05/08/20 - 01:04:08

Um passo à frente ou um tiro no pé?

Diógenes Brayner [email protected]

Está decidido: por mais inverossímil que pareça, o ex-deputado federal Valadares Filho será anunciado hoje pré-candidato a vice-prefeito de Aracaju. Quem disputa a Prefeitura, sendo cabeça de chapa, é a delegada Danielle Garcia (Cidadania). Se eleito, o mandato de vice não acrescenta nada ao currículo político do ex-deputado. Pelo seu histórico de disputas eleitorais, tem quem imagine que Valadares “surtou”, ao aceitar a inversão de valores. Danielle sequer foi eleita “rainha de qualquer fruta em festas de cidades do interior”, enquanto o seu companheiro de chapa passou bem em todas as suas disputas eleitorais, incluindo duas vezes a prefeito de Aracaju e uma ao Governo do Estado, todas chegando ao segundo turno.

A curiosidade maior é saber como o seu eleitor vai reagir a essa “descida de padrão”, o que nem de longe demonstra tática política, embora setores do seu partido considerem que o seja. Qual? Credenciar-se a ter apoio maciço do Cidadania para disputar vaga na Câmara Federal em Brasília. Valadares, de qualquer forma, tem até 14:30 horas para uma reflexão, inclusive de sugerir seu nome a prefeito e o da delegada a vice. Faria mais sentido e até poderia fortalecer a chapa, porque quem sempre votou em Valadares para cabeça de chapa, não se sentirá à vontade para tentar elegê-lo a um mandato inferior. Mas isso é preciso avaliar com o próprio tempo.

Entre aliados do ex-deputado federal Valadares Filho, a sua decisão em compor uma chapa como vice da delegada Danielle Garcia provocou preocupação tanto na situação quanto na oposição. Uma das informações que se espalhou é que a Direção Nacional do PT procurou diretores do PSB, em Brasília, para tentar desfazer essa montagem e atrair o apoio do ex-deputado. Da situação, dezenas de políticos e líderes fizeram ligações para Valadares aplaudindo a decisão e até admitindo que reveriam posição, assim como a vereadora Emilia Corrêa (Patriotas), que detém boa votação em Aracaju, estaria revendo sua posição de retornar seu entendimento com o Cidadania.

Aliás, a questão do Patriotas pode até fazer sentido. O presidente do partido, Ueber Márquez, tende a seguir apoiando o pré-candidato à vice, Valadares Filho, caso seja confirmada a chapa, hoje à tarde, tendo à frente Danielle Garcia. Aliás, o ex-deputado ficou de ligar para Uezer hoje pela manhã, se o fizer e anunciar essa decisão, pretende reunir o partido amanhã e consultar os filiados para saber a posição. Se a maioria apoiar, a aliança pode ganhar uma nova legenda. Isso é certo.

Entretanto, várias lideranças políticas, entre elas presidentes de partidos e figuras que têm influência eleitoral no Estado, principalmente as que conhecem a história dos Valadares, são unânimes em dizer que a decisão de disputar a vice foi “um tiro no pé”. Um deles disse que não será importante “nem se ele ganhar”. A sorte está lançada (ou  azar?) e cada um sabe o que politicamente lhe serve, mesmo que não valha na política que “um passo atrás valem dois à frente”, porque não se trata de ciência exata e o risco sempre está presente.

Claro que Valadares Filho não senta à mesa do xadrez político pela primeira vez e sua ida a Brasília, quarta-feira, teve o objetivo de convencer à direção nacional do PSB a importância da candidatura, como uma garantia da sua volta a Brasília como deputado federal. Muitos não acreditam nessa história, porque se a chapa do Cidadania com PSB perder, fica muito mais difícil ele conquistar um novo mandato.

Chapa será anunciada

Cidadania e PSB vão se reunir hoje à tarde, por vídeo conferência, para fechar a aliança e anunciar a chapa que disputará a Prefeitura de Aracaju, já definida e aceita pelos dois diretórios municipais.

*** Está fechado e decidido: a delegada Danielle Garcia (Cidadania) é a pré-candidata à prefeita e o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) será o vice.

*** Também participam da reunião online membros do PSDB e PL, que integram a aliança.

Todos participaram

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse apenas que as conversas estão muito avançadas com PSB, PL e PSDB. Acrescentando que todos que integram o grupo participam das discussões e decisões, “com muita tranquilidade e transparência”.

*** Alessandro acrescentou: “estamos conversando e amanhã (hoje) fazemos o anúncio do que o grupo decidiu”.

Lembra traição

Um presidente de partido disse, em off, que muita gente só acreditaria que Valadares Filho fosse realmente o vice de Danielle, quando a chapa estivesse fechada.

*** Sobre o fato de Valadares ser vice com a garantia do Cidadania para apoiá-lo a deputado federal, o mesmo líder lembrou: “a vereadora Emília Corrêa (Patriotas) foi traída e assim será com Valadares em 2022”.

Apaga discurso

As opiniões sobre a aliança levam à conclusão que o Cidadania perde o discurso do ‘novo’ ao se coligar com as legendas que a sigla acusou de fazer a velha política.

*** Tira o discurso tanto da delegada Danielle quanto do senador Alessandro.

Fora de cogitação

Amanhã haverá reunião presencial da ministra Damares Lima com Lúcio Flávio, que pretende disputar a Prefeitura de Aracaju pelo Avante, e por vídeo com o presidente regional do partido, Clóvis Silveira.

