27/07/20 - 08:59:34

Prefeitura disponibiliza balcões frigoríficos em espaço público do bairro América

Para atender às medidas sanitárias e de prevenção ao novo coronavírus, ao mesmo tempo, a Prefeitura de Aracaju promoveu adequações para implantar, no bairro América, o novo formato idealizado para as feiras livres.

De acordo com informações da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), foi observado que a feira do bairro, por acontecer em vias estreitas que ficam no entorno do mercado municipal Roberto Silveira, não acomodaria bem a nova estrutura, principalmente, neste momento de pandemia, quando é recomendado o espaçamento entre as bancas objetivando o distanciamento social.

Desta forma, a partir deste domingo, 26, a feira e o mercado do bairro América passam a funcionar, praticamente, de forma integrada.

“Apesar da redução do número de bancas, de 390 para 300, houve certa dificuldade para garantir o distanciamento no local onde ocorre a feira do bairro. E, em comum acordo com a empresa responsável pela montagem de todas as feiras de Aracaju, administradas por meio da Emsurb, instalamos os 75 balcões frigoríficos dentro do Roberto Silveira, ficando os toldos na área descoberta”, informa o presidente Luiz Roberto Dantas, que esteve no local, na manhã de hoje, para observar o resultado do trabalho neste primeiro dia mudanças.

Luiz Roberto lembra que, a padronização é fruto de um planejamento por parte da gestão, para garantir a continuidade da comercialização adequada dos produtos de origem animal e laticínios nas feiras do município.

O comerciante de carnes, José Oliveira, que negocia no local há cerca de 15 anos, disse que percebeu mais contentamento dos fregueses com a chegada dos balcões. “É que as carnes ficam conservadas. Isso passa confiança e garante a qualidade do que a gente vende”.

Como faz aos domingos, por mais de 30 anos, a moradora do bairro América, a dona de casa Cristina Couto, elogiou o novo formato implantado pela Prefeitura. Ela destaca a organização da feira que, na sua opinião, resultou em mais espaço para circulação. Cristina denomina como “essencial” a comercialização de carnes, aves, peixes e frutos do mar nos balcões refrigerados. “Posso afirmar que, além de organizado, tudo está mais higienizado”, completou.

Igualmente aos demais mercados municipais e feiras, esses espaços de compras do bairro América contam com ações de prevenção e orientação para evitar a proliferação da covid-19. Acontece, ainda, de forma intensificada, o monitoramento dos fiscais com o objetivo de recomendar o uso de máscaras pelos feirantes, permissionários e consumidores. Os espaços passam por limpeza, antes e após o período de funcionamento, e desinfecção.

Novo formato

Além da feira livre do bairro América, já funcionam com este modelo de comercialização, que dispõe de nova estrutura contendo balcões frigoríficos, bancadas para manuseio e corte de carnes e bancas para cereais e hortifruti, as feiras do Batistão (13 de Julho), 18 do Forte, Castelo Branco (Ponto Novo), Coqueiral, Costa Nova (Aruana), Jabotiana, Grageru, Orlando Dantas (São Conrado), Santos Dumont e Suíssa. Neste período de pandemia, 16 feiras estão autorizadas a funcionar. Elas acontecem de terça-feira à domingo e atendem todas as regiões da cidade.

Foto:Felipe Goettenauer