O ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos) disse ontem que “nem eu e nem Jony” informamos que o partido poderia se aliar ao Cidadania e indicar o vice-prefeito.

*** Heleno confirma que teve uma conversa com o articulador político de Danielle Garcia, empresário Milton Andrade: “falamos sobre política mas não tratamos sobre isso”.

*** Segundo Heleno, a “informação deve ter sido passada por um outro filiado ao partido”.

Política com respeito

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) diz que faz política com respeito: “meu nome e minha história não possuem máculas. Sempre agi com responsabilidade”.

*** E mais: “Críticas construtivas são naturais, especialmente na política, mas sem agredir ninguém”.

*** E conclui: “Não vivo de conveniência política, nem desrespeitando e falando mal de ex-aliados”.

*** Eduardo está chateado com insinuações sobre atos de corrupção praticados pelo PSDB paulista, que feriria a tese de ‘virgindade’ política do Cidadania.

Danielle x Alessandro

A declaração é da pré-candidata pelo Cidadania, delegada Danielle Garcia: “ouvi uma entrevista de um pré-candidato à prefeitura de Aracaju em que tenta, mais uma vez, me colar na imagem do senador Alessandro Vieira, dando a entender que eu e Alessandro somos uma só pessoa”.

*** E se explica: “fui delegada 19 anos e em apenas dois anos Alessandro foi meu chefe. Acho estranho que pessoas tentem fazer uma ‘nova política’ e usem mentiras como base de atuação”.

*** Conclusão: Danielle não quer ter seu nome colado ao de Alessandro Garcia.

Sem extremismo

O líder do PT no Senador Rogério Carvalho disse ontem que o “Brasil precisa sair do idealismo ideológico”. Para ele: “nenhum extremismo faz bem para qualquer sociedade”.

*** E mais: “o extremismo que Bolsonaro colocou, o Brasil está nos afastando dos investidores nacionais e internacionais, aprofundando a crise financeira, política e da saúde pública”!

Uma boa conversa

Clóvis Silveira – Em uma sociedade anestesiada, muitos só conseguem sentir que estão vivos odiando. Mas que prazer é esse que há no ódio?

Vera Martins – Preocupante. O presidente Bolsonaro foi visto essa tarde sacando uma caixa de cloroquina do bolso para mostrar às emas do Alvorada

Subtenente Edgard – Será chapa hilária e 2022, presidente Sérgio desMOROlizado e vice-presidente Nelson Mutretta, ou vice-versa, é a mesma porcaria.

Sabrina escreve – A imensa dificuldade que Bolsonaro tem em governar é o preço de elegermos um presidente sem termos construído base.

O Antagonista – A MP 934 libera as escolas de ensino básico e universidades de cumprirem a quantidade mínima de dias letivos em 2020, o ano da pandemia.

Diário do Nordeste – Pandemia deixa 397 mil de trabalhadores cearenses sem remuneração em junho.

Deu no UOL – Presidente Jair Bolsonaro diz que ‘não tem como evitar morte’ ao falar sobre Covid-19.

Metrópole – Segundo levantamento, a pergunta “o que é fascismo?” cresceu na mesma proporção, além do aumento no número de buscas por “antifas”.

Deu no Poder360 – Procuradoria suíça nega pedido do ex-presidente Lula da Silva (PT) para acessar arquivos da Odebrecht