30/07/20 - 12:42:39

Quem é o servidor da PMA que está na sob investigação da Polícia Federal?

Apesar de “estranhamente” alguns setores da imprensa não terem dado tanta “ênfase” ao caso, nos bastidores do mundo político sergipano não se fala outra coisa: o primeiro “desdobramento” da Operação Serôdio, desencadeada recentemente, pela Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU) que investiga supostas irregularidades em todo o processo de construção do Hospital de Campanha da Prefeitura de Aracaju, inclusive desde a licitação.

Quando tudo parecia resolvido (para a PMA), eis que na segunda-feira (27) a Polícia Federal cumpriu um mandado judicial de afastamento cautelar das funções públicas de um servidor público da Prefeitura. Trata-se do coordenador-geral da Central de Compras e Licitações da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLOG), Rossini Espínola Santos. Mas quem é esse servidor da PMA que está na sob investigação da Polícia Federal?

Se trata do responsável pela grande maioria das licitações e dispensas realizadas pela Prefeitura de Aracaju, com algumas exceções. Um cargo altíssimo, de extrema confiança do prefeito e do Secretário da Fazenda. Na deflagração da operação foram obtidos indícios de que ele, que atuou na elaboração da Dispensa de Licitação nº 28/2020, favoreceu o empresário vencedor com a transmissão de informações sigilosas e com orientações de como a empresa deveria proceder para se esquivar das possíveis irregularidades.

Com base nas informações coletadas, a Polícia Federal representou pelo afastamento do servidor de suas funções públicas, o Ministério Público Federal opinou pelo deferimento da medida e a 1ª Vara Federal determinou o afastamento cautelar do servidor. Mas quem é Rossini? Em um breve levantamento este colunista verificou que ele exerceu cargo administrativo na Secretaria de Governo da PMA, como Diretor de Departamento de Apoio Técnico, entre 2007 e 2009, ou seja, gestão anterior de Edvaldo;

De 2010 a 2012 ele continuou na PMA, mas lotado no gabinete do prefeito Edvaldo Nogueira, como secretário-executivo; de 2013 a 2015, Rossini atuou como pregoeiro em cargo comissionado, com dedicação exclusiva, na Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, nomeado pelo então responsável pela SEPLAG e atual secretário da Fazenda da PMA, Jeferson Passos; em 2017, após seu retorno à Prefeitura de Aracaju, Edvaldo fui “resgatá-lo” para voltar a assessorá-lo, agora como Coordenador das Licitações.

Não se tem maiores informações sobre o que realmente ocorreu com Rossini e as razões que levaram ao seu afastamento essa semana, mas certamente ele não está sob investigação da Polícia Federal à toa! Este colunista tomou conhecimento de inúmeras conversas telefônicas interceptadas durante as investigações e é preciso cautela, por enquanto. Mas pelo histórico já se pode cravar que Rossini tem uma relação de grande confiança com Edvaldo e Jeferson Passos. Tem muita gente se preocupando com o “amanhã”, mas esquecendo do que já ocorreu no “ontem”…