*** O Avante vai ouvir o que a ministra fará para fortalecer a candidatura de Lúcio e se há apoio de Brasília. Sem que haja isso, essa candidatura está fora de cogitação.

DEM não vai

Sexta-feira, em Aracaju, houve conversa entre Davi Guimarães (Avante), assessor de Damares, com o presidente do DEM, José Carlos Machado, que também conversaria amanhã com a ministra.

*** A pré-candidata a prefeita pelo DEM. Georlize Teles, também estaria presente, mas os dois desistiram da viagem a Brasília.

Marcio mostra razões

O pré-candidato a prefeito pelo PT, ex-deputado federal Marcio Macedo, diz que o seu partido se afastou do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), candidato à reeleição, porque o PSC, de André Moura, declarou apoio a ele.

*** Marcio chega a citar que André foi líder do Governo Temer no Congresso e seria uma dessas razões para o afastamento petista.

Perdeu muito

Um aliado de Marcio, que pediu para não se identificar, disse que em 2010 o PT se aliou ao então PSC&Cia, para apoiar a reeleição de Marcelo Déda e Marcio não chiou.

*** – Fui voto vencido na decisão para a composição, mas a maioria petista se aliou a André Moura (PSC), Edivan Amorim (PR) e Eduardo Amorim (PSDB).

*** Disse ainda que o “PT perdeu muito de sua força político ideológica, porque se uniu à direita, com o voto de Marcio, que se elegeu deputado federal”.

Dedução final

A mesma fonte disse que “meu voto é de Marcio e acredito na recuperação do PT, mas nós não podemos desconhecer que nos coligamos com a direita e perdemos a voz, com algumas exceções”.

*** Admitiu ainda que “hoje é hipocrisia criticar Edvaldo como Marcio está fazendo, porque desde o ano 2000 que ele foi vice-prefeito eleito de Marcelo Déda e segue até hoje ao lado do PT, sempre como prefeito”.

*** E concluiu: – Só em 2019 foi que Marcio Macedo descobriu que Edvaldo destoa da política petista, mesmo estando ao seu lado por 18 anos.

Um novo projeto

Houve uma reunião ontem da cúpula do PT, entre o senador Rogério Carvalho, o deputado federal João Daniel e o pré-candidato a prefeito, Marcio Macedo. O clima foi considerado animado,

*** O projeto é fazer um grande debate na TV, em que Marcio mostrará os projeto que o PT realizou e que pode realizar em Aracaju.

*** A decisão final: “tem que ser um projeto novo e que faça a diferença”.

Ivan candidato?

O ex-prefeito Ivan Leite disse ontem que em Estância existem alguns dos seus aliados insistindo para ele ser candidato a prefeito. Outros sugerem que Ivan dê apoio a Marcio Souza, pré-candidato do Psol a prefeito do município.

*** Ivan lembrou que nas cidades do interior o eleitor vota pelas pessoas e não por partido e diz que há possibilidade do apoio a Márcio, um economista que disputou o Governo em 2018.

Vê como improvável

Ivan Leite vê como improvável uma composição com o prefeito Gilson Andrade, que disputa a reeleição. Mas ainda pode haver conversa entre Gilson e Ivan, mesmo que não haja compromisso para acordo.

*** – É preciso avaliar e expor os porquês. E há muitos porquês! – disse Ivan.

Disputa em Canindé

O Partido dos Trabalhadores terá candidatura própria a prefeito em Canindé do São Francisco. Será o vereador Weldo Mariano.

*** O candidato a vice é Marinho, ex-candidato a prefeito na eleição anterior, disputando com o ex-prefeito Orlandinho Andrade.

*** A previsão é de “parada dura”.

Kaká e Heleno

Ontem à tarde o pré-candidato a prefeito Kaká Andrade reuniu-se com Heleno Silva e trataram sobre as eleições municipais de Canindé do São Francisco.

*** O Republicanos, partido de Heleno Silva, vai indicar o vice de Kaká e já tem dois nomes para escolha.

Uma boa conversa

Hildegard Angel – Estão vendendo o patrimônio da Petrobras a preço de ferro velho. Agora foram três plataformas pelo preço de três apartamentos.

Marcos Cardoso – Aqui em Sergipe, em todo o Nordeste, estão desmantelando a empresa que tem raiz tão forte e é tão importante para a região.

Mais votado – O ex-prefeito de Lagarto, José Raimundo Ribeiro, o Cabo Zé, disputa vaga de vereador aos 84 anos. Seu histórico político indica que ele será o mais votado.

Portal Terra – Em razão da indefinição sobre o fim da pandemia, o Congresso Nacional articula estender calamidade pública para 2021.

Sé isso pega! – Dez dias aplicando ozônio no ânus através de uma sonda para combater o coronavírus. Essa é a sugestão de Volnei Morastoni, prefeito de Itajaí e médico.

O Estadão – Ao julgar caso de Lula, ministros do STF atacam Moro e indicam voto por suspeição de ex-juiz da Lava Jato.

Acesso à justiça – Pandemia afastou vulneráveis do acesso à justiça, revela pesquisa da FGV com profissionais das defensorias públicas de todo o país.

Aguaram ansiosos – Donos de restaurantes dos shoppings, instalados nas praças de alimentação, aguardam que na próxima semana possam abrir para atender aos clientes